Dourados – MS sábado, 24 de outubro de 2020
Dourados
31º max
21º min
Influx
Bebês e Crianças

Carioca canta para políticos e é hit na Rússia

19 Jul 2011 - 12h30
A cantora brasileira Gabriella, que faz sucesso na
Rússia e Ucrânia - Crédito: Foto: Arquivo pessoalA cantora brasileira Gabriella, que faz sucesso na Rússia e Ucrânia - Crédito: Foto: Arquivo pessoal
O jeito de cantar, andar, o olhar e, sobretudo, a morenice típica brasileira entregam: ela é brasileira e está virando moda. O inusitado é o sucesso acontecer primeiro na Rússia, Ucrânia e países vizinhos.

Gabriella é carioca, neta de baianos e mora há cinco anos em Moscou, onde casou e tem uma filha. Já cantou para dois presidentes – Lula e Dmitri Medvedev – e foi finalista de um dos mais populares concursos musicais da TV local, o "Novaya volna".

"Eu canto desde os sete anos, passei por várias bandas no Brasil, viajei por outros países e acabei parando aqui, há cinco anos", conta.

Esse ainda não era o fim da história. O contrato de Gabriella acabou logo em seguida, o que a obrigou a voltar para o Brasil. Em 2007, retornou à Rússia para fazer mais shows, e acabou conhecendo seu futuro marido, um russo. "Ficamos naquela, eu indo pra lá, ele vindo pra cá, Brasil, Rússia, mas há dois anos nos casamos, e foi quando eu realmente comecei a trabalhar, com trabalho de divulgação", explica.

Mas a grande virada aconteceu no meio de 2010, quando a brasileira participou do "Novaya Volna", que significa nova onda, um concurso de talentos no estilo "American idol", que privilegia países russófonos. Gabriella avançou até as finais e, com um estilo bem peculiar, acabou roubando a cena (veja um vídeo dela se apresentando no programa).

O sucesso no show de calouros rendeu a Gabriella convites para tocar em praticamente todos os palcos de Moscou e fechou o ano com chave de ouro: um concerto de ano novo com o alto escalão da política russa, incluindo o presidente Dmitri Medvedev.
‘Nesse show, eu fiz um dueto com um grande cantor daqui, o Sergei Mazaev, cantamos uma música da Alcione, "Não deixe o samba morrer", eu fazia uma parte em português e ele, uma parte em russo", lembra a cantora, que acabou sendo incluída no ranking dos melhores artistas da Rússia de 2010. "Sou uma das tops daqui, acredita?", fala, entre risos.

Depois do show de ano novo, Gabriella ainda teve a chance de dançar com Medvedev. "Ele disse que gostou muito do jeito que eu cantei", revela. A performance de reveillon rendeu mais convites para outros shows para os figurões da política russa... e brasileira.

Em visita à Rússia em junho do ano passado para celebrar o acordo que aboliu a exigência de vistos para turistas entre os dois países, o presidente brasileiro Luís Inácio Lula da Silva também teve a chance de conferir uma apresentação de Gabriella. "Ele ficou conversando comigo um tempão! Perguntou qual era minha cidade, o que eu estava fazendo ali, perguntou tanta coisa... Ele foi muito educado, gentil, foi inesquecível", diz.

A Rússia não é o bastante

Gabriella só desanima quando perguntada sobre o porquê de não ser conhecida no Brasil. "É sempre mais difícil vencer na sua casa, no seu país", justifica.

Mas seus planos são ambiciosos e ela parece estar decidida a conquistar não só a Rússia como também o Brasil e os Estados Unidos. Com forte apoio da gravadora, Gabriella foi buscar nos EUA Chris Powell, produtor que já trabalhou com Rihanna, Beyoncé e Paula Abdul, para preparar seu próximo single, "James Bond", cujo clipe teve o maior orçamento para um videoclipe da Rússia pós-crise – onde desfila figurinos caríssimos entre Porsches, Bentleys e Spykers – no melhor estilo hip-hop norte-americano.

Mas, enquanto a carreira parece estar bem encaminhada, com clipe, single, aparições em revistas como "Maxim", "Billboard", "Glamour" e afins, Gabriella agora pena para equilibrar as raízes verde-amarelas com a vida na Rússia. Ela ainda precisa de legendas durante as entrevistas em russo e seu português já parece sofrer os efeitos dos anos longe de casa.

"Vou ter que treinar, voltar a praticar, já que quero muito voltar a trabalhar no Brasil. Estou até esquecendo as palavras", brinca, sem medo da eventual concorrência de outros artistas brasileiros que possam pousar na Rússia. "Espero que apareçam mais, e que mostrem o talento que nós temos para todo o mundo."

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS tem 131 crianças disponíveis para adoção
Acolhimento

MS tem 131 crianças disponíveis para adoção

21/10/2020 13:27
MS tem 131 crianças disponíveis para adoção
Grupo UNP Industrial faz doações de brinquedos a filhos de reeducandos
Solidariedade

Grupo UNP Industrial faz doações de brinquedos a filhos de reeducandos

15/10/2020 10:14
Grupo UNP Industrial faz doações de brinquedos a filhos de reeducandos
Procon Estadual pesquisa variação de preços dos brinquedos
Pesquisa de Preços

Procon Estadual pesquisa variação de preços dos brinquedos

09/10/2020 14:48
Procon Estadual pesquisa variação de preços dos brinquedos
Douradense de 10 anos cria canal para dar dicas de livros
Incentivo

Douradense de 10 anos cria canal para dar dicas de livros

09/10/2020 08:01
Douradense de 10 anos cria canal para dar dicas de livros
CIJ lançará livro de prevenção ao abuso sexual infantil
Infância

CIJ lançará livro de prevenção ao abuso sexual infantil

07/10/2020 17:01
CIJ lançará livro de prevenção ao abuso sexual infantil
Últimas Notícias