Dourados – MS segunda, 06 de julho de 2020
Dourados
28º max
19º min
Bebês e Crianças

Odila Lange lança hoje “Dourados 80 Anos, Versos, Fatos & Gente”

04 Dez 2015 - 07h00
Livro “Dourados 80 Anos Versos, Fatos & Gente” - Crédito: Foto: DivulgaçãoLivro “Dourados 80 Anos Versos, Fatos & Gente” - Crédito: Foto: Divulgação
A escritora e poetisa Odila Lange lança hoje o livro “Dourados 80 Anos, Versos, Fatos & Gente”. A noite de autógrafos será realizada a partir das 19h30, na Livraria Canto das Letras.


A obra que reúne 68 poemas e é um registro ao longo de 35 anos que Odila reside em Dourados, na qual foi convidada para fazer discursos, homenagens e saudações em confraternizações as pessoas e fatos que marcaram a história do município.


Dentre eles, destacam-se: Semana Nacional dos Museus, discursos de posse na presidência da Academia Douradense de Letras, homenagem ao jornal O PROGRESSO, Coral Santa Cecília, lembrança póstuma ao professor Lins; saudações ao Clube Indaiá, Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação em Dourados (Simted), dentre outros. “Muitos poemas estão devidamente datados, outros, por descuido ou mesmo por falha da memória, não possuem a data específica de quando foram apresentados. O livro enaltece as pessoas e entidades homenageadas com meus versos quando Dourados comemora 80 anos”, diz Odila.


Para o escritor e jornalista Luís Carlos Luciano, que assina o prefácio da obra de Odila Lange, o livro remete a “Os Lusíadas”. “Enquanto Camões cantou as conquistas de Vasco da Gama e os feitos de Portugal, aqui a nossa poetisa guerreira Odila Lange versificou momentos importantes na vida de instituições locais, de pessoas, e, por tabela, do povo douradense. Lembrou-me também Castro Alves, o poeta dos escravos e o estilo condoreiro porque a autora tem tudo de social, de verdade, de eloquência e de convencimento pelas palavras. Mais ainda: não há aqui alguém que tenha versificado tanto a nossa identidade com a mesma intensidade, estilo e fôlego literário”, argumenta Luís Carlos.


“A sua autoridade como ‘douradense’ marca-se no cordel ‘Cantando Dourados’: Eu não nasci em Dourados/Sou gaúcha, rio-grandense,/Mas Dourados me acolheu/O título me pertence,/A Câmara determinou: Sou Cidadã Douradense!”, ressalta no posfácio, o poeta e escritor Marcos Coelho. “Dourados 80 Anos Versos, Fatos & Gente” foi editado com verba do Fundo Municipal de Investimento à Produção Artística e Cultural de Dourados (FIP).

Trajetória


Odila Lange nasceu em Venâncio Aires (RS). Advogada e professora, mestra em História pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). É fundadora da Academia Douradense de Letras, entidade da qual já exerceu a presidência por quatro vezes. É membro da Academia de Letras do Brasil, Seção de MS, ocupante da cadeira nº 2, como representante de Dourados.


No ano de 2011 foi campeã sul-mato-grossense de contação de causos no 21º Festival Sul-mato-grossense de Arte e Tradição Gaúcha de Mato Grosso do Sul (Fegams), realizado em Rio Brilhante e vice-campeã de declamação na categoria Xiru do mesmo festival.


É autora dos livros “Folclore ou Folclore (1996), reeditado em 2014, “PrOestando (1998); “Kit Cordel (2006); “Mulheres (2008); “Rodeio de Versos (2014); “Sicredi Centro Sul MS – Uma História de Sucesso – 25 Anos”.


Odila é estudiosa das questões de gênero e pesquisadora do folclore brasileiro. Sua índole atuante e combativa levou-a a receber dos confrades da Academia Douradense de Letras, o codinome de “a poetisa guerreira”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados
ESPECIAL DIA DAS MÃES

Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados

10/05/2020 09:17
Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados
Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada
Covid-19

Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada

19/04/2020 10:23
Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada
Últimas Notícias