Dourados – MS quinta, 13 de agosto de 2020
Dourados
26º max
16º min
Segurança e Saúde JBS
Variedades

Basta de ditaduras

21 Fev 2011 - 18h05
Basta de ditaduras  -

#Basta de ditaduras

Estou dando a maior importância às revoluções que começaram a desmontar as ditaduras no mundo árabe, muito porque sempre fui um apaixonado pelas coisas daquela região, especialmente o Egito.
Por que o Egito em especial? Porque o Egito foi a porta de saída da África dos meus ancestrais. Claro, não somente dos meus, mas dos teus também; enfim, de todos nós.

O fascínio que exercem sobre mim as históricas pirâmides, os hieróglifos – aqueles ideogramas figurativos que constituíram as escritas analíticas antigas – porque através de suas decifrações pude acompanhar a vida dos primeiros governos da raça humana.

Foi ali no Egito que os meus parentes antepassados fizeram o seu Jardim de Infância e tomaram as primeiras aulas sociais para a vida.
Se o Egito foi a última morada dos nossos ancestrais na Mãe África, depois, sua próxima pousada foi o Oriente Médio. Dali partiram para ocupar a Ásia e a Europa.

O Oriente Médio foi a primeira encruzilhada no caminho da raça humana. Partiu dali a conquista pelo ser humano dos outros quatro continentes. Os que ficaram para traz, tanto os que estacionaram onde é hoje o mundo árabe, quanto os que permaneceram dentro da Mãe África – muitos ainda vivendo em regimes tribais – foram mais lentos em suas mudanças, tanto sociais como politicamente.

Demorou, mas agora o povo, os árabes em especial, está ansioso para ele próprio se administrar. O povo quer governos democráticos e não ditaduras. Está acontecendo lá, no norte da África e no Oriente Médio, na o uma revolução, mas uma convulsão social.

O Egito vem sendo governado por um ditador, Hosni Mubarak, há trinta anos que acaba de ser derrubado agora. Mas o primeiro a ser derrubado foi o ditador Bem Ali, da Tunísia. O ditador Muamar Kadafi da Líbia – no poder há mais de 40 anos – está tendo manifestações cada dia mais fortes contra ele, assim como o rei da Jordânia, Abdulah II.

O pequeno país Bahrein governado desde 1783 por uma dinastia, tendo atualmente no poder o príncipe Salman AL-Kalifa que enfrenta hoje manifestações populares pelo fim de seu governo.

Esse efeito dominó nos países árabes é uma consequência da globalização, mas é preciso também reconhecer que esses acontecimentos foram apressados pelo avanço da Internet. A mobilização do povo para os protestos, e até mesmo a sua própria orientação para mantê-lo estimulado, foi feito através da Internet. Ela está sendo a arma mais poderosa que o povo usa para derrubar seus governantes ditadores.

A ideia de um “direito a saber” está também tomando forma na sociedade civil chinesa, analisa Susan Shirk em seu livro Mídia em mutação alterando a China e pode tornar-se o “grito de guerra da próxima revolução chinesa”. A ditadura do Partido Comunista chinês está na marca do pênalti, com certeza.

E o próprio Continente Americano não está livre de sofrer mudanças: Fidel Castro que se prepare para encerrar rapidamente sua ditadura em Cuba. Governo ditatorial que já dura cinquenta anos; começou com Fidel e agora continua com seu irmão Raúl Castro. Nem mesmo o apoio incondicional do bolivariano Hugo Chávez conseguirá impedir o fim da ditadura castrista, até porque, o próprio Chávez vai estar ocupado em se manter no poder na Venezuela. Mas não sei não...

E nós o que temos a ver com tudo isso? Muito a ver, pois quanto mais apoiarmos essas melhorias pelo mundo afora, tanto mais firme e melhor manteremos o nosso governo democrático.

Nós mesmos ainda temos muito a aprender. Já temos o direito de escolhermos quem pode nos comandar e assim mesmo, às vezes vacilamos e indicamos um tiririca ou um uragano para administrar nossas coisas.

######* Membro da Academia Douradense de Letras; foi vereador, secretário do Estado e deputado Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia
Dourados

Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia

04/08/2020 13:00
Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia
Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia
Adoção na Pandemia

Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia

03/08/2020 16:25
Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia
Agosto Lilás:  Mulheres sofrem "pandemia da violência"
Mulher

Agosto Lilás: Mulheres sofrem "pandemia da violência"

03/08/2020 10:03
Agosto Lilás:  Mulheres sofrem "pandemia da violência"
Branding em Arquitetura
Variedades

Branding em Arquitetura

30/07/2020 14:38
Branding em Arquitetura
Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz
Exposição

Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz

30/07/2020 14:35
Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz
Últimas Notícias