Dourados – MS domingo, 28 de fevereiro de 2021
Dourados
36º max
22º min
Influx
Bandas

“Som & Fúria” é aberta no MIS com homenagem a roqueiros

13 Jul 2016 - 07h30Por Do Progresso
A exposição de fotografias logo no saguão do Museu retrata músicos de rock atuando, no palco, cantando, executando seus instrumentos. - Crédito: Foto: Fabrício MartinsA exposição de fotografias logo no saguão do Museu retrata músicos de rock atuando, no palco, cantando, executando seus instrumentos. - Crédito: Foto: Fabrício Martins
Uma celebração ao rock, com homenagens a bandas sul-mato-grossenses do passado e outras ainda na ativa. Foi o que aconteceu na noite da última segunda-feira, no Museu da Imagem e do Som (MIS): a abertura da Semana da Música "Som & Fúria", em comemoração ao Dia Mundial do Rock, dia 13 de julho. Será uma semana com exibições de filmes, convidados especiais, sarau musical e exposição fotográfica. A entrada é franca e a programação segue até sexta.


A exposição de fotografias logo no saguão do Museu retrata músicos de rock atuando, no palco, cantando, executando seus instrumentos. Alguns deles estavam presentes e vieram prestigiar a exposição, a exibição do filme "Whiplash – Em Busca da Perfeição" e o debate que foi realizado depois.


Um desses músicos, Hélio Canto, vocalista da Hellmotz, banda que existe desde 2009, foi um dos homenageados com uma fotografia sua. Ele disse ser bem legal a homenagem ao rock. "É o tipo de coisa que não acontece sempre com o rock, é gratificante. Várias bandas ralam muito por causa do gênero que escolheram. É difícil, não tem patrocínio. Com o heavy metal é mais difícil, sua estranheza e complexidade assustam. Mas sempre você tem o seu canto para fazer o seu som", diz.


Diego Ricarte, guitarrista e contrabaixista da banda Ciganos da Percepção, que atuou entre 2013 e 2016, também foi um dos homenageados com uma fotografia sua. Ele diz que a banda acabou porque um dos integrantes mudou de cidade. "Hoje, estamos trabalhando num novo projeto, falta ainda o nome da banda. Gostei muito deste evento, achei bacana, a minha foto foi de um dia de muito rock’n’roll. Os fotógrafos conseguiram captar o espírito, são bem singulares as fotos de cada músico que está ali. Existem muitas boas bandas. Não deveria ser só uma semana pro rock, porque o rock acontece o ano inteiro. Todo dia tem apresentação nos bares".


O baterista Ernani Júnior, ou Juninho, como é conhecido, foi um dos debatedores da noite. Ele toca na banda Hollywood Cowboys e também como freelancer em outras bandas. Hoje, com 23 anos, ele começou aos oito. "Eu cresci no rock, os primeiros programas de rock no rádio foi com meu pai, estou tentando levar o legado dele". Juninho é filho de Ernani de Almeida, que mantinha o Chácara Bar, apresentou o programa "Capital Rock" em 1984, "Geleia Geral" e "Templo do Rock" de 2003 a 2007, além de muitos outros. "Meu pai sempre estava no meio do movimento, vivia para isso, por amor, porque financeiramente nem compensava".


A Semana "Som & Fúria foi idealizada pela Startup de música "Who?", dos produtores Ana Paula Ostapenko e Caio Dutra. Eles se reuniram com a coordenadora do MIS, Marinete Pinheiro, e elaboraram um projeto relativo a música. Aproveitaram o Dia Mundial do Rock, 13 de julho, para homenagear bandas sul-mato-grossenses que trabalham ou trabalharam o gênero. Ana Paula trabalha com rock há mais de dez anos, e Caio, há mais de seis, com produção de palco, de CDs, DVDs, videoclipes, editgais e assessoria de imprensa. "Escolhemos os cinco filmes e os convidados para o debate. A Fundação de Cultura aprovou o projeto e começamos a colocar em prática. A exposição de fotos é um incentivo aos fotógrafos e para as bandas se verem. Muitas fotos são acervo das próprias bandas", explica Ana Paula.


As bandas homenageadas na Mostra de Fotografias são: Curimba, Braudino, Rivers, Strangers, Bêbados Habilidosos, Hollywood Cowboys, Naipe, Opuesto, Links, Pulse, Hellmotz, Pulse, Catástrofe, Dead Soldiers, Rejeitados pelo Diabo, Vaticano 69, Camaleone, Bella Xu, Ciganos da Percepção, Cassino Boogie, Codinome Winchester, Thrashid, Allibi In Messiah, Horse Society, Burning Universe, Dxdxox, Tonelada, Miss Behavior, Japüra, Subestelar, Revenged e Zuka.Os fotógrafos são Gabi Santos, Futo Oliveira, Rafael Tamazato, Helio Severo, Laine Alcântara, Kojiroh, Danny Marques, Ana Borges e André Vidal.


A Semana da Música "Som e Fúria" acontece até sexta-feira, sempre a partir das 19h, no Museu da Imagem e do Som, que fica na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, 3º andar, no Memorial da Cultura e da Cidadania. A entrada é franca.

Programação


Hoje

Detroit Rock City

Sarau Dia Mundial do Rock

Quinta-feira

Ruído de Minas. Convidado: Hélio Guará

Sexta-feira

"Botinada – A Origem do Punk no Brasil". Convidado: Enrique Gonçalves

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sem famílias acolhedoras, crianças violentadas são retiradas das aldeias
Projeto

Sem famílias acolhedoras, crianças violentadas são retiradas das aldeias

30/11/2020 15:51
Sem famílias acolhedoras, crianças violentadas são retiradas das aldeias
Lei manda informar sobre entrega de filho para adoção
Adoção

Lei manda informar sobre entrega de filho para adoção

26/11/2020 12:36
Lei manda informar sobre entrega de filho para adoção
Novembro Roxo aborda a prematuridade e seus desafios
Saúde

Novembro Roxo aborda a prematuridade e seus desafios

16/11/2020 15:21
Novembro Roxo aborda a prematuridade e seus desafios
Dourados tem 45 cartinhas de crianças e adolescentes na Campanha de Natal do Pacijus
Boa Ação

Dourados tem 45 cartinhas de crianças e adolescentes na Campanha de Natal do Pacijus

13/11/2020 15:13
Dourados tem 45 cartinhas de crianças e adolescentes na Campanha de Natal do Pacijus
Últimas Notícias