Dourados – MS segunda, 21 de junho de 2021
Dourados
22º max
12º min
Literatura

Grupo Arandu lança revista e livro na Capital

17 Mai 2016 - 06h00
Revista traz trabalhos produzidos por especialistas de diversas áreas. - Crédito: Foto: DivulgaçãoRevista traz trabalhos produzidos por especialistas de diversas áreas. - Crédito: Foto: Divulgação
O Serviço Social do Comércio (Sesc) Morada dos Baís promove nesta terça-feira, Café Literário, em comemoração aos 19 anos de fundação do Grupo Literário Arandu, com lançamento da revista Arandu nº 74 e do livro "Estrelas Líquidas", do poeta Athayde Nery de Freitas Junior. O evento, tem entrada gratuita e tem início às 19h e terá show de música regional da banda Zeed Mikimba.


O Grupo Literário Arandu foi fundado em 17 de maio de 1997, em Dourados, pelos escritores Carlos Amarilha, Luciano Serafim, Edir Sales e Nicanor Coelho, com o objetivo de incentivar a publicação de obras de autores sul-mato-grossenses. Em julho daquele ano, começou a publicar trimestralmente a revista Arandu, que atingiu a marca de 74 edições.


Segundo o presidente do Grupo Literário Arandu, Carlos Amarilha, a publicação consecutiva da revista Arandu nesses 19 anos mostra a importância do grupo para a cultura de Mato Grosso do Sul, já que a revista traz trabalhos relevantes produzidos por críticos literários, artistas, professores, jornalistas e pesquisadores das Ciências Humanas, Exatas e Biológicas, no intuito de aprimorar o diálogo entre os interessados e expor os resultados de suas pesquisas em diferentes espaços de suas respectivas áreas, como os encontros, simpósios, colóquios, congressos, fóruns, em programas de graduação, pós-graduação, grupos de pesquisa, núcleo de estudos, coletivos, entre outros.


Além da revista, cuja edição 74 é dedicada a Campo Grande, o Arandu também publicou centenas de livros de autores regionais. Dentre eles, o volume de poesias "Estrelas Líquidas", de Athayde Nery de Freitas Junior é uma publicação do grupo literário Arandu de Dourados.


No livro, o poeta canta ícones da identidade sul-mato-grossense com lembranças de Corumbá, Três Lagoas, Campo Grande e Dourados: "me enlacei com Dourados/Desfrutei seus cantos, becos, encantos e pequei". Conforme analisa Amarilha, os poemas de Athayde Nery permanecem em uma postura de tensão frente ao desconhecido, o inusitado e por isso as palavras adquirem na frase sua peculiar força significativa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Bebês e Crianças

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS

17/05/2021 15:39
Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Últimas Notícias