Dourados – MS domingo, 09 de maio de 2021
Dourados
29º max
16º min
Bebês e Crianças

Morre Lucian Freud, mestre da pintura figurativa

21 Jul 2011 - 18h35
Lucian Freud em 2007, em Nova York
 - Crédito: Foto: Scott Wintrow/Getty Images/AFPLucian Freud em 2007, em Nova York - Crédito: Foto: Scott Wintrow/Getty Images/AFP
O pintor alemão naturalizado britânico Lucian Freud morreu nesta quarta-feira (20) em Londres, aos 88 anos. A morte foi confirmada nesta quinta por seu agente, William Acquavella, que informou apenas que o artista faleceu de "uma enfermidade" em sua casa.

Neto do psicanalista Sigmund Freud, Lucian ficou conhecido por suas pinturas figurativas, que incluem retratos de familiares e amigos e nus. Ao longo de sua carreira, ele foi identificado com movimentos artísticos como realismo, expressionismo e surrealismo.

"Minha família e eu lamentamos a perda de Lucian Freud não apenas como um dos grandes pintores do século 20 mas também como um amigo muito querido", disse Acquavella em comunicado.

"Como o mais destacado artista figurativo de sua geração, ele inseria tanto em seus retratos quanto em suas paisagens um profundo olhar interior, drama e energia", completou. "Como companheiro, ele era empolgante, humilde, caloroso e inteligente. Ele viveu para pintar e pintou até o dia em que ele morreu, distante dos ruídos do mundo das artes."

Lucian Freud nasceu em Berlim, em dezembro de 1922. Escapando do nazismo, mudou-se para a Inglaterra com a família em 1933, onde iniciou os estudos na Central School of Art, em Londres. A cidadania britânica foi conquistada em 1939.

Sua primeira exposição individual ocorreu em 1944 e incluía o quadro "The painter's room". Nesse período, Freud também passou temporadas em Paris e na Grécia. Outras obras conhecidas do artista incluem "Girl with roses" (1948), "Interior at Paddington (Walker Art Gallery, Liverpool)" (1951), "Reflection with two children (self-portrait)" (1965), entre outras.

Rainha Elizabeth

Além de amigos e familiares, Freud também foi comissionado para pintar a Rainha Elizabeth. O quadro de 2001, um retrato pouco lisonjeiro de uma monarca de olhar severo, dividiu os críticos. À época, um fotógrafo do tabloide "The Sun" chegou a declarar publicamente que a pintura "deveria ser pendurada no banheiro".

Em 2008, "Benefits supervisor sleeping", nu pintado por ele em 1995, foi vendido por US$ 33,6 milhões em um leilão da Christies, um recorde para a obra de um artista ainda vivo.

Freud se casou por diversas vezes ao longo da vida, teve muitas amantes e filhos - embora nem todos eles reconhecidos oficialmente pelo pintor.

Deixe seu Comentário