Dourados – MS sábado, 24 de julho de 2021
Dourados
32º max
16º min
Variedades

Diretor da Renault faz denúncias por difamação em caso de espionagem

19 Jan 2011 - 16h25
Renault afirma ser vítima de espionagem industrial
 - Crédito: Foto: AFPRenault afirma ser vítima de espionagem industrial - Crédito: Foto: AFP
O executivo Michel Balthazard, um dos três ex-funcionários da Renault suspeitos de vender segredos industriais do carro elétrico desenvolvido pela empresa francesa, apresentou nesta quarta-feira (19) uma queixa-crime alegando difamação em seu afastamento.

A fabricante de veículos francesa afirma que foi vítima de uma rede organizada internacional, que tentou roubar da empresa informações econômicas, tecnológicas e estratégicas a favor de interesses estrangeiros. O foco da espionagem seria os veículos elétricos, a principal aposta do Grupo Renault Nissan para os próximos anos.

O advogado de Balthazard, Pierre-Olivier Sur, afirmou à emissora de rádio \"France Info\" que seu cliente, que recebeu uma carta de demissão por \"falta grave e flagrante às obrigações de confidencialidade e de lealdade\", decidiu \"mover todas as ações judiciais contra as pessoas e atos que atentaram contra sua honra\".

Sur informou que a denúncia foi feita à Promotoria de Paris e garantiu que não há nenhum elemento para poder criticar Balthazard por ter entregue segredos industriais, e, por isso, as suspeitas que recaem sobre ele \"não têm fundamento\".

O fabricante automobilístico francês apresentou no último dia 13 uma denúncia à Justiça da França por \"espionagem industrial, corrupção, abuso de confiança, roubo e encobrimento cometidos por uma quadrilha organizada\".

O jornal \"Le Figaro\" revelou este mês que a suposta rede utilizou uma conta bancária na Suíça e outra em Liechtenstein, com 500 mil euros e 130 mil euros, respectivamente, e apontou que o dinheiro procedia da China Power Grid Corporation, um gigante da distribuição elétrica com base em Pequim. No entanto, a China nega qualquer envolvimento no caso de espionagem industrial.

Apesar do ocorrido, a Renault afirma que não deu tempo de a empresa ser prejudicada. “Nenhum tesouro tecnológico ou estratégico, no que diz respeito a inovações, vazou para fora da empresa, incluindo as 200 patentes inscritas ou em processo de inscrição”, declarou a companhia ao jornal francês \"Le Figaro\".

(autoesporte.com)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário
IMPRESSO

Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário

05/07/2021 13:00
Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
MERECIDO

Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size

30/04/2021 14:59
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
Últimas Notícias