Dourados – MS quarta, 28 de julho de 2021
Dourados
17º max
min
Variedades

07.02.2011 - Planos futuros

07 Fev 2011 - 05h34
07.02.2011 - Planos futuros  -

######[email protected]



#####Planos futuros

O comentário nas rodinhas palacianas é que o governador André Puccinelli (PMDB) orientou o partido a apoiar a candidatura de Murilo Zauith (DEM) em Dourados em 6 de fevereiro como forma de recompensar o democrata que se viu literalmente atropelado pela força da máquina peemedebista durante as eleições para o Senado, ano passado.
Porém, o italiano avisa que em 2012 não poderá segurar os correligionários na disputa pelo controle da maior cidade do interior sul-mato-grossense.

#####Manobra

A conversa entre os principais líderes do PT é que o governador não pode esquecer do acordo que fez para facilitar a vida de Delcídio do Amaral durante as eleições para o governo estadual em 2014, até como retribuição pelo fato de o senador ter dificultado ao máximo a ascensão política do ex-governador Zeca do PT em pleitos anteriores.
Em outras palavras, o peemedebista indicaria um candidato de menor potencial eleitoral em vez de um nome capaz de sucedê-lo daqui a quatro anos.

#####Cala boca

Para analistas, o PT deverá indicar, mais uma vez, o vice na composição da futura Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.
A estratégia seria uma forma de deixar os petistas pianinhos na próxima legislatura, que começa pra valer no começo do mês que vem, a exemplo do ano passado quando os parlamentares do partido faziam oposição somente para inglês ver. Em 2010, o vice era o deputado Pedro Kemp.

#####Jogo de cena

Setores da imprensa da Capital ainda não conseguiram interpretar a “briga” explícita entre André Puccinelli e o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad. Enquanto os peemedebistas trocam farpas pela imprensa, nos bastidores a conversa é outra.
Só que na hora do vamos ver a unidade sempre prevalece, para desespero da oposição, que torce por uma ruptura do grupo político que é hegemônico em Mato Grosso do Sul.

#####Campanha ilegal

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, propôs ontem ao STF a anulação do artigo da Lei Eleitoral que dá só 15 dias após a diplomação dos eleitos para que sejam apresentadas ações contra fraudes nos financiamentos das campa-nhas.
É que, como a diplomação foi dia 18 de dezembro, e a Justiça Eleitoral só volta dia 7 agora, quem recebeu grana ilegal não pode ser processado. Na ação, Gurgel pede que o Supremo declare o prazo inconstitucional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário
IMPRESSO

Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário

05/07/2021 13:00
Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
MERECIDO

Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size

30/04/2021 14:59
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
Últimas Notícias