Dourados – MS domingo, 20 de setembro de 2020
Dourados
27º max
16º min
Conjuntura

Cana dura

13 Jun 2016 - 06h00
Sei não, mas o fato de o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pedir ao STF (Supremo Tribunal Federal) para remeter ao juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná, as investigações relativas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula e ao ex-senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) poderá dar enorme BO.


Em acordo de delação premiada, Delcídio acusou Lula de tentar evitar que o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró colaborasse com a Operação Lava Jato. Ou seja, xilindró à vista.

##### Insônia


No início de maio, Lula foi denunciado por obstruir as investigações da Lava Jato. A acusação formal, feita pela PGR (Procuradoria Geral da República), foi incluída na denúncia contra Delcídio do Amaral.


Como Delcídio era senador na época, só podia ser investigado pelo Supremo. Com a cassação do mandato dele, a PGR entendeu que o caso deveria ir para a primeira instância. Ainda cabe ao ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, decidir. Até lá, muita gente vai perder o sono.

##### Ficha podre


O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) recebeu uma lista de gestores públicos de recursos federais com contas julgadas irregulares pelo TCU (Tribunal de Contas da União), entre os quais, é claro, tinha que ter representantes de Mato Grosso do Sul, num total de 114 pessoas aparecem.


O engraçado, como em todos os anos de eleições, só aparecem na lista políticos do baixo clero. Para os velhos caciques e raposas do poder sempre há uma brechinha eleitoral.

##### Polêmica


O veto oferecido pelo prefeito Alcides Bernal (PP) ao projeto de lei de reajuste de 9,57% lineares aos servidores municipais de Campo Grande deve ser votado terça-feira. O texto que dispõe sobre a revisão geral de remuneração dos barnabés do Poder Executivo, já causou muito polêmica desde o início da revisão.


O progressista alega que a legislação eleitoral impede concessão de reajuste superior à inflação acumulada no período que antecede 180 dias da eleição, marcada para outubro de 2016.

##### Tiro no pé


O PT acabou dando um tiro no pé ao propor a criação da CPI que investigou a ação/omissão do Estado nos casos de violência contra indígenas, em outras palavras CPI do Genocídio, primeiro nome do colegiado que foi mudado para minimizar o impacto. A investigação foi uma clara resposta à CPI que investigou o Cimi (Conselho Indigenista Missionário), organismo ligado ao partido e aos movimentos sociais.


O relatório, elaborado pela deputada Antonieta Amorim (PMDB), isentou o Estado de toda a culpa, afirmando que não há base jurídica para acusar o poder público pela violação de direitos e violência contra os índios.

Deixe seu Comentário

Leia Também

O julgamento de Deus
Artigo

O julgamento de Deus

17/09/2020 08:51
O julgamento de Deus
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Saúde

Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono

13/09/2020 10:11
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Cães abandonados

“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo

13/09/2020 09:05
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Capital constrói identidade cultural pelas influências das fronteiras e imigrações
Campo Grande

Capital constrói identidade cultural pelas influências das fronteiras e imigrações

11/09/2020 17:16
Capital constrói identidade cultural pelas influências das fronteiras e imigrações
Lei estabelece regras para cancelamento e remarcação de viagens e eventos
Brasil

Lei estabelece regras para cancelamento e remarcação de viagens e eventos

26/08/2020 11:28
Lei estabelece regras para cancelamento e remarcação de viagens e eventos
Últimas Notícias