Dourados – MS sexta, 18 de setembro de 2020
Dourados
33º max
19º min
TOCHA OLÍMPICA

Atleta promove cultura indígena como condutor da Tocha

18 Mai 2016 - 09h35
Jovem indígena é um dos que vai conduzir a tocha em Dourados. - Crédito: Foto: DivulgaçãoJovem indígena é um dos que vai conduzir a tocha em Dourados. - Crédito: Foto: Divulgação
O município é conhecido como um lugar de fronteira, historicamente, o local de encontro de diferentes identidades, "de todos os povos". Ao tratar dos Jogos do Rio, há um complexo para o uso comum e integrado das reservas Jaguapirú e Bororó que se destaca pelo alcance social, a Vila Olímpica – única praça de esportes do gênero em todo o país.

O grupo Brô MC’s, o primeiro de rap indígena nacional, mostrou por meio de suas rimas o significado daquela obra logo no evento de inauguração: "a aldeia unida mostra a cara". Quem muito se empenhou para que a ação fosse implantada foi o professor de Educação Física, Laucídio Ribeiro Flores, que também foi diretor da escola municipal "Pai Chiquito", na reserva do Panambizinho. Ele era atleta reconhecido, especialista em arremessos de lança e dardo, além de ter carregado a tocha do pan-americano do Rio de Janeiro, em 2007. Infelizmente, o indígena faleceu em 2015, mas inspirou outros jovens a seguirem seus passos.

É o caso do irmão mais novo, Rocleiton Ribeiro Flores, mais conhecido como Rocky. Ele tem 21 anos, mora na Jaguapirú e além de se destacar no atletismo nas mesmas especialidades que Laucídio, também carrega uma beleza nativa admirada, onde já até mesmo foi eleito como "mister". Indicado para conduzir a Tocha Olímpica, o atleta afirma que é uma honra representar seu povo. "Um momento de orgulho e satisfação", declara.

Flores está no terceiro ano da faculdade de enfermagem, trabalha como estagiário no posto de saúde da reserva e mesmo assim participa de competições em vários estados. Com muito incentivo após a perda do irmão, ele conquistou medalha de prata em arremesso de lança nos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, realizado em Palmas, no Tocantins no ano passado.

Devido a essa conquista, Rocleiton já fez uma preparação. Ele foi escolhido para transportar o fogo simbólico que acendeu a "grande pira olímpica" da instituição durante a abertura da Oligran (Olimpíadas da Unigran). A mensagem que Rocleiton passa para os jovens é a de "nunca desistir dos sonhos".

Para ele, a reserva evolui muito nessa questão, com pessoas capacitadas, mais dispostas para o estudo, ao trabalho e a crescer na vida, sem perder as origens. "A raiz tem que ser preservada, não importa se mora na aldeia ou não, nunca vamos perder nosso ser. A nossa cultura é algo que jamais devemos deixar lado. Nesse momento vou carregar estampada em meu peito", finaliza.

Para o prefeito Murilo, um momento histórico para indígenas e não-indígenas. Dourados, segundo ele, está preparada para receber milhares de turistas, curiosos também com o destino étnico cultural das reservas. A chama estará no município no dia 26 de junho, percorrendo 15 quilômetros até chegar para a celebração na praça Antônio João. As atividades nesse local serão realizadas a partir das 16h.
Publicado Em: 18/05/2016 As 9:27 Horas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Branding em Arquitetura
Variedades

Branding em Arquitetura

30/07/2020 14:38
Branding em Arquitetura
Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz
Exposição

Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz

30/07/2020 14:35
Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz
Últimas Notícias