Dourados – MS quinta, 22 de outubro de 2020
Dourados
34º max
21º min
Influx
Saúde

Radiação nuclear pode causar de queimaduras a câncer

14 Mar 2011 - 20h45
O derretimento dos reatores nucleares japoneses atingidos pelo terremoto de sexta-feira (11) pode liberar radiação na atmosfera que causa desde queimaduras na pele até câncer, explica o engenheiro nuclear Aquilino Senra, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O risco de exposição da população, no entanto, é baixo.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) também afirmou que o perigo para a população é mínimo. Isso porque a área em torno da usina foi isolada.

O Japão foi atingido por um terremoto de 8,9 de magnitude na sexta-feira (11). O tremor afetou o fornecimento de energia elétrica, o que causou uma pane no resfriamento dos reatores. Segundo a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), o risco de derretimento do núcleo, o pior acidente que pode ocorrer em uma usina, é “grande”.

Se ocorrer o derretimento, três tipos de radiação serão liberadas no ambiente: alfa, beta e gama. “A radiação alfa não penetra no organismo, ela causa queimadura na pele”, explica Aquilino Senra. “As radiações beta e gama – principalmente a gama – entram no organismo e causam deformações celulares”, afirma.

Essas deformações, ao longo dos anos, podem levar a casos de câncer. “Podem, não devem. E isso varia de acordo com a distância da pessoa do local do acidente e a proteção que ela estiver usando”, explica.

Essa radiação gama é a mesma usada em tratamentos de radioterapia, exatamente para combater o câncer. \"Em baixas doses, ela destrói tumores\", afirma o especialista. \"Em altas, pode causar dano celular que leva ao câncer.\"

As cápsulas de iodo dadas à população servem para evitar a absorção de iodo radioativo, eliminado pelo reator. “Existe um iodo que não é radiotivo. É dada uma cápsula desse iodo para a população e com isso satura o organismo, para que o iodo radiotivo não seja absorvido. Não sendo absorvido, o risco de dano celular é reduzido,\" explica.

Segundo Senra, a retirada das pessoas de volta da área da usina já contém o risco para a saúde. Quem está fora da área isolada, não corre perigo, segundo ele.

#####Diferença da bomba

Aquilino Senra explica que o derretimento de um reator nuclear não mata pessoas como uma bomba. \"O que mata mesmo na bomba nuclear não é a radiação. É a onda de choque, depois a onda de calor e por último a radiação\", explica Senra.

\"A intensidade de material radioativo em uma bomba nuclear é muito maior, porque a energia dispendida é muito grande e não tem nenhuma barreira. Já um reator tem quatro barreiras contra a liberação de material nuclear no ambiente\", afirma. \"Não é a mesma coisa\", tranquiliza ele. (G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Anvisa diz que análise de vacinas contra covid-19 será técnica
Covid-19

Anvisa diz que análise de vacinas contra covid-19 será técnica

21/10/2020 17:02
Anvisa diz que análise de vacinas contra covid-19 será técnica
Nitazoxanida reduz carga viral de pacientes com covid-19, diz pesquisa
Saúde

Nitazoxanida reduz carga viral de pacientes com covid-19, diz pesquisa

21/10/2020 16:18
Nitazoxanida reduz carga viral de pacientes com covid-19, diz pesquisa
MS registra óbito de adolescente de apenas 15 anos em Campo Grande por coronavírus
Saúde

MS registra óbito de adolescente de apenas 15 anos em Campo Grande por coronavírus

21/10/2020 14:23
MS registra óbito de adolescente de apenas 15 anos em Campo Grande por coronavírus
Moradora de distrito morre por coronavírus em Dourados
106° óbito

Moradora de distrito morre por coronavírus em Dourados

21/10/2020 10:54
Moradora de distrito morre por coronavírus em Dourados
Em reunião virtual com governadores, Ministério da Saúde anuncia que vai distribuir vacina contra Covid-19
Covid-19

Em reunião virtual com governadores, Ministério da Saúde anuncia que vai distribuir vacina contra Covid-19

20/10/2020 17:45
Em reunião virtual com governadores, Ministério da Saúde anuncia que vai distribuir vacina contra Covid-19
Últimas Notícias