Dourados – MS quinta, 18 de agosto de 2022
Dourados
30º max
18º min
Campanha de Utilidade Pública - Caruru
Tecnologia

Laboratório recebe inscrições de interessados em testar ferramenta de combate a fake news

Para se inscrever, os interessados devem ter pesquisas previamente aprovadas em comitês de ética de universidades

14 Jul 2022 - 08h45Por Agência FAPESP*
Software desenvolvido na Unicamp permite analisar o conteúdo de conversas em grupos de WhatsApp. Cadastro pode ser feito até 31 de julho - Crédito: Gerd Altmann/PixabaySoftware desenvolvido na Unicamp permite analisar o conteúdo de conversas em grupos de WhatsApp. Cadastro pode ser feito até 31 de julho - Crédito: Gerd Altmann/Pixabay

 O Laboratório de Opinião Pública Ernest Manheim recebe, até 31 de julho, inscrições de interessados em testar uma nova ferramenta de combate a fake news denominada Qualichat.

Para se inscrever, os interessados devem ter pesquisas previamente aprovadas em comitês de ética de universidades. O cadastro pode ser realizado por formulário disponível no site do laboratório.

Criada pelo pós-doutorando da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Fernando Nobre Cavalcante, a ferramenta permite analisar conversas em grupos do aplicativo de mensagens WhatsApp e obter dados como as notícias e temas mais compartilhados, as pessoas envolvidas, os símbolos comumente utilizados e as especificidades temporais da linguagem.

“Dados da Fiocruz revelam que 10,5% das notícias falsas sobre COVID-19 foram publicadas no Instagram, 15,8% no Facebook e 73,7% circuladas pelo WhatsApp. Nesse contexto, o Qualichat é uma ferramenta importante no combate à desinformação”, afirma Cavalcante.

O software pode ser usado gratuitamente por qualquer pessoa que domine a linguagem aberta Phyton. No entanto, aqueles que se inscreverem até 31 de julho receberão suporte à utilização da ferramenta por meio de tutoriais. “Detectar a opinião pública em grupos é o objetivo do nosso pacote computacional gratuito para pesquisadores”, diz o pesquisador.

Ele também ressalta que a ferramenta segue sendo aperfeiçoada. O passo seguinte será lançar uma funcionalidade que possa detectar a presença de robôs, os chamados bots, no WhatsApp.

O software não coleta ou armazena dados, estando alinhado com a Lei Geral de Proteção de Dados e a General Regulation of Data Protection (da União Europeia).

O Qualichat é desenvolvido por uma rede de pesquisa sobre humanidades digitais e pós-humanismos do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp, sob a supervisão do professor Marcelo Buzato.

* Com informações do portal da Unicamp.
 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

WhatsApp terá avatares: veja como vai funcionar
Novidade

WhatsApp terá avatares: veja como vai funcionar

16/08/2022 13:45
WhatsApp terá avatares: veja como vai funcionar
Tecnologia

Tecnologia de choque térmico pode restaurar a função cerebral de pacientes com doenças neurológicas?

14/08/2022 17:00
Tecnologia

WhatsApp vai permitir que usuário "esconda" que está online e saia de grupos silenciosamente

09/08/2022 14:15
Tecnologia

TCE-MS investe na modernização de parque tecnológico

04/08/2022 17:45
A técnica que 'ressuscita' órgãos de porcos e pode revolucionar transplantes
Ciência

A técnica que 'ressuscita' órgãos de porcos e pode revolucionar transplantes

03/08/2022 17:45
A técnica que 'ressuscita' órgãos de porcos e pode revolucionar transplantes
Últimas Notícias