Dourados – MS sábado, 16 de outubro de 2021
Dourados
23º max
18º min
Bebês e Crianças

Teatro municipal sedia amanhã espetáculo Rivotril

28 Out 2015 - 07h00
Bailarino e coreógrafo Rilvan Barbosa em cena do espetáculo “Rivotril” - Crédito: Foto: A. FrotaBailarino e coreógrafo Rilvan Barbosa em cena do espetáculo “Rivotril” - Crédito: Foto: A. Frota
Amanhã é dia de “Rivotril” no Teatro municipal de Dourados. A sessão começa às 9h30 e tem entrada gratuita. O espetáculo, protagonizado pelo bailarino e coreógrafo Rilvan Barbosa, experimenta um estilo dramático no qual o intérprete criador se apropria de ideias oriundas de sua convivência social, estabelece uma linguagem direta com o espectador.


Levantando questões político-culturais permeados por conflitos pessoais, que se tornam globais nos dias de hoje, a apresentação, que será realizada pelo coreógrafo e Rilvan Barbosa, é fundamentado nas mais diversas críticas sociais. Na apresentação, ele propõe ao público a livre interpretação da cena. Por isso, o nome do espetáculo faz uma alusão à sociedade de consumo do ansiolítico (medicamento) usado para, entre outras finalidades, combater a ansiedade.


Segundo Chico Neller, as pessoas não procuram algo mais saudável, como uma terapia, por exemplo, e acabam recorrendo aos remédios. “Quando pensamos no espetáculo, Rivotril, constatamos essas situações do ser humano, nas aflições do mundo moderno e que buscam no medicamento o fator principal para a cura dos seus problemas”, observa o diretor.


Rilvan Daniel Barbosa é um artista que se dedica à pesquisa contínua na área da dança e nas suas variações, com mais de 25 anos de dança, contribui de forma significativa na formação de profissional em Mato Grosso do Sul, disseminando conhecimento técnico e artístico, tanto nas suas produções, como na formação de bailarinos conscientes. Segundo ele, o espetáculo é o resultado da parceria com o diretor, e, juntos, por meio da dança contemporânea, experimenta-se novos estilos para dialogar com o público, sobre assuntos tão presentes na nossa sociedade. Ainda, segundo Rilvan, o espetáculo segue para mais duas apresentações, em distritos de Dourados, em datas e locais a serem agendados.


O projeto “Um Outro Lugar – Pra Dançar” tem o Investimento do FIP e apoio cultural do Jornal O Progresso, Secretaria Municipal de Educação”, Paralela Comunicação” e Oficina de Interpretação Teatral (OFIT). Outras informações pelo telefone (67) 9999-0566.

Aprimoramento


Com investimento do Fundo de Investimento à Produção Artística e Cultural de Dourados (FIP), da Secretaria Municipal de Cultura, o projeto também realiza, hoje, uma oficina gratuita, intitulada “Pra Dançar”, com o diretor do espetáculo, Chico Neller e Rilvan Barbosa. A oficina, das 8h30 às 11h e das 14h às 17h, é aberta ao público e os interessados em conhecer a modalidade da dança contemporânea, com ou sem experiência. Para participar, deve ter mais de 16 anos e comparecer 30 minutos antes do horário da oficina para realizar as inscrições. As vagas são limitadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pandemia teve impactos diretos para bebês e crianças, diz estudo
12 de outubro

Pandemia teve impactos diretos para bebês e crianças, diz estudo

12/10/2021 13:34
Pandemia teve impactos diretos para bebês e crianças, diz estudo
Dia das Crianças: o que elas esperam do futuro pós-pandemia
12 de outubro

Dia das Crianças: o que elas esperam do futuro pós-pandemia

12/10/2021 10:23
Dia das Crianças: o que elas esperam do futuro pós-pandemia
Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Bebês e Crianças

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS

17/05/2021 15:39
Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Últimas Notícias