Dourados – MS sábado, 26 de setembro de 2020
Dourados
38º max
21º min
Palestra

Jornalista destaca história da imprensa no Mato Grosso do Sul

04 Abr 2016 - 10h06
Pierre Adri ministra palestra sobre a história da imprensa no MS durante chá da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras. - Crédito: Foto: Elvio LopesPierre Adri ministra palestra sobre a história da imprensa no MS durante chá da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras. - Crédito: Foto: Elvio Lopes
O jornalista Pierre Adri foi o convidado da noite da última quinta-feira para palestrar no Chá Acadêmico da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (ASL) realizado na Sala Rubens Corrêa do Centro Cultural José Octávio Guizzo, na Capital. Ele foi recebido pelo presidente da ASL, escritor Reginaldo Alves de Araújo, demais membros da diretoria da entidade, associados, escritores e amigos que foram prestigiar o evento. Pierre é presidente da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet/MS) e editor da Revista Destaque.


Com o tema: "A Imprensa Falada, Escrita e Televisada no MS Histórico", Pierre Adri iniciou sua palestra recordando os profissionais de imprensa que atuavam nas emissoras de rádio e nos jornais da Capital nos anos 60, principalmente na área esportiva, entre os quais alguns dos acadêmicos, que ele afirmou que teve como professores, os quais nortearam sua vida profissional e se transformaram em exemplo para sua carreira no setor de comunicação.


Segundo Pierre Adri, sua carreira profissional no rádio teve início em 1971, a convite de Gilberto Pereira Guedes, hoje diretor da Rádio Amambai, naquela cidade fronteiriça e explicou que o profissionalismo no futebol no então sul de Mato Grosso começou pela cidade de Camapuã, onde um grupo de produtores rurais montou uma equipe toda de um time do interior de São Paulo e passou a vencer as partidas contra os mais conhecidos clubes da Capital, o Comercial e o Operário.


Nessa época, os jogadores da equipe do interior acabaram se transferindo para a Capital e integrando as duas maiores equipes locais, que já caminhavam para o profissionalismo, com o convite da então Confederação Brasileira de Desportos (CBF), para atuar no Campeonato Brasileiro daquele ano (1971). Comercial e Operário então disputaram uma melhor de três, vencida pela equipe colorada, que representou o Estado no Brasileiro, que teve como campeão nacional o Atlético Mineiro.


A estreia do Comercial no Campeonato contra o Ceará, em Fortaleza (CE), foi também o início das transmissões radiofônicas à longa distância em Mato Grosso, quando Pierre Adri atuou como repórter de campo e Mário Mendonça se encarregou na narração do jogo, vencido pela equipe cearense por 2x1. "A partir desse jogo, conheci o Brasil de ponta a ponta, com meus colegas", afirmou o palestrante.


Também comentou a primeira transmissão radiofônica internacional para Campo Grande, quando esteve na Colômbia, no 2º Mundialito de Cali, onde o Brasil venceu o torneio e se classificou para a Copa do Mundo de 1978, na Argentina, que foi a campeã e onde os profissionais de imprensa da Capital iniciaram o ciclo das viagens internacionais.


No período da Copa do Mundo de 1982, na Espanha, Pierre Adri integrou a equipe que acompanhou o Operário Futebol Clube a uma excursão à Coréia, com outras equipes convidadas por aquele país e onde Pierre e os campo-grandenses tiveram sua primeira experiência intercontinental. "O Operário vinha de um terceiro lugar no Brasileiro de cinco anos antes, em uma época que Campo Grande tinha 150 mil habitantes e que o Estádio Pedro Pedrossian, o Morenão, lotava quando tinha partidas com os dois clubes locais, com público entre 35 a 38 mil pessoas", lembra.


Segundo o jornalista, depois dos anos 80, o futebol no Estado caiu de produção e agora, mesmo com o apoio televisivo, o público continua afastado dos estádios por causa da transmissão dos jogos de grandes equipes nacionais no mesmo horário. "Acredito que vai demorar ainda alguns anos para o nosso futebol se recuperar na Capital", concluiu.

Memórias


Discorrendo sobre a imprensa escrita, Pierre lembrou que Campo Grande, em meados do século passado, tinha dois jornais de diferentes estilos, O Matogrossense e Jornal do Commério, que mais tarde foi transferido para os padres da Missão Salesiana (Colégio Dom Bosco) e que, em 1954 surgiu o Correio do Estado como terceira opção política no setor, depois A Luta Mato-Grossense, O Democrata, Diário da Serra e Jornal da Manhã, onde trabalhou e foi editor.


Pierre lembrou da instalação do primeiro canal de televisão em Campo Grande, em 1965, a TV Morena, que promoveu uma revolução nos meios de imprensa, com programas ao vivo, na base do improviso. "Eu me lembro que naquela época chegaram à cidade mil aparelhos de TV da marca Michigan, que foram distribuídos entre as pessoas de maior poder aquisitivo e que, na Copa do Mundo de 1966, assistíamos a videoteipes das partidas da Seleção Brasileira na Inglaterra, um dia depois dos jogos, em um aparelho instalado no Rádio Clube", recordou o jornalista.


Entre os fatos esportivos que considera de destaque, além da época áurea do futebol sul-mato-grossense, nas décadas de 70 e início de 80, Pierre Adri lembra da criação do Conselho Regional de Desporto, da implantação dos cursos de árbitros, dos quais fez parte e da Federação de Basquete de MS, da qual foi presidente e de uma partida da Seleção Brasileira de Voleibol contra a seleção da Rússia, disputada na Capital, numa promoção do jornalista Joaquim Leite Neto.


"Naquela época se trazia muitas atrações para Campo Grande, shows, como de Roberto Carlos e Nelson Gonçalves; jogos de clubes paulistas e cariocas contra Comercial e Operário e outros eventos que movimentavam a cidade", concluiu Pierre Adri, que recebeu uma placa comemorativa como colaborador da academia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça decide que pai tem direito de visitar a filha
JUSTIÇA

Justiça decide que pai tem direito de visitar a filha

25/09/2020 16:34
Justiça decide que pai tem direito de visitar a filha
Comércio aposta em Dia das Crianças para melhores resultados nas vendas
Economia

Comércio aposta em Dia das Crianças para melhores resultados nas vendas

22/09/2020 16:57
Comércio aposta em Dia das Crianças para melhores resultados nas vendas
Crianças de até 1 ano têm baixa taxa de vacinação em Dourados
Saúde

Crianças de até 1 ano têm baixa taxa de vacinação em Dourados

22/09/2020 15:04
Crianças de até 1 ano têm baixa taxa de vacinação em Dourados
“Eu ‘tô’ com saudade do planeta inteiro”: o alto preço pago pelas crianças na pandemia
Pandemia

“Eu ‘tô’ com saudade do planeta inteiro”: o alto preço pago pelas crianças na pandemia

10/09/2020 15:14
“Eu ‘tô’ com saudade do planeta inteiro”: o alto preço pago pelas crianças na pandemia
Pais envolvidos em maus-tratos têm direito de visitas cassado
Três Lagoas

Pais envolvidos em maus-tratos têm direito de visitas cassado

02/09/2020 16:42
Pais envolvidos em maus-tratos têm direito de visitas cassado
Últimas Notícias