Dourados – MS quarta, 15 de julho de 2020
Dourados
28º max
14º min
Respeito à Vida/ALMS (Ramal)
Bebês e Crianças

Um museu para o amanhã

22 Dez 2015 - 07h00
Museu do Amanhã, construído na Praça Mauá, no Rio de Janeiro, é dedicado à ciência e  o público pode ter experiências modernas com instalações interativas, imaginando os próximos 50 anos da humanidade. - Crédito: Foto: DivulgaçãoMuseu do Amanhã, construído na Praça Mauá, no Rio de Janeiro, é dedicado à ciência e o público pode ter experiências modernas com instalações interativas, imaginando os próximos 50 anos da humanidade. - Crédito: Foto: Divulgação
Mais de 6 mil pessoas visitaram o Museu do Amanhã no primeiro dia de atendimento ao público, na manhã de sábado. O museu, que é um dos símbolos da revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro, havia sido inaugurado no dia 17, mas só foi aberto ao público no sábado. Apesar do sol forte, desde cedo, filas se formaram para entrar no espaço cultural, localizado no Píer Mauá. De acordo com o presidente do Museu do Amanhã, Ricardo Piquet, o público superou as expectativas da organização. Como o museu ficará aberto até as 20h de domingo, estima-se que 20 mil pessoas devem passar pelo local neste final de semana.


Piquet explica que uma das grandes atrações do museu é o próprio prédio, que lembra um imenso veleiro, “ancorado” em frente à Baía de Guanabara. O edifício foi projeto pelo escritório de Santiago Calatrava, premiado arquiteto suíço-espanhol responsável por obras como o Estádio Olímpico de Atenas, usado nos Jogos de 2004.


Além de exibições temporárias, o museu tem uma exposição permanente, no segundo piso, com instalações multimídia sobre o universo, o planeta Terra e a humanidade. A ideia é levar o público a refletir sobre o passado e o futuro do ser-humano. “É um museu de ciência que trata da sustentabilidade do planeta e que propõe uma reflexão sobre o futuro da humanidade. Tomara que as pessoas entrem aqui e saiam com algumas respostas. Mas que elas saiam muito mais com perguntas, para entender melhor de onde nós viemos e para onde nós vamos”, disse Piquet.

O museu


O Museu do Amanhã é uma iniciativa da Prefeitura do Rio, concebido e realizado em conjunto com a Fundação Roberto Marinho, instituição ligada ao Grupo Globo, tendo o Banco Santander como Patrocinador Master. Conta ainda com a BG Brasil como mantenedora e o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Ambiente, e do Governo Federal, por intermédio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). A instituição faz parte da rede de museus da Secretaria Municipal de Cultura.


O Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG), organização social de cultura sem fins lucrativos vencedora da licitação promovida pela Prefeitura do Rio, é responsável pela gestão do museu. Com projeto do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, o edifício de formas orgânicas, inspiradas nas bromélias do Jardim Botânico, ocupa 15 mil metros quadrados, cercado por espelhos d’água, jardim, ciclovia e área de lazer, numa área total de 34,6 mil metros quadrados do Píer Mauá.


O museu conjuga o rigor da ciência e a linguagem expressiva da arte, tendo a tecnologia como suporte, em ambientes imersivos, instalações audiovisuais e jogos, criados a partir de estudos científicos desenvolvidos por especialistas e dados divulgados por instituições do mundo inteiro. Traz à cidade, pela primeira vez, o conceito de museu experiencial, no qual o conteúdo é apresentado de forma sensorial, interativa e conduzido por uma narrativa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados
ESPECIAL DIA DAS MÃES

Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados

10/05/2020 09:17
Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados
Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada
Covid-19

Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada

19/04/2020 10:23
Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada
Últimas Notícias