Dourados – MS quarta, 08 de julho de 2020
Dourados
19º max
10º min
Ciência e Tecnologia

Investimento em ciência e tecnologia permite uso do gás de cozinha como fonte de energia em MS

27 Mai 2020 - 14h30Por Redação
Investimento em ciência e tecnologia permite uso do gás de cozinha como fonte de energia em MS - Crédito: Leandro Benites/UFMS Crédito: Leandro Benites/UFMS

O investimento em pesquisa, ciência, tecnologia e inovação realizado pelas instituições de Ensino Superior do Estado, com o apoio do Governo do Estado, é fundamental para alavancar o desenvolvimento econômico e promover o bem-estar social da população sul-mato-grossense. Esse foi o destaque feito pelo secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) em evento realizado na noite de segunda-feira (25) na UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul).

O titular da Semagro participou da inauguração do sistema de geração de energia secundária, a partir do gás de cozinha, que vai alimentar as novas áreas de higienização dos profissionais de saúde e outros setores específicos do Hospital Universitário, por meio de parceria firmada entre a Copagaz e a UFMS. “Essa é uma ação inédita e que contou com a anuência excepcional da ANP. O GLP, que vem da Bolívia para o nosso Estado, será fornecido como fonte de energia secundária para geradores e outros equipamentos. Isso só é possível graças ao trabalho de pesquisadores e do investimento em ciência, tecnologia e inovação”, afirmou.

Outro destaque feito pelo secretário Jaime Verruck foi a normalização da importação do GLP boliviano para Mato Grosso do Sul e o leque de possibilidades aberto pela iniciativa da UFMS e Copagaz. “As importações do GLP foram normalizadas e retomadas e isso tem um impacto relevante para o Estado. Além disso, essa ação da UFMS abre um leque de possibilidades do uso do GLP em outros setores, em especial no agronegócio, como a avicultura e suinocultura”, finalizou.

GLP vai gerar energia para setores de higienização do HU

De acordo com a UFMS, a pandemia provocada pelo coronavírus trouxe ao Hospital Universitário a necessidade de aumentar suas instalações voltadas para a assepsia dos funcionários. Para atender a essa demanda, a Copagaz vai fornecer quatro contêineres equipados com duchas de água quente e áreas secas para higienização dos profissionais, os quais serão alimentados com energia gerada por GLP. Além disso, o produto será usado como backup de energia para determinados equipamentos médicos e abastecer uma máquina para limpeza da área externa das instalações de estrutura de suporte. O HU é filiado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

“Ao aceitar nosso convite para integrar esta parceria, além de apoio solidário e humanitário, a Copagaz faz com que o conjunto das ações resultem em um grande laboratório de práticas de investigação científica”, afirma o reitor Marcelo Turine. “Toda a instalação fornecerá conhecimentos nas áreas de saúde, engenharia e eficiência energética, elevando ainda mais nossa capacitação acadêmica”.

O HU, por onde circulam cerca de 500 alunos e 200 residentes por dia, possui 1.600 funcionários, dos quais 1.200 diretamente envolvidos no atendimento (médicos, enfermeiros e farmacêuticos, dentre outros). Inicialmente, 400 deles atenderão diretamente os pacientes da Covid-19 que forem encaminhados àquela unidade, todos com complicações devido a comorbidades, conforme definido pelo do plano estadual de atendimento do Governo do Estado.

“Nossa equipe de saúde está sendo treinada para atuar na linha de frente a qualquer momento, se for necessário, incluindo profissionais de outras organizações como o Corpo e Bombeiros e paramédicos, que estão sendo capacitados pelo Humap para adotarem os procedimentos adequados ao atendimento de pessoas contaminadas” explica Cláudio César da Silva, superintendente do hospital.

No HU, a Copagaz instalou um reservatório com 2 toneladas de GLP, suficiente para suprir a demanda por pelo menos 30 dias, montou toda a estrutura com os contêineres em parceria com o Grupo Cavagna, empresa Italiana responsável pela fabricação e comercialização dos produtos Greengear focados na geração de energia limpa, está preparando os geradores e toda estrutura que irá gerar energia limpa e fundamental para o atendimento proposto ao HU. O GLP também será o combustível para uma lavadora de alta pressão que será usada com a finalidade   de higienizar   as áreas externas, na qual circularão os funcionários destacados para trabalhar com os pacientes da Covid-19 e que, portanto, precisam de um cuidado maior.

