Dourados – MS terça, 22 de setembro de 2020
Dourados
27º max
14º min
Variedades

Dois pleitos

23 Jan 2016 - 07h00
Mesmo cumprindo menos de oito anos de governo, o prefeito Murilo Zauith (PSB) não está apto a concorrer a reeleição porque mesmo com tempo mais curto de primeiro mandato enfrentou duas eleições consecutivas, uma delas extemporânea, para completar o mandato do falecido Ari Artuzi de um ano e oito meses e agora completa em 2016 um mandato inteiro de quatro anos.


##### Início trágico


Ao assumir o mandato em fevereiro de 2011, a cidade estava desmoralizada nacionalmente com as constantes operações da PF que prenderam prefeito, vice e vereadores na época. A cidade estava sem rumo e sem credibilidade. Aos poucos o segundo município do estado foi reconquistando a normalidade administrativa e todos os setores voltaram a funcionar.

##### A diferença


Atualmente o cenário brasileiro é de muita dificuldade financeira e o desemprego bate a porta em nível nacional, porém levantamentos confirmam que Dourados fez a diferença e manteve o ritmo do desenvolvimento em plena crise nacional. Basta sair as ruas para perceber que a movimentação é sempre a mesma. O potencial de desenvolvimento é visível e impressionante.

##### No colo


E para completar este quadro de resistência econômica os cofres públicos se livraram de uma bomba de 400 milhões de reais em Dourados. Uma divida de precatório contraída em 1995 que por pouco não explodiu no colo de Murilo Zauith. Ultimamente o município já vinha sendo obrigado a quitar esta divida que comprometeria não somente este ultimo ano de mandato como os cinco ou dez anos de mandatos vindouros.

##### A folha


A crise atual abateu quase todos os municípios de Mato Grosso do Sul, inclusive a capital, Campo Grande, que vem tendo dificuldades até para quitar a folha de pagamento de servidores. Porém Dourados, cujo o gestor é conhecido como criterioso em excesso a receita está dentro do programado.

##### A ou B


O atual prefeito tem dito que além de não ter como disputar mais uma eleição pretende ficar distante do processo eleitoral, ou seja, deve optar pela neutralidade, sem apoiar candidatura a ou b. Antes de ser prefeito Murilo, tinha sido deputado estadual e federal. É considerado um líder político regional. Quando disputou o senado deu um susto nos concorrentes e quase chegou a se eleger.

##### Novo mandato


Murilo, não poderá se candidatar novamente, mas quase oito em cada dez prefeitos poderão se candidatar à reeleição este ano. De acordo com o estudo feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), 4.258 (76,4%) dos atuais 5.568 gestores municipais estão aptos a disputar um novo mandato porque não estão na segunda gestão consecutiva.

##### Ficha Limpa


Ainda não se sabe quantos desses administradores tentarão um novo governo nem quantos podem ser barrados pela Lei da Ficha Limpa por ter condenação criminal. Apenas quatro dos 26 prefeitos de capitais estaduais estão impedidos de se candidatar porque foram reconduzidos ao poder na última disputa municipal.

##### Dois terços


Na região Centro-Oeste, 80% dos gestores podem tentar a reeleição. Enquanto no Sul, 72,8% terão essa possibilidade. Outra característica apontada no levantamento é a concentração da idade dos possíveis candidatos à reeleição: dois terços dos atuais prefeitos têm entre 41 a 60 anos de idade.

##### Nas urnas


Nas últimas eleições municipais, apenas 58% dos que buscaram um novo mandato tiveram sucesso nas urnas. De acordo com o levantamento, a grande maioria dos possíveis candidatos à reeleição é formada por homens (87,4%). O Nordeste é a região com mais mulheres aptas a renovar o mandato (17%), já o Sul tem a menor participação feminina (9%).

##### Sem data


“É importante ressaltar que 269 gestores dos 4.258 que podem tentar a reeleição não tinham data de nascimento disponível e, por isso, não se encaixam em nenhuma das faixas destacadas. Apenas 62 possíveis candidatos à prefeitura em 2016 tem menos de 30 anos”, diz o presidente da CNM, Paulo Roberto Ziulkoski.

##### Que felicidade!


Uma segurada que recebia auxílio-doença por depressão perdeu o benefício do INSS após postar fotos com ares de felicidade no Facebook. As imagens de passeios em cachoeiras divulgadas na rede social, com legendas como “não estou me aguentando de tanta felicidade”, foram usadas pela Advocacia-Geral da União (AGU) para provar que ela não estava incapacitada por quadro depressivo grave e poderia retornar ao trabalho.

##### Mais três meses


Em novembro de 2013, um perito havia atestado que a profissional apresentava depressão grave e a declarou incapaz temporariamente para o trabalho. Em abril de 2014, outro médico confirmou o quadro psiquiátrico e estendeu o benefício por mais três meses.

##### Quadro clínico


Entretanto, a Procuradoria Seccional Federal (PSF) em Ribeirão Preto (SP) demonstrou que a segurada não apresentava os sintomas de pessoas com depressão grave. Os procuradores federais ressaltaram que o quadro clínico da doença “caracteriza-se por humor triste, perda do interesse e prazer nas atividades cotidianas, sendo comum uma sensação de fadiga aumentada”

##### Que maravilhoso!


Por outro lado, as publicações na rede social feitas pela trabalhadora mostram passeios em cachoeiras, acompanhadas por frases que demonstram alegria, como “não estou me aguentando de tanta felicidade”, “se sentindo animada” e “obrigada, senhor, este ano está sendo mais que maravilhoso”.

##### Como prova


Com essas provas, o perito reviu o laudo médico anterior. O Juizado Especial Federal Cível de Ribeirão Preto considerou abril de 2014 como a data em que cessou a incapacidade da trabalhadora. A decisão evitou o pagamento de benefício indevido. Quem sabe descobriram algum remédio milagroso para curar depressão?

##### Que frase!


“Somente quando for cortada a última árvore, pescado o último peixe, poluído o último rio, é que as pessoas vão perceber que não podem comer dinheiro.” (Provérbio Indígena).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
Condenação

Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida

21/09/2020 16:57
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
Turismo

MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados

21/09/2020 10:36
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
O julgamento de Deus
Artigo

O julgamento de Deus

17/09/2020 08:51
O julgamento de Deus
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Saúde

Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono

13/09/2020 10:11
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Cães abandonados

“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo

13/09/2020 09:05
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Últimas Notícias