Dourados – MS quarta, 16 de junho de 2021
Dourados
26º max
13º min
Conjuntura

Cana dura

13 Jun 2016 - 06h00
Cana dura -
Sei não, mas o fato de o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pedir ao STF (Supremo Tribunal Federal) para remeter ao juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná, as investigações relativas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula e ao ex-senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) poderá dar enorme BO.


Em acordo de delação premiada, Delcídio acusou Lula de tentar evitar que o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró colaborasse com a Operação Lava Jato. Ou seja, xilindró à vista.

##### Insônia


No início de maio, Lula foi denunciado por obstruir as investigações da Lava Jato. A acusação formal, feita pela PGR (Procuradoria Geral da República), foi incluída na denúncia contra Delcídio do Amaral.


Como Delcídio era senador na época, só podia ser investigado pelo Supremo. Com a cassação do mandato dele, a PGR entendeu que o caso deveria ir para a primeira instância. Ainda cabe ao ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, decidir. Até lá, muita gente vai perder o sono.

##### Ficha podre


O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) recebeu uma lista de gestores públicos de recursos federais com contas julgadas irregulares pelo TCU (Tribunal de Contas da União), entre os quais, é claro, tinha que ter representantes de Mato Grosso do Sul, num total de 114 pessoas aparecem.


O engraçado, como em todos os anos de eleições, só aparecem na lista políticos do baixo clero. Para os velhos caciques e raposas do poder sempre há uma brechinha eleitoral.

##### Polêmica


O veto oferecido pelo prefeito Alcides Bernal (PP) ao projeto de lei de reajuste de 9,57% lineares aos servidores municipais de Campo Grande deve ser votado terça-feira. O texto que dispõe sobre a revisão geral de remuneração dos barnabés do Poder Executivo, já causou muito polêmica desde o início da revisão.


O progressista alega que a legislação eleitoral impede concessão de reajuste superior à inflação acumulada no período que antecede 180 dias da eleição, marcada para outubro de 2016.

##### Tiro no pé


O PT acabou dando um tiro no pé ao propor a criação da CPI que investigou a ação/omissão do Estado nos casos de violência contra indígenas, em outras palavras CPI do Genocídio, primeiro nome do colegiado que foi mudado para minimizar o impacto. A investigação foi uma clara resposta à CPI que investigou o Cimi (Conselho Indigenista Missionário), organismo ligado ao partido e aos movimentos sociais.


O relatório, elaborado pela deputada Antonieta Amorim (PMDB), isentou o Estado de toda a culpa, afirmando que não há base jurídica para acusar o poder público pela violação de direitos e violência contra os índios.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
MERECIDO

Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size

30/04/2021 14:59
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
Últimas Notícias