Dourados – MS segunda, 25 de janeiro de 2021
Dourados
29º max
22º min
Influx
Bebês e Crianças

Rap e metal se encontram em noite com Cypress Hill e Deftones

05 Abr 2011 - 13h20
O grupo de hip-hop Cypress Hill é um dos mais importantes, com 18 milhões de cópias vendidas pelo mundo. - Crédito: Foto: Flavio Moraes / G1O grupo de hip-hop Cypress Hill é um dos mais importantes, com 18 milhões de cópias vendidas pelo mundo. - Crédito: Foto: Flavio Moraes / G1
Parados no estacionamento, circulando pelas vias paralelas à casa de shows com rap tocando no último volume em suas caixas de som... Os low-riders, aqueles carros antigos restaurados, com suspensão hidráulica especial que os faz saltar, denunciavam a primeira atração que se apresentou nesta segunda-feira (4), em noite de programação dupla no Credicard Hall, em São Paulo. (A noite também teve show do Deftones.)

A dupla californiana Cypress Hill subiu ao palco às 22h, acompanhada pelo DJ Julio G e pelo percussionista Eric Bobo. Foi imediatamente ovacionada pelos fãs de suas rimas com sotaque latino, cheias de referências a armas, violência e... carros.

Vestindo coletes e bonés, os MCs Sen Dog e B-Real entraram como dois touros cantando “Get ‘em up”, de seu mais recente trabalho de estúdio. “Rise up” foi lançado no ano passado, e se tornou o oitavo disco dos americanos, 19 anos depois do lançamento da estreia “Cypress Hill”, de 1991.

Desse primeiro disco tocaram “How I could Just kill a man”, com as bases instrumentais ao comando de Julio G, que as disparava com um laptop, e de Eric Bobo, que espancava tambores e pratos de seu kit de percussão. Próximo ao fim do show, a dupla protagonizou um duelo de “scratches” (aquela técnica em que o DJ manipula o disco com a mão o fazendo chiar) e batuque.

Mas a apresentação do Cypress Hill gira em torno das figuras carismáticas de seus dois MCs. Depois do hit “Insane in the brain”, B-Real acendeu um cigarro sobre o palco, cantou com os pulmões cheios de fumaça e soprou sobre o rosto de quem estava nas primeiras filas. Só o apagou para começar “Dr. Greenthumb”, rimando com sua característica (e malandra) voz anasalada.

Antes do encerramento, com “Rock superstar”, ainda houve tempo para mais sucesso de “Black Sunday” (1993), segundo disco e um dos mais cultuados do Cypress Hill: “Lick a shot” e “I ain’t goin’ out like that” incluídos.

Mas quem pensava que a noite estava ganha para os MCs encontrou fãs ainda mais ansiosos pela apresentação do Deftones. Foi só o vocalista Chino Moreno aparecer sob os holofotes, vestindo camisa xadrez, para o balanço malicioso do rap da costa oeste americana ceder espaço para a gritaria e distorção. A banda esteve no Brasil em 2009, durante o festival Maquinária, em São Paulo.

Logo na abertura, tocaram “Diamond eyes”, de seu mais recente álbum, de mesmo nome. O disco saiu no ano passado, e é o sexto de sua carreira – outros trabalhos foram lembrados no repertório, como “Around the fur” (1997) e a estreia “Adrenaline”, de 1995.

Ouviu-se ainda “My own Summer (shove it)” e “Digital bath”. Sempre misturando sequências pesadas de guitarras com frases melódicas de vocais, seguidas por muito berreiro de Moreno.

O carismático vocalista encarna a estrela do rock com seu microfone encapado e a prova de quedas: canta de olhos fechados, bem apertados, sobe nas caixas de som e chegou a atacar uma delas, em que tropeçou antes de levar um tombo leve. Também foi assediado pelas fãs, que tentavam lhe arrancar beijos (ou alguma mecha de seu cabelo).

No fim da apresentação, a pista se transformou numa grande roda de bate-cabeça. Mais de uma dezena de pessoas giraram aos sons dos últimos acordes do guitarrista Stephen Carpenter, enquanto se cotovelavam e cantavam seus versos favoritos. (G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sem famílias acolhedoras, crianças violentadas são retiradas das aldeias
Projeto

Sem famílias acolhedoras, crianças violentadas são retiradas das aldeias

30/11/2020 15:51
Sem famílias acolhedoras, crianças violentadas são retiradas das aldeias
Lei manda informar sobre entrega de filho para adoção
Adoção

Lei manda informar sobre entrega de filho para adoção

26/11/2020 12:36
Lei manda informar sobre entrega de filho para adoção
Novembro Roxo aborda a prematuridade e seus desafios
Saúde

Novembro Roxo aborda a prematuridade e seus desafios

16/11/2020 15:21
Novembro Roxo aborda a prematuridade e seus desafios
Dourados tem 45 cartinhas de crianças e adolescentes na Campanha de Natal do Pacijus
Boa Ação

Dourados tem 45 cartinhas de crianças e adolescentes na Campanha de Natal do Pacijus

13/11/2020 15:13
Dourados tem 45 cartinhas de crianças e adolescentes na Campanha de Natal do Pacijus
MS tem 131 crianças disponíveis para adoção
Acolhimento

MS tem 131 crianças disponíveis para adoção

21/10/2020 13:27
MS tem 131 crianças disponíveis para adoção
Últimas Notícias