Dourados – MS terça, 11 de agosto de 2020
Dourados
34º max
19º min
Segurança e Saúde JBS
Variedades

Sem trégua

06 Jan 2016 - 07h00
Em muitas cidades a crise bateu forte e zerou os cofres das prefeituras. Mas em outros municípios, como Dourados, o ritmo de trabalho foi interrompido, nem tanto pela crise, mas pelo volume de chuvas. Em 2015, as chuvas não deram trégua na segunda maior cidade do Estado. Antes do último período chuvoso, já vinha caindo água dia sim, dia não.


##### Ano atípico

Tanto que ano de 2015 foi considerado o mais chuvoso dos últimos 36 anos, segundo dados do Guia Clima mantido pela Estação Meteorológica da Embrapa Agropecuária Oeste. Ao todo foram 2033.2 milímetros de chuva, enquanto a média anual esperada era de 1412.1 milímetros.

##### Malha vencida


Toda a estrutura do município de Dourados foi prejudicada pelas chuvas. Árvores despencaram, houve alagamento no centro e nos bairros, o mato cresceu de maneira impressionante e os buracos na malha asfaltica já consumida pelo tempo brotaram com chuva.


##### Bom senso


Apesar da reclamação de moradores, o bom senso acabou falando mais alto em certos casos. O fato é que as chuvas atrapalharam e muito todos os serviços públicos em Dourados no ano de 2015.


##### O aspecto


Felizmente, além dos estragos no asfalto que já estava prejudicado, não houve maiores prejuízos como em outras cidades que foram obrigadas a decretar situação de emergência. Mesmo assim as chuvas de 2015 alteraram o aspecto de Dourados. Basta um dia de sol para perceber. Esperamos um ano de 2016 diferente. Tudo vai depender de São Pedro.


##### No carnê


Por falar em mato, o secretário municipal de Serviços Urbanos Márcio Katayama, alerta aos proprietários de terrenos baldios que não deixem por conta da prefeitura limpar seus terrenos através do edital de roçadas. “Fica bem mais caro” alertou Katayama ao se referir a multa que vai de R$ 1.500 a R$ 2.000,00 além da cobrança do serviço de roçada que vai embutida no carnê de IPTU.


##### Saúde coletiva


A Secretaria de Serviços Urbanos tem acesso aos terrenos que não tem cerca. Mas nos terrenos cercados o CCZ (Centro de Controle de Zoonozes) tem autonomia para entrar e limpar porque nestes locais existem riscos a saúde pública. O mato alto significa ameaçada ao meio ambiente e a saúde coletiva.


##### O Zica


Mas o foco em questão ultimamente tem sido a proliferação do mosquito Aedes aegypti que transmite a dengue, o zika vírus e a febre chikungunya. Tais enfermidades têm causado preocupação a população brasileira e a principal arma contra o mosquito continua sendo a prevenção.


##### Em viagem


Pessoa atenta reclama da falta de médicos especialistas na rede particular em Dourados no fim de ano que passou. “Precisei de um médico especialista para atender meu neto, fui em vários hospitais particulares de Dourados, pois o mesmo tem convênio, mesmo assim não consegui porque os médicos estavam todos viajando”.


##### Momentos de agonia


Segue a pessoa atenta, que é advogado: “Viajar é um direito dos médicos, assim como todos nós brasileiros temos o direito de ir e vir, mas pela agonia que passei com o meu neto gostaria que no final deste ano de 2016 houvesse pelo menos um revezamento porque na hora que a gente mais precisa de um especialista não tem nenhum para nos atender”.


##### Cartão no bolso


“O meu neto só foi atendido porque um pediatra entrou em contato com um amigo dele que se dispôs a atender o garoto, porém já foi logo avisando que não atendia por convênio, direito dele também. Sendo assim paguei a consulta mesmo com o cartão do convênio do meu neto no bolso”.


##### Sem comentários


“Tem certas situações que dá para esperar, agendar para outro dia e postergar o atendimento, mas outras não. O dinheiro que paguei não me faz falta, mas quero aqui alertar para um problema que ocorre todo fim de ano. A falta de especialistas na rede particular. Na rede pública, prefiro nem vou comentar”, disse a pessoa atenta.


##### O prazo


O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), deu ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o prazo de 10 dias para que o peemedebista se manifeste sobre o pedido de afastamento dele do comando da Casa feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR).


##### Fim do recesso


Por causa do recesso do Judiciário, Cunha ainda não foi notificado oficialmente sobre o pedido. A notificação poderá ser feita a partir da próxima quinta-feira, 7, quando os servidores do Supremo voltam a trabalhar. O prazo para que o parlamentar se manifeste sobre o pedido começará a contar, no entanto, só depois de 1º de fevereiro, quando termina o recesso do Judiciário.


##### Onze “atos”


No mês passado, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, solicitou ao Supremo o afastamento de Cunha tanto da função de presidente da Câmara como do cargo de deputado federal. Janot listou 11 “atos” que indicam “crimes de natureza grave”, como uso indevido do cargo eletivo e integração de organização criminosa.


##### PT x PT


O senador Paulo Paim (RS) anunciou ontem terça-feira (5) que começou a articular uma campanha popular contra as propostas de reformas trabalhista e previdenciária anunciadas pelo governo.


##### Em recesso


Mesmo em recesso parlamentar, o congressista divulgou nota convocando sindicatos, centrais, associações, federações e confederações de trabalhadores de todas as categorias, aposentados e pensionistas a pressionar deputados e senadores para rejeitar as propostas de ajuste fiscal anunciadas pelo governo.


##### Contra o Pacotão


“As centrais sindicais, confederações, federações, sindicatos de base, associações de classe e congressistas comprometidos com os trabalhadores, aposentados e pensionistas demonstraram publicamente a indignação com o anúncio de um pacote do governo federal de reformas trabalhista e previdenciária”, diz a nota.


##### Que frase!


“Mudar e melhorar são duas coisas diferentes”. (provérbio alemão).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia
Dourados

Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia

04/08/2020 13:00
Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia
Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia
Adoção na Pandemia

Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia

03/08/2020 16:25
Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia
Agosto Lilás:  Mulheres sofrem "pandemia da violência"
Mulher

Agosto Lilás: Mulheres sofrem "pandemia da violência"

03/08/2020 10:03
Agosto Lilás:  Mulheres sofrem "pandemia da violência"
Branding em Arquitetura
Variedades

Branding em Arquitetura

30/07/2020 14:38
Branding em Arquitetura
Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz
Exposição

Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz

30/07/2020 14:35
Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz
Últimas Notícias