Dourados – MS segunda, 28 de setembro de 2020
Dourados
32º max
21º min
Bebês e Crianças

Marilena Grolli recupera painel de grafite na Orla Ferroviária

15 Fev 2016 - 07h00
Obra “Expresso do Pantanal”, de Marilena Grolli na Orla Ferroviária, que está sendo revitalizada pela artista nos finais de semana. - Crédito: Foto: Elvio LopesObra “Expresso do Pantanal”, de Marilena Grolli na Orla Ferroviária, que está sendo revitalizada pela artista nos finais de semana. - Crédito: Foto: Elvio Lopes
A artista plástica e grafiteira Marilena Grolli, que tem trabalhos em artes visuais espalhados pelo Brasil e participado de concursos nacionais de grafite, está recuperando o painel de grafite que pintou há quatro anos na parede da Selaria Florêncio, na Avenida Calógeras, na Orla Ferroviária e que tem uma visão privilegiada para quem transita pelo local. Ela iniciou os trabalhos no dia 25 de janeiro, continuou a trabalhar na revitalização da obra “Expresso Pantaneiro” e deve concluir nesta semana.


Para criar o grande painel “Expresso Pantaneiro”, Marilena Grolli, que tem inspiração em arte contemporânea, pediu a parede para o proprietário da Selaria Florêncio, quando as obras de revitalização da Orla Ferroviária estavam em conclusão, nas imediações da antiga Estação Ferroviária da Capital e obteve a aprovação, realizando ali um trabalho que pode ser visto por todos que passam pela plataforma ferroviária, a pé, de bicicleta, ou quem transita pela Avenida Calógeras de carro.


Ela resolveu revitalizar a obra porque o trabalho estava sendo deteriorado pelo tempo, com manchas provocadas pela chuva e sol, além de caracteres pintados na parte superior, descaracterizando o trabalho artístico. “Tive que remover as manchas, raspando parte da pintura original e recobrir todo o painel com uma nova pintura, realçando cada personagem inspirado na cultura pantaneira”, destaca a artista.


Em plena terça-feira de folia, Marilena, que já havia revitalizado a parede com um fundo de látex, passou a recobrir os desenhos de figuras já conhecidas de seus trabalhos, como o jacaré com sua viola pantaneira, ladeado pela tucana, peixe, arara azul e a sucuri, todos os personagens focados pela lente de uma fotógrafa modernista capturando o instantâneo da fauna do Pantanal. Claro, tudo com os traços inconfundíveis da rainha do grafite de Mato Grosso do Sul. Ela também pretende “construir” um céu com nuvens na parte superior da obra, para completar o trabalho na parede toda.

Lembranças


A artista explica que, assim que viu a parede da selaria, com mais de 40 anos instalada na avenida, ponto antigo de comércio da Capital desde que nas imediações – entre a Avenida Mato Grosso e rua Antônio Maria Coelho, funcionava a antiga Estação Rodoviária de Campo Grande, além da proximidade da Estação Ferroviária que funcionou por mais de 80 anos naquela região.


“Neste trecho, nas épocas passadas, era de muita movimentação de viajantes, que chegavam e partiam de Campo Grande e agora, com a revitalização da Orla Ferroviária, virou atração turística, então, ao perceber aquela parede, plena, com ótima visibilidade, não tive dúvidas e pedi permissão para construir meu trabalho aqui”, explicou a artista.


Segundo Marilena, o “Expresso Pantaneiro”, com o grande acesso visual, é visto por todos que passam pela avenida e tem atraído visitantes do interior, que chegam, fotografam e até mesmo param em frente ao painel para uma roda de tereré, transformando o espaço em um ponto turístico e cultural.


“Muitos pantaneiros e pessoas das fazendas do interior do Estado, que ouviram falar de meu trabalho, passam por aqui para apreciá-lo e isso é motivo de orgulho para mim, que pude proporcionar a todos o acesso à arte, uma democratização da obra artística, uma forma diferente de dialogar com o público, que nem sempre tem oportunidade de ver os acervos em galerias, que tem um público restrito”, afirma.


Segundo ela, a visitação do público ao seu painel é mais um motivo para revitalizar a obra com maior orgulho e satisfação pessoal, mesmo sem remuneração nenhuma e sob o sol forte das manhãs de finais de semana e do feriado de Carnaval. “A atenção do público é uma forma de pagamento”, conclui Marilena.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça decide que pai tem direito de visitar a filha
JUSTIÇA

Justiça decide que pai tem direito de visitar a filha

25/09/2020 16:34
Justiça decide que pai tem direito de visitar a filha
Comércio aposta em Dia das Crianças para melhores resultados nas vendas
Economia

Comércio aposta em Dia das Crianças para melhores resultados nas vendas

22/09/2020 16:57
Comércio aposta em Dia das Crianças para melhores resultados nas vendas
Crianças de até 1 ano têm baixa taxa de vacinação em Dourados
Saúde

Crianças de até 1 ano têm baixa taxa de vacinação em Dourados

22/09/2020 15:04
Crianças de até 1 ano têm baixa taxa de vacinação em Dourados
“Eu ‘tô’ com saudade do planeta inteiro”: o alto preço pago pelas crianças na pandemia
Pandemia

“Eu ‘tô’ com saudade do planeta inteiro”: o alto preço pago pelas crianças na pandemia

10/09/2020 15:14
“Eu ‘tô’ com saudade do planeta inteiro”: o alto preço pago pelas crianças na pandemia
Pais envolvidos em maus-tratos têm direito de visitas cassado
Três Lagoas

Pais envolvidos em maus-tratos têm direito de visitas cassado

02/09/2020 16:42
Pais envolvidos em maus-tratos têm direito de visitas cassado
Últimas Notícias