Dourados – MS sexta, 18 de junho de 2021
Dourados
21º max
11º min
Bebês e Crianças

Cine Cênico

21 Mar 2016 - 06h00
Vencedor do Oscar de melhor Filme em 2015, “Birdman” abre programação nesta segunda-feira  no Cine Cênico em Campo Grande. - Crédito: Foto: DivulgaçãoVencedor do Oscar de melhor Filme em 2015, “Birdman” abre programação nesta segunda-feira no Cine Cênico em Campo Grande. - Crédito: Foto: Divulgação
O primeiro é um vencedor do Oscar; o segundo premiado com o Urso de Ouro no Festival de Berlim; O último conta com uma atriz escolhida como a melhor no Critics Choice Movie Awards (Prêmio Escolha dos Críticos de Cinema). Recheado de boas avaliações e opções, o Cine Cênico, projeto da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), exibe três longas metragens especiais entre os dias 21 e 23 de março, sempre a partir das 18h, no Museu da Imagem e do Som (MIS) em Campo Grande. A entrada é gratuita.


As exibições no MIS começam nesta segunda-feira, com o premiado "Birdman" (Ou "A Inesperada Virtude da Ignorância"). Vencedor do Oscar de melhor filme em 2015, além de outras quatro categorias), o filme dirigido por Alejandro Gonzalez Iñarritu apresenta Riggan Thomson (Michael Keaton), que no passado fez muito sucesso interpretando o Birdman, um super-herói que se tornou um ícone cultural.


Entretanto, desde que se recusou a estrelar o quarto filme com o personagem, sua carreira começou a decair. Em busca da fama perdida e também do reconhecimento como ator, ele decide dirigir, roteirizar e estrelar a adaptação de um texto consagrado para a Broadway. Entretanto, em meio aos ensaios com o elenco formado por Mike Shiner (Edward Norton), Lesley (Naomi Watts) e Laura (Andrea Riseborough), Riggan precisa lidar com seu agente Brandon (Zach Galifianakis) e ainda uma estranha voz que insiste em permanecer em sua mente.


Amanhã é a vez de "Cesar Deve Morrer", docudrama assinado pelos irmãos italianos Paolo e Vittorio Taviani. Baseado na peça teatral "Júlio César", de William Shakespeare, é encenado por um grupo de prisioneiros da prisão de segurança máxima Rebibbia, localizada em Roma, na Itália. Ao mesmo tempo em que funciona como registro documental, o longa trabalha a ficção por trás da trama original. O filme foi o grande vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim, em 2012.


Encerrando as exibições o MIS apresenta na quarta-feira, o longa metragem "Miss Julie", drama da diretora norueguesa Liv Ullmann. Com uma performance irretocável de Jessica Chastain, atriz premiada pelo Critics Choice Movie Awards, o filme se ambienta na última década do século XIX, no Condado de Fermanagh, na Irlanda do Norte.


Julie (Jessica Chastain), a instável filha de um aristocracia anglo-irlandês, incentiva John (Colin Farrell), um empregado de seu pai, à seduzi-la. Eles flertam desafiando psicologicamente um ao outro. Kathleen (Samantha Morton), a cozinheira, testemunha o jogo entre os amantes. E apesar de perplexa, não conta a ninguém sobre o caso entre Julie e John.

Ideias


O Cine Cênico – inserido este mês no CineMIS – nasceu em 2013 como uma atividade cineclubista que ocorria quinzenalmente aos sábados no auditório da Escola Estadual Hércules Maymone. Atualmente é um projeto de pesquisa e extensão do curso de Artes Cênicas da Uems coordenado pelo professor Marcus Villa Góis.


Segundo o coordenador, tem como principal objetivo a promoção de um diálogo entre a academia e a comunidade externa. Essa proposta prevê as exibições de obras cinematográficas seguidas de debate. "É um evento que possibilita a apreciação de obras clássicas de caráter não comercial e a troca de conhecimento entre os participantes".


As exibições contam com a parceria da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e da Sociedade Psicanalítica de Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Bebês e Crianças

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS

17/05/2021 15:39
Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Últimas Notícias