Dourados – MS segunda, 21 de junho de 2021
Dourados
22º max
12º min
PESQUISA

Desemprego avança e atinge 9,5% no trimestre até janeiro, aponta IBGE

24 Mar 2016 - 09h31
É o maior nível de desemprego registrado pela pesquisa, que começou a ser feita em 2012. - É o maior nível de desemprego registrado pela pesquisa, que começou a ser feita em 2012. -
A taxa de desemprego no país atingiu 9,5% no trimestre encerrado em janeiro, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). É o maior nível registrado pela pesquisa, que começou a ser feita em 2012.

O resultado ficou acima do registrado no mesmo trimestre do ano anterior, de 6,8% e superou também o do trimestre encerrado em outubro de 2015, quando foi de 9%.

O número de desempregados chegou a 9,6 milhões de pessoas, alta de 6%, ou 545 mil pessoas, em relação ao trimestre de agosto a outubro de 2015. No confronto com igual trimestre de 2015, o número subiu 42,3% (mais 2,9 milhões de pessoas).

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (24) e fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua mensal. Ela usa dados de trimestres móveis, ou seja, de três meses até a pesquisa. Na de janeiro, são usadas informações de novembro, dezembro e janeiro.

O IBGE considera desempregado quem não tem trabalho e procurou algum nos 30 dias anteriores à semana em que os dados foram coletados. A Pnad Contínua usa dados de 211.344 domicílios particulares permanentes distribuídos em cerca de 3.500 municípios.

Alta em 2015
O Brasil fechou 2015 com 8,6 milhões de desempregados, em média, o que representa um aumento de 27,4% na comparação com 2014, quando eram 6,7 milhões.

Com isso, o nível de desemprego registrado em 2015 foi de, em média, 8,5%. É o maior nível registrado pela pesquisa, que começou a ser feita em 2012. Em 2014, o nível médio de desemprego havia sido de 6,8%.

O salário médio dos trabalhadores em 2015, descontando o efeito da inflação, foi de R$ 1.944, praticamente estável em relação a 2014 (R$ 1.947), segundo o IBGE.

Três pesquisas sobre emprego
O IBGE divulga mais duas pesquisas com dados de desemprego, mas vai manter apenas a Pnad Contínua mensal, que é nacional.

A PME (Pesquisa Mensal de Emprego) mede a taxa mês a mês, com base em seis regiões metropolitanas: Recife, Belo Horizonte, São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro e Porto Alegre. A última divulgação da PME foi neste mês e indicou que o desemprego atingiu 8,2% em fevereiro.

A Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes) foi divulgada até fevereiro e, depois, encerrada. Segundo ela, o número de trabalhadores na indústria em 2015 caiu 6,2%, quarto ano seguido de queda e o maior tombo desde 2002, quando a pesquisa começou a ser feita.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Bebês e Crianças

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS

17/05/2021 15:39
Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Últimas Notícias