Dourados – MS segunda, 01 de março de 2021
Dourados
35º max
22º min
Influx
Bebês e Crianças

Show “Por América” na Capital

22 Mar 2016 - 06h00
O Trio Hermanos Irmãos utilizam no trabalho a linguagem do universo folk aliado aos ritmos fronteiriços da polca paraguaia e a guarânia. - Crédito: Foto: DivulgaçãoO Trio Hermanos Irmãos utilizam no trabalho a linguagem do universo folk aliado aos ritmos fronteiriços da polca paraguaia e a guarânia. - Crédito: Foto: Divulgação
O trio Hermanos Irmãos realiza o show "Por América". A primeira apresentação deste ano acontece na próxima quinta-feira, às 20h30, no Teatro Aracy Balabanian. A entrada é gratuita.


Os Hermanos Irmãos é formado pelos cantores e compositores e irmãos Jerry Espíndola, Márcio de Camillo e Rodrigo Teixeira. No repertório do show, as canções do álbum "Por América", gravado em Assunção (Paraguai) e produzido pela Kamikaze Records, último trabalho do trio, e ainda sucessos do primeiro CD ao vivo e canções inéditas, totalizando 15 músicas.


Sediados em Campo Grande, os músicos utilizam no trabalho a linguagem do universo folk aliado aos ritmos fronteiriços da polca paraguaia e a guarânia. O resultado é um som híbrido, com influências da música pop, do rock, blues, Música Popular Brasileira (MPB) e jazz, sem esquecer dos arranjos vocais, uma das características do Hermanos Irmãos.


O grupo utiliza principalmente instrumentos de cordas, seus arranjos. Violões de nylon e aço, violão de 12 e contrabaixo, além de gaita de boca. O destaque fica para a viola caipira de 10 cordas, tocada por Márcio de Camillo. O instrumento geralmente utilizado na música sertaneja é adaptado por Camillo à música folk e fronteiriça, criando possibilidades para a viola, produzindo uma nova sonoridade e inovando o instrumento com o uso de slide, por exemplo, adereço típico do blues.


Com um repertório que alia um rico trabalho autoral a canções de compositores que influenciam o trio (Jorge Drexler, Renato Teixeira, Almir Sater, Paulo Simões, Geraldo Espíndola e Geraldo Roca), o Hermanos Irmãos se destaca na produção de uma moderna música sul-mato-grossense, influenciada diretamente pela música ternária do vizinho Paraguai e em sintonia com o sul do continente, onde Rio Grande Sul, Uruguai e Argentina já formam uma "nação musical".


Desde os anos 80, Jerry Espíndola e Rodrigo Teixeira desenvolvem a polca-rock, estilo em que os ritmos fronteiriços – guarânia, polca paraguaia e chamamé são misturados à linguagem roqueira. Atualmente, o Hermanos Irmãos protagoniza um dos principais intercâmbios do Brasil com músicos de outros países da América do Sul.


Após lançar o primeiro disco "Hermanos Irmãos Ao Vivo", em 2011, o trio teve o segundo álbum "Por América" lançado em 2014 pela Kamikaze Records, gravadora do Paraguai sob o comando de Willy Suchar, argentino que mora em Assunção desde 1989 e é um dos principais produtores da capital paraguaia, além de pianista e arranjador com mais de 100 discos no currículo de artistas de vários países da América do Sul.


O Hermanos Irmãos fez dezenas de shows desde a sua criação em 2010. Já realizou três circuitos universitários em campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), no interior de MS, contando como convidados importantes artistas sul-mato-grossenses, como Tetê Espíndola, Dino Rocha, Geraldo Espíndola, dentre outros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sem famílias acolhedoras, crianças violentadas são retiradas das aldeias
Projeto

Sem famílias acolhedoras, crianças violentadas são retiradas das aldeias

30/11/2020 15:51
Sem famílias acolhedoras, crianças violentadas são retiradas das aldeias
Lei manda informar sobre entrega de filho para adoção
Adoção

Lei manda informar sobre entrega de filho para adoção

26/11/2020 12:36
Lei manda informar sobre entrega de filho para adoção
Novembro Roxo aborda a prematuridade e seus desafios
Saúde

Novembro Roxo aborda a prematuridade e seus desafios

16/11/2020 15:21
Novembro Roxo aborda a prematuridade e seus desafios
Dourados tem 45 cartinhas de crianças e adolescentes na Campanha de Natal do Pacijus
Boa Ação

Dourados tem 45 cartinhas de crianças e adolescentes na Campanha de Natal do Pacijus

13/11/2020 15:13
Dourados tem 45 cartinhas de crianças e adolescentes na Campanha de Natal do Pacijus
Últimas Notícias