Dourados – MS quinta, 13 de agosto de 2020
Dourados
26º max
16º min
Segurança e Saúde JBS
Conjuntura

Chamuscado

21 Mai 2016 - 06h00
A cada informação nossa de cada dia, mais um petardo é disparado contra o PMDB de Mato Grosso do Sul. O partido vive a mesma agonia do PT em tempos de operações contra a corrupção vindas de todos os lados. Diante dessa nova realidade, não resta outra opção ao comando da sigla senão a de encarar os percalços e procurar nomes que queiram ir para o sacrifício.


Isso acontece em Campo Grande, Três Lagoas e Dourados, principais colégios eleitorais do Estado. Sobre Dourados, por exemplo, diz-se que o PMDB pediu um nome emprestado de cidade vizinha para a disputa.

##### Zoação


Nas redes sociais, o pessoal não perdoou o ex-deputado federal e ex-secretário de Obras, Edson Giroto (PR), preso na segunda fase da Operação Lama Asfática. Numa montagem com a apresentadora Marília Gabriela, é simulado um bate-bola entre eles, semelhante ao que era feito no final de seu programa de TV.


Sua cor preferida? E ele responde: laranja. E sua fruta predileta? E Giroto diz: laranja. Por fim, a pergunta é sobre qual o livro que ele gostou de ler? A resposta é: Meu pé de Laranja Lima. Isso, talvez, mexa mais com o brio da pessoa que a divulgação em si.

##### Inversão


A coisa anda tão feia no país que até oficial de Justiça, que tem como ofício o estrito cumprimento da lei, é preso por falsa declaração. Esse caso aconteceu bem perto daqui, para ser mais preciso, em Dourados. É mais um caso entre tantos outros que acontecem de forma velada no Brasil. Isso sem contar policiais, juízes, desembargadores, conselheiros de tribunais de conta e tantos outros, que a exemplo dos políticos, se chafurdam na lama da corrupção sem nenhuma cerimônia.


Enquanto isso, na outra ponta, o povo sobrevive à míngua clamando por comida e remédio.

##### Delação


Na semana passada, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu para incluir no inquérito de Belo Monte parte das denúncias feitas pelo senador cassado Delcídio do Amaral (sem partido-MS) em sua delação premiada.


Ele ressaltou ao Supremo que Luiz Carlos Martins apontou somente Edison Lobão como beneficiário de vantagens indevidas, mas que Delcídio mencionou outros supostos destinatários da propina.

##### Operadores


Além de falar nos nomes de Romero Jucá, Renan Calheiros, Valdir Raupp e Jader Barbalho, Delcídio apontou ainda como supostos operadores do esquema os ex-ministros do governo Lula Erenice Guerra (Casa Civil) e Silas Rondeau (Minas e Energia).


Segundo ele, Erenice, Silas e o ex-ministro Antonio Palocci atuaram para permitir os desvios e "fizeram aproximação com os grandes empresários".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia
Dourados

Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia

04/08/2020 13:00
Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia
Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia
Adoção na Pandemia

Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia

03/08/2020 16:25
Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia
Agosto Lilás:  Mulheres sofrem "pandemia da violência"
Mulher

Agosto Lilás: Mulheres sofrem "pandemia da violência"

03/08/2020 10:03
Agosto Lilás:  Mulheres sofrem "pandemia da violência"
Branding em Arquitetura
Variedades

Branding em Arquitetura

30/07/2020 14:38
Branding em Arquitetura
Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz
Exposição

Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz

30/07/2020 14:35
Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz
Últimas Notícias