Dourados – MS sexta, 03 de julho de 2020
Dourados
20º max
min
Bebês e Crianças

Casa Cor MS 2016 será realizada em mansão

08 Jan 2016 - 07h00
Imóvel em concreto, na Avenida Afonso Pena, será palco da Casa Cor MS, que acontece este ano na Capital. - Crédito: Foto: DivulgaçãoImóvel em concreto, na Avenida Afonso Pena, será palco da Casa Cor MS, que acontece este ano na Capital. - Crédito: Foto: Divulgação
As franqueadas da Casa Cor MS, Tatiana Ratier, Luciane Mamoré e Dilma Bernardes, anunciaram na quarta-feira, a realização do evento em um imóvel da tradicional família Dibo, localizado na Avenida Afonso Pena, entre as Ruas Paraíba e Espírito Santo. O contrato foi assinado na tarde da última terça-feira entre as empresárias e a proprietária Isolina Dibo.


A mostra, considerada uma das mais completas de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas, chega à sua quarta edição no Estado, criando experiências vivas de morar que inspirem, emocionem e transformem a casa, em sintonia com o espírito da época, segundo as empresárias.


A diretora executiva da Casa Cor MS, Tatiana Ratier destaca que a edição deste ano tem diversos motivos para ser histórica. “Em 2016 a Casa Cor está em festa. Celebra 30 anos da marca. E aqui em Mato Grosso do Sul estamos em um imóvel maravilhoso, moderno e estimulante, além de ser muito bem localizado e no tamanho ideal para os profissionais desfilarem seu talento”, comemora.


Para a proprietária Isolina Dibo é uma oportunidade única. “A Casa Cor pertence a um grupo sério, tradicional. Eu sempre visito as edições da mostra em vários lugares do Brasil. O imóvel tem uma história de vida, de família e do próprio arquiteto Rubens Gil de Camillo. Ele se empenhou muito para fazer a casa, nós debatemos bastante sobre o perfil da construção, pois era um projeto muito caro e ousado para a época, mas ele nos convenceu e depois ficamos muito felizes com o resultado”, conta Isolina Dibo.


Os visitantes da Casa Cor MS poderão conhecer por dentro um dos ícones residenciais mais famosos por seu endereço e uma das fachadas mais cobiçadas, o interior será totalmente reformulado com projetos inéditos assinados pelos profissionais da mostra.

Espaço


O imóvel leva a assinatura do arquiteto Rubens Gil de Camillo (1934-2000), nacionalmente reconhecido pelos projetos modernistas que valorizam o concreto aparente e vidro temperado. A casa tem 1,8 mil metros quadrados de área construída em um terreno 2 mil metros quadrados. Mais de 35 plantas físicas desenhadas à mão pelo próprio Rubens Gil, foram entregues às franqueadas para dar origem a máster plan da mostra e serão exibidas em uma exposição durante o evento.


Rubens Gil de Camillo é um dos nomes mais icônicos da arquitetura de Campo Grande e também é responsável pelos projetos como o Palácio Popular da Cultura e Centro de Convenções, a sede da Federação das Indústrias de MS – FIEMS, os edifícios Arpoador e Ipanema – que têm os jardins projetados pelo paisagista Roberto Burle Marx, dentre outras.


A mostra está em Mato Grosso do Sul desde 2009, com a realização da primeira edição. A segunda foi em 2011 e a terceira em 2014 e, juntas, as edições somaram 80 mil visitantes, sendo palco de eventos corporativos, desfiles de moda, festival gastronômico, além de cenário para editoriais e fonte de reportagens para a imprensa. Em 2014, a CCMS transformou dois andares do novo prédio do Hospital de Câncer de Campo Grande – Alfredo Abrão. (Com texto da Contexto Mídia).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados
ESPECIAL DIA DAS MÃES

Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados

10/05/2020 09:17
Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados
Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada
Covid-19

Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada

19/04/2020 10:23
Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada
Últimas Notícias