Dourados – MS sábado, 18 de maio de 2024
27º
Tecnologia

Segundo dia do Festival Sesi de Robótica tem MS entre os protagonistas e emoção de sobra

Um dos resultados mais expressivos da delegação sul-mato-grossense foi conquistado pela equipe Tera Robotic’s, de Três Lagoas

29 Mai 2022 - 13h15Por Assessoria/Fiems
O Festival Sesi de Robótica termina neste domingo - Crédito: DivulgaçãoO Festival Sesi de Robótica termina neste domingo - Crédito: Divulgação

O segundo dia do Festival Sesi de Robótica teve equipes de Mato Grosso do Sul assumindo o protagonismo e emoção de sobra entre os competidores no Pavilhão da Bienal, em São Paulo. Neste sábado (28/05), foram disputadas provas em três modalidades: FIRST Tech Challenge (FTC), FIRST LEGO League (FLL) e F1 in Schools. Ao todo, mais de 1,2 mil estudantes de todo o país, entre 9 e 16 anos, reúnem-se na capital paulista para uma jornada de aprendizado, emoção e diversão por meio da robótica. 

Um dos resultados mais expressivos da delegação sul-mato-grossense foi conquistado pela equipe Tera Robotic’s, de Três Lagoas, na FTC. Depois de disputar uma série de seis partidas na arena ao longo de todo o sábado, o time terminou o dia na oitava colocação geral entre 44 competidores. E com direito a destaque em uma das provas. “À tarde, fizemos 183 pontos, a segunda maior pontuação do dia até aquele momento. Este é o segundo ano que a gente participa do evento presencial, e está sendo nossa melhor participação”, disse o técnico Fernando Ferreira Anselmo.

A Just Girls, de Aparecida do Taboado, ganhou até trilha sonora especial durante as disputas na arena: “60 Dias Apaixonado”, música sertaneja que tornou a cidade famosa em todo o Brasil. Só que os problemas mecânicos no robô cobraram um alto preço, e a equipe não conseguiu somar os pontos necessários para lutar pelo pódio.

Outro time que enfrentou dificuldades com o robô foi o TupiTech, de Corumbá. Para o piloto Guilherme Beckman, os revezes servem como incentivo para a equipe voltar fortalecida no ano que vem. “Acredito que nos desenvolvemos muito bem e entregamos o trabalho que foi pedido. Não nos deixamos levar pelo nervosismo e conseguimos realizar algumas missões da mesa. Na próxima temporada, acredito que teremos um desempenho ainda melhor”, afirmou.

Emoção à flor da pele na FLL

A atmosfera de animação na arena da FIRST Lego League (FLL) é algo sem precedentes. A cada rodada, 20 equipes executam simultaneamente uma sequência de missões com seus robôs, ao som de música eletrônica e de gritos ensurdecedores das torcidas. Os competidores ficam com os nervos à flor da pele, e quando soa o sinal do fim da prova, as emoções todas se misturam. 

Ana Carolina Rodrigues, da TechVikings, equipe de Naviraí, não tem palavras para descrever a sensação de estar na arena. “Todos os rounds são uma emoção diferente. Estamos sentindo uma energia diferenciada. É um ‘core values’ maravilhoso. A gente se abraça, chora, comemora, vê os erros, é algo que não tenho palavras para descrever. Só quem vive entende realmente o que é. Hoje vimos que sozinhos não somos nada. Precisamos um do outro, pois só assim vamos para frente”, disse a competidora.

Quem também se sentiu realizada na FLL foi a integrante da MegaMentes, de Dourados, Maria Eduarda dos Santos. “Foi uma experiência brilhante. É algo incrível ver a emoção e a torcida de todo mundo. Ali não existem adversários, todos são aliados. Fiquei muito feliz com minha parceira na arena, tivemos uma ótima conexão e conseguimos realizar várias missões”, contou a aluna.

