Dourados – MS domingo, 18 de abril de 2021
Dourados
31º max
19º min
Influx - Campanha 2021
Apresentações

Música do interior agrada o público do Som da Concha

28 Jun 2016 - 08h00
Estilos diferentes e composições autorais atraem público. - Crédito: Foto: DivulgaçãoEstilos diferentes e composições autorais atraem público. - Crédito: Foto: Divulgação
A música do interior de Mato Grosso do Sul deu o tom das apresentações do projeto Som da Concha, da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), no domingo (26), na Concha Acústica Helena Meirelles do Parque das Nações Indígenas. Os artistas da noite agradaram aos ouvintes presentes. "Sempre venho aqui porque gosto de escutar música de verdade. A maioria dos estilos que tocam nesse projeto me agradam", afirmou a professora Maria Cristina Fabris, 50 anos.


O artista que deu início às apresentações foi o violeiro Marcelo Mafili, que trouxe diretamente de uma fazenda de Miranda, local onde mora atualmente, o repertório instrumental autoral inspirado nas paisagens pantaneiras. "Aquele isolamento poético da paisagem sonora do pantanal me dá muita inspiração para compor", confessou. As músicas Primavera Solar, Piúva, Baião do Cavalo Trovão, Nabileque, Curva de Rio e Lambari foram as escolhidas para a apresentação. Todas são fruto do trabalho "Viola brasileira em concerto para a paz", que é acompanhada por outros instrumentos como violoncelo, violino, contra-baixo, flauta transversal, violão de sete cordas e percussão.


A compositora douradense, Giani Torres, apresentou músicas do seu segundo disco, o álbum "Como bolhas, água e sabão". O público acompanhou a interpretação de músicas como "Pele a pele", de Guilherme Rondon e Paulo Simões, "Solitária", antigo sucesso da banda Jennifer Magnética, do compositor Rodrigo Faleiros, e "Saudade não", da cantora e compositora Lilian Maira.

Deixe seu Comentário