Dourados – MS sábado, 18 de setembro de 2021
Dourados
38º max
22º min
Bebês e Crianças

“Querô – Uma Reportagem Maldita"

03 Jun 2011 - 08h58
Grupo Theastai de Dourados encena romance de Plínio Marcos - Crédito: Foto: Aristeu Serra NegraGrupo Theastai de Dourados encena romance de Plínio Marcos - Crédito: Foto: Aristeu Serra Negra
O grupo de estudo e Teatro Theastai formado por estudantes de Artes Cênicas da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), apresenta nos dias 10 e 11 de junho ás 20h, no teatro em anexo ao Studio Blanche Torres, o espetáculo \"Querô - uma Reportagem Maldita\", de Plínio Marcos. O romance escrito e publicado em 1976, tem a assinatura de um dos mais polêmicos autores da década de 70.

O ator e diretor do Theastai, João Rocha, é responsável pela adaptação da história de um menino que luta pela sobrevivência nas ruas. Depois de sete meses de ensaios, a primeira apresentação de \"Querô\", aconteceu em dezembro do ano passado, durante o 29º Festival Sul-Mato-Grossense de Teatro realizado em São Gabriel do Oeste. \"A estreia não poderia ser melhor. Fomos premiados entre mais de 15 textos, como espetáculo revelação e melhor iluminação a cargo de Kadu Bomono\", destaca João.

Ele lembra que toda a obra de Plínio Marcos é atemporal. \"Quando o dramaturgo retrata a realidade dos submundos, ele faz o tempo todo uma crítica social do sistema. Não foi impunemente que o autor tornou-se um símbolo da perseguição da censura\", avalia Rocha, que também encarna o menor abandonado, ao lado dos atores Paulo Henrique Porto e Wagner Torres.


Na montagem feita por de João, estão em cena, três Querôs que dilui conflitos e nuances do universo da marginalidade. \"O personagem é rico psicologicamente. O sorriso dele é o tempo todo de ironia, diante das situações que vão surgindo na sua vida\", opina Rocha. “Nas ruas do Brasil, existem muitos Querôs. O meio em que estes meninos e meninas são criados, com a ausência de afetividade, influencia sobremaneira as atitudes de violência”, complementa Wagner.

A realidade nua e crua da narrativa é composto pela cafetina Violeta, o policial Sarará e o malandro Brandão. \"Na construção da cafetina Violeta, passo para o público a dramaticidade da personagem que mesmo cuidando de Querô, somente causou prejuízos na sua formação\", relata Vanessa Moraes.
No elenco de \"Querô – Uma Reportagem Maldita\", estão também Wesley da Silva (Brandão) e Abner Diniz (Sarará). Os convites estão sendo vendidos a R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia entrada) no Studio Blanche Torres, a rua Olinda Pires de Almeida, 1695. A peça de teatro conta com o apoio do jornal O PROGRESSO, Douradosagora, Maindress e 94 FM. É recomendado para maiores de 16 anos. Outras informações pelo telefone (67) 9217-7119.

Inquietude

Em 1976, quando foi lançado “Querô – Uma Reportagem Maldita”, foi premiado como melhor romance pela Associação Paulista dos Críticos de Arte. No ano de 2007, ganhou as telas do cinema através do diretor Carlos Cortez. O filme conta com os atores Maria Luzia Mendonça, Airton Graça, Milham Cortaz, Ângela Leal e o então estreante Maxwell Nascimento que foi selecionado após uma disputa com mais 40 garotos capacitados pelo projeto de inclusão social Oficinas Querô.

Plínio Marcos imprimiu sua marca de contestação social em inúmeras peças teatrais como: \"Dois Perdidos numa Noite Suja\" (1966); \"Navalha na Carne\" (1967);, \" \"O Abajur Lilás\" (1969); \"Madame Blavatski\" (1985), dentre outras. Plínio foi também, ator, diretor e jornalista.

Seus textos foram traduzidos, publicados e encenados em inglês, espanhol, francês, e alemão; sendo teses de várias Universidades do Brasil e do exterior, em diversas áreas da Sociolinguística, Psicologia, Filosofia, Semiologia, Religião e Dramaturgia.

Plínio Marcos recebeu os principais prêmios nacionais como ator, diretor e escritor, em suas incursões no teatro, cinema, Tv e literatura. Em 19 de novembro de 1999, veio a óbito, aos 64 anos em São Paulo, por falência múltipla dos órgãos em decorrência de um derrame cerebral.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Bebês e Crianças

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS

17/05/2021 15:39
Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Últimas Notícias