Dourados – MS quarta, 16 de junho de 2021
Dourados
26º max
13º min
TECNOLOGIA

Buscas no Google podem poluir mais que uma chaleira elétrica

12 Mai 2016 - 10h20
Pesquisas apontaram que Google pode poluir mais que uma chaleira elétrica. - Crédito: Foto: Google/DivulgaçãoPesquisas apontaram que Google pode poluir mais que uma chaleira elétrica. - Crédito: Foto: Google/Divulgação
Uma das maiores ferramentas de buscas espalhadas pela internet é o Google, o mesmo até poderia ter parecido inofensivo se não poluísse muito. Pesquisas mostraram que o famoso buscador é capaz de produzir quase a mesma quantidade de dióxido de carbono que ferver uma chaleira de água.

Um estudo feito pelo físico norte-americano Alex Wissner-Gross, mostrou um grande impacto do Google no meio-ambiente, segundo suas pesquisas, o Google emite 7 gramas de dióxido de carbono, ou seja, duas buscas equivalem a uma chaleira elétrica enquanto ferve água, que é de 14 gramas.

Segundo o cientista, as emissões geradas pelo site são derivadas do tempo que o computador fica ligado, mas principalmente, pelo gasto dos centros operacionais de dados do Google. Uma das justificativas para a afirmação acima é que a quantidade de banco de dados utilizado para dar rápido resultado às consultas dos usuários acaba produzindo mais dióxido de carbono.

O Bing e outros buscadores como o Yahoo já não acabam produzindo muito, o banco de dados dos dois buscadores citados são considerados ‘light’, pois não exigem muitos esforços para que as buscas sejam feitas, acabando que por poluindo menos, e dando um resultado um pouco mais demorado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
MERECIDO

Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size

30/04/2021 14:59
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
Últimas Notícias