Mesmo quando o resultado não sai como planejado, os alunos sabem ver o lado positivo da situação. Para Anna Yamashita, da equipe AlphaDroid’s, de Aparecida do Taboado, as provas serviram como um grande aprendizado. “No primeiro round, tivemos complicações com o robô e não fomos tão bem. Já no segundo, arrumamos os problemas e fizemos uma pontuação maior. Só que no terceiro ocorreu um erro na largada, e nossa pontuação caiu. Mesmo assim, a equipe ficou muito feliz porque tivemos uma superação”, disse.

F1 in Schools chama a atenção pelos carrinhos velozes

A F1 in Schools foi a modalidade que atraiu mais olhares curiosos dos visitantes do Pavilhão da Bienal, por conta das duas pistas de 28 metros de comprimento e dos carrinhos que chegam a 80 km/h. Piscou, perdeu: cada carro leva menos de dois segundos entre as linhas de largada e chegada.

Sexta mais rápida dentre todas as equipes na prova de velocidade da edição 2021, a BR Racing, de Dourados, chegou à capital paulista com a missão de melhorar seu desempenho dentro e fora da pista. Afinal, na F1 in Schools não basta apenas ser veloz, é preciso apresentar um projeto sólido que envolve desde plano de marketing até projetos sociais. 

Júlio Santos, gestor financeiro da BR Racing, garante que o bom retrospecto do ano passado não pesa sobre os ombros da equipe este ano. “Existe uma pressão devido ao alto nível de competitividade, mas estamos mais preparados do que antes. Aplicamos conceitos de gestão, vimos os erros cometidos no passado e buscamos corrigi-los. É uma evolução constante”, observou.

A Peregrine Race, de Campo Grande, fez sua estreia oficial nas pistas durante o festival. Após meses de intensa preparação e modelagem do carrinho, a equipe fez bonito nas primeiras tomadas. O piloto Nikoulas Teslenco cravou tempos de reação na casa dos 0,14 segundo, o que o colocou entre os mais rápidos dentre todas as equipes. Na última prova do dia, a Peregrine correu lado a lado com a equipe Tunaré, de Mato Grosso. Em vez de rivalidade entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, o que se ouviu das torcidas das duas equipes foi uma só cantoria: “é Pantanal!”.

O Festival Sesi de Robótica termina neste domingo (28/05) com as provas finais e a cerimônia de premiação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Apagar pessoas de fotos nunca foi tão fácil! Como utilizar a ferramenta Ex-Terminador do OkCupid
Tecnologia

Apagar pessoas de fotos nunca foi tão fácil! Como utilizar a ferramenta Ex-Terminador do OkCupid

17/05/2024 09:45
Apagar pessoas de fotos nunca foi tão fácil! Como utilizar a ferramenta Ex-Terminador do OkCupid
O Universo e todas as suas respostas na palma da mão: Astrolink lança lA que responde questões
Tecnologia

O Universo e todas as suas respostas na palma da mão: Astrolink lança lA que responde questões

15/05/2024 10:30
O Universo e todas as suas respostas na palma da mão: Astrolink lança lA que responde questões
Como prevenir ciberataques e construir resiliência digital para clientes do setor de logística
Tecnologia

Como prevenir ciberataques e construir resiliência digital para clientes do setor de logística

13/05/2024 16:15
Como prevenir ciberataques e construir resiliência digital para clientes do setor de logística
CCDD debaterá proteção de menores de idade em plataformas digitais nesta terça
Senado

CCDD debaterá proteção de menores de idade em plataformas digitais nesta terça

13/05/2024 06:45
CCDD debaterá proteção de menores de idade em plataformas digitais nesta terça
Como conseguir empréstimos mesmo com nome sujo: Passos práticos para a aprovação
Tecnologia

Como conseguir empréstimos mesmo com nome sujo: Passos práticos para a aprovação

03/05/2024 12:37
Como conseguir empréstimos mesmo com nome sujo: Passos práticos para a aprovação
Últimas Notícias