Dourados – MS sábado, 24 de julho de 2021
Dourados
32º max
16º min
Bebês e Crianças

Kool and the Gang ainda toca 'como nos anos 60'

28 Abr 2011 - 14h20
A banda Kool and the Gang com o baixista Robert Bell - Crédito: Foto: DivulgaçãoA banda Kool and the Gang com o baixista Robert Bell - Crédito: Foto: Divulgação
Pela segunda vez no Brasil, após passagem em 2008, o Kool and the Gang não pretende inventar nos shows que fará em seis cidades, a começar por São Paulo nesta quinta-feira (28). \"Nosso show tem duas horas. Tocamos todos os hits dos anos 70 e os grandes sucessos dos anos 80. Não pode faltar \'Celebration\', todos amam. Sempre terminamos o show com ela\", entrega o baixista e fundador da banda Robert Bell, em entrevista .

\"Ainda tocamos como se estivéssemos nos anos 60 e há uma sinergia com os novos membros\", completa o líder do grupo, que tem a companhia dos remanescentes Dennis Thomas (sax) e George Melvin Brown (bateria).

\"Celebration\" e outros hits foram concebidos por meio da parceria com Eumir Deodato nos anos 80. O trabalho com o produtor e músico brasileiro foi vital para que chegassem à marca de 70 milhões de discos vendidos na carreira. \"Temos uma ligação com o Brasil, sabe? Adoramos Sergio Mendes, Deodato\", enaltece.

Ele reconhece a importância de ter a música do Kool and the Gang em tantos filmes, séries de TV e comerciais. \"Estar em \'Pulp Fiction\', por exemplo, foi importante. Ser sampleado por Will Smith e outros também nos faz entrar em contato com novos fãs\", garante. \"Vejo fãs de 20 anos na plateia. Temos uma demanda no mundo inteiro. Ainda lembram da gente, dos nossos hits. Podemos confiar no nosso repertório antigo, mesmo sem hoje ter sucessos como antes.\"

Com hits como \"Get down on it\", \"Cherish\" e \"Ladies night\", Bell tem propriedade para elencar o time que merece ser ouvido da nata recente do R&B. \"Há bons artistas como Usher, Ne-Yo, Justin Timberlanke e Justin Bieber. É um bom jovenzinho e ter sido descoberto por Usher fez a diferença. O menino toca bateria, dança. É ótimo. Minhas netas amam\", conta Bell.

A admiração da nova geração por sua gangue poderá ser ouvida em CD previsto para setembro. Bell conta que está trabalhando em um disco com participações especiais de fãs famosos e produção do velho amigo Eumir Deodato. \"Sempre falamos com ele. Estamos conversando. Vamos gravar com novos artistas, como o Black Eyed Peas\", revela.

Kool and the Gang no Brasil

São Paulo

Onde: HSBC Brasil - Rua Bragança Paulista, 1281, Chácara Santo Antonio

Quando: 28 de abril, às 22h

Ingressos: R$ 300 (camarote, setor vip), R$ 200 (frisa, setor 1), R$ 150 (setor 2, cadeira alta), R$ 100 (setor 3)

Curitiba

Onde: Master Hall - Rua Itajubá, 143

Quando: 29 de abril, às 23h

Ingressos: R$ 44

Ribeirão Preto (SP)

Onde: Taiwan Centro de Eventos - Rod. Ribeirão Preto, Bonfim Paulista, km 310, bairro Royal Park

Quando: 30 de abril, à meia-noite

Ingressos: R$ 80 (open bar, frente ao palco), R$ 350 (mesas pista com 4 lugares e mesas camarote superior com 4 lugares), R$ 40 (pista)

Belém

Onde: Assembléia Paraense - Avenida Almirante Barroso, 4614

Quando: 5 de maio, às 23h

Ingressos: R$ 250 (camarote e mesa premium), R$ 160 (mesa) e R$ 60 (pista)

Manaus

Onde: Studio 5 - Av. Rodrigo Otávio, 3555

Quando: 6 de Maio, às 23h

Ingressos: R$ 150 (mesa) e R$ 50 (pista)

Fortaleza

Onde: Ideal Clube - Av. Monsenhor Tabosa, 1381, Meireles

Quando: 7 de maio, à meia-noite

Ingressos: R$ 400 (mesa para 4, sócio), R$ 480 (mesa para 4, não-sócio), R$ 100 (mesa individual, sócio) e R$ 120 (mesa individual, não-sócio)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Bebês e Crianças

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS

17/05/2021 15:39
Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Últimas Notícias