Dourados – MS quarta, 24 de julho de 2024
21º
TECNOLOGIA

Pulseira contra diabetes checa nível de insulina

30 Mar 2016 - 10h06
Pulseira contra diabetes: as agulhas são tão fininhas que as picadas são quase imperceptíveis. - Crédito: Foto: DivulgaçãoPulseira contra diabetes: as agulhas são tão fininhas que as picadas são quase imperceptíveis. - Crédito: Foto: Divulgação
Há anos, os cientistas vêm tentando desenvolver formas menos invasivas e mais convenientes para as pessoas monitorarem a glicemia no sangue (nível de açúcar no sangue).

Foi com esse objetivo que um grupo de pesquisadores do Institute for Basic Science, de Seul, criou uma pulseira capaz de checar essa concentração de glicose, de aplicar a medicação quando necessário e, além disso, de gravar os dados para que a pessoa possa acompanhar a variação do açúcar no sangue ao longo de vários dias.

Funciona assim: a pulseira tem alguns sensores que percebem mudanças na temperatura da pele e no pH do suor do usuário, sinais que indicam uma alta na glicose.

Graças ao dispositivo, também é capaz de ser alto-medicado, pois o dispositivo tem micro agulhas. Em situação de glicemia alterada, pequenos filamentos são aquecidos e derretem essa camada, liberando as agulhas que injetam um medicamento antidiabético na pessoa, a Metformina - droga que facilita a absorção da glicose pelas células, diminuindo sua concentração na corrente sanguínea.

O aparelho foi testado em ratos com diabetes e em dois homens adultos que também tinham a doença, e os resultados foram satisfatórios - ou seja, a concentração de açúcar no sangue foi controlada com sucesso pela pulseira.

Antes que os cientistas possam continuar os testes em humanos, alguns problemas precisam ser resolvidos: em dias de muito calor, por exemplo, os sensores do dispositivo podem ser enganados.

Outra complicação é que a dose de Metformina que é liberada precisa ser exata para cada pessoa, e isso ainda não foi acertado.

Os estudos vão continuar até que esses ajustes sejam feitos, mas os cientistas estão otimistas: é um passo importante para facilitar a vida de quem sofre com diabetes, e evitar que elas precisem tomar injeções de insulina todos os dias, por exemplo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

América do Sul é destaque no combate à fome no mundo, diz FAO
Saúde

América do Sul é destaque no combate à fome no mundo, diz FAO

há 27 minutos atrás
América do Sul é destaque no combate à fome no mundo, diz FAO
Hospital Regional de MS lança 'Dia D' de cadastro de doadores de medula óssea
Saúde

Hospital Regional de MS lança 'Dia D' de cadastro de doadores de medula óssea

24/07/2024 18:00
Hospital Regional de MS lança 'Dia D' de cadastro de doadores de medula óssea
Fosfoetanolamina não tem autorização para uso medicinal, diz Anvisa
Saúde

Fosfoetanolamina não tem autorização para uso medicinal, diz Anvisa

24/07/2024 10:00
Fosfoetanolamina não tem autorização para uso medicinal, diz Anvisa
Obesidade adulta e anemia entre mulheres são preocupantes, aponta FAO
Saúde

Obesidade adulta e anemia entre mulheres são preocupantes, aponta FAO

24/07/2024 09:30
Obesidade adulta e anemia entre mulheres são preocupantes, aponta FAO
HU-UFGD inaugura jardim sensorial em área revitalizada após mobilização de colaboradores
Bem-estar

HU-UFGD inaugura jardim sensorial em área revitalizada após mobilização de colaboradores

24/07/2024 09:00
HU-UFGD inaugura jardim sensorial em área revitalizada após mobilização de colaboradores
Últimas Notícias