Outras empresas também estão participando desta iniciativa de solidariedade, como a Transportadora Laurimar e a Rinnai Brasil, fornecedora dos aquecedores de água, ambas doando seus serviços e realizando o empréstimo de seus equipamentos, viabilizando a implantação de todo o complexo. Já a empresa Funcional Containers colaborou na redução do tempo de fabricação, atendendo o cronograma da execução da obra, passando este pedido à frente dos demais incluindo jornada extra para conclusão.

Autorização excepcional

A utilização do GLP como fonte alternativa de energia, que é proibida no Brasil desde a década de 1990, foi autorizada de forma excepcional pela ANP (Agência Nacional do Petróleo), após um pedido formal da UFMS para a Copagaz e consequentemente, consultas formais ao agente regulador, transformando-se em uma parceira estratégica de todo o projeto.

“A ANP se engajou completamente nesta causa e concedeu a autorização em um tempo recorde, unindo-se a essa grande rede do bem que está se formando em todo o Brasil para enfrentar a pandemia da Covid-19 e seus efeitos na sociedade. E esta atitude vai permitir não apenas ajudarmos as vítimas e profissionais de saúde, mas, gerar conhecimento e inovação para soluções eficientes, em um futuro que vamos precisar nos reinventar”, afirma Agnaldo Inojosa, da Copagaz.

O executivo também explica que a parceria com a UFMS surgiu da necessidade de estruturar um laboratório de inspeção do GLP importado da companhia boliviana YPFB. “Nós contamos com o apoio da equipe da Faculdade de Engenharia Química, em conjunto com a Superinspect, empresa inspetora autorizada pela ANP, para criarmos o 1º laboratório de análises de GLP do Centro-Oeste brasileiro”.

Além dos benefícios diretos e imediatos que a cooperação entre a Copagaz e HU trará para o atendimento das vítimas da pandemia, e da possibilidade de usar a experiência para estudos, toda a operação será acompanhada pelos gestores do hospital, que utilizarão o know-how adquirido para fundamentar um projeto de construção de banheiros e vestiários que já estava nos planos da instituição.

Outras áreas de pesquisa acadêmica também acompanharão o funcionamento dos equipamentos para estudar a eficiência energética do GLP para o uso em novas aplicações para a indústria, elevando a capacidade tecnológica do Brasil ao patamar de outros países que utilizam muito mais esta fonte de energia.

No futuro, após a pandemia, por ocasião da desmobilização da estrutura de suporte ao HU, os equipamentos aplicados serão doados   para a parceria de estudos de desenvolvimentos de outros usos do GLP entre UFMS, Copagaz e Grupo Cavagna, a ser submetido à apreciação pela ANP, possibilitando a inovação e a validação cientifica de outras aplicações do GLP como solução limpa e eficiente de energia para os mais diversos segmentos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Relação de confiança evita que filhos caiam em desafios perigosos na internet
DESAFIO DO PATETA

Relação de confiança evita que filhos caiam em desafios perigosos na internet

26/06/2020 10:29
Relação de confiança evita que filhos caiam em desafios perigosos na internet
MS Digital: aplicativo que aproxima serviços públicos do cidadão oferece novas ferramentas
TECNOLOGIA

MS Digital: aplicativo que aproxima serviços públicos do cidadão oferece novas ferramentas

24/06/2020 09:05
MS Digital: aplicativo que aproxima serviços públicos do cidadão oferece novas ferramentas
Facebook é a maior plataforma de notícias falsas, aponta pesquisa
FAKE NEWS

Facebook é a maior plataforma de notícias falsas, aponta pesquisa

18/06/2020 10:41
Facebook é a maior plataforma de notícias falsas, aponta pesquisa
Com peças de Lego, alunas da UEMS criam robô que ajuda na prevenção do coronavírus
TECNOLOGIA

Com peças de Lego, alunas da UEMS criam robô que ajuda na prevenção do coronavírus

25/05/2020 10:30
Com peças de Lego, alunas da UEMS criam robô que ajuda na prevenção do coronavírus
Alunas da UEMS criam robô que ajuda na prevenção do coronavírus
Tecnologia

Alunas da UEMS criam robô que ajuda na prevenção do coronavírus

24/05/2020 07:45
Alunas da UEMS criam robô que ajuda na prevenção do coronavírus
Últimas Notícias