Dourados – MS segunda, 08 de março de 2021
Dourados
33º max
21º min
Influx
Ciência

Pesquisador fala sobre moscas “testemunhas” de crimes dia 24 em Dourados

24 Mai 2016 - 16h41
Você sabia que uma mosca pode ajudar um detetive a desvendar um crime? - Você sabia que uma mosca pode ajudar um detetive a desvendar um crime? -
Dourados está entre as sete cidades brasileiras que sediará "Pint of Science" (Ciência no Boteco), um festival internacional de divulgação científica. Na terça-feira (24), a partir das 19h30, no Barão Botequim, o professor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), William Fernando Antonialli Junior, irá promover um bate-papo sobre "Insetos como peritos forenses da natureza".

De acordo com o site noticias.ms.gov.br , o festival vai te trazer muitas curiosidades interessantes. Você sabia que moscas podem ajudar a desvendar crimes? Se não, Antonialli Júnior adianta que os insetos são uns dos principais agentes da decomposição de carcaças e, portanto, são capazes de fornecer várias informações acerca de um crime, como: desvendar a hora e o local do crime, as circunstâncias que ele aconteceu, ou mesmo se foi um homicídio ou suicídio. Além disto, estes pequenos animais podem ajudar a identificar a vítima e, por vezes o próprio autor do crime e, ainda fornecer subsídios para se entender por onde ocorre as rotas de tráficos de drogas.

William Fernando Antonialli Júnior é professor Adjunto da UEMS e credenciado em programas de pós-graduação da UEMS e da UFGD e possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), e mestrado e doutorado em Ciências Biológicas (Zoologia) também Unesp.

O Brasil é o único país da América Latina a participar da iniciativa, que será realizada simultaneamente em outros 11 países. Dourados é a única cidade da região Centro-Oeste a participar do evento, que está mobilizando mais de 50 cidades espalhadas por oito países. Em Mato Grosso do Sul, o evento é coordenado pela professora Ísis Faria, da UEMS.

O Barão localiza-se à R. General Osório, 2415 – Vila Rui Barbosa, em Dourados. Durante as três noites do festival, cientistas de várias partes do mundo saem de seus laboratórios para mostrar o que eles estão pesquisando e qual o impacto disso na vida das pessoas. Para conferir a programação de cada cidade, basta acessar o site www.pintofscience.com.br. O festival é gratuito e as pessoas que participam pagam somente o que consumirão nos locais em que acontecerão os bate-papos científicos. (Com informações da Assessoria de Comunicação da UEMS)


Deixe seu Comentário

Leia Também

Covid-19: mortes ultrapassam 265 mil e casos chegam a 11 milhões
Saúde

Covid-19: mortes ultrapassam 265 mil e casos chegam a 11 milhões

08/03/2021 07:48
Covid-19: mortes ultrapassam 265 mil e casos chegam a 11 milhões
Hospital da Mulher da Criança será entregue hoje em Dourados
Saúde

Hospital da Mulher da Criança será entregue hoje em Dourados

08/03/2021 07:27
Hospital da Mulher da Criança será entregue hoje em Dourados
Ocupação elevada de UTIs pode aumentar média de vítimas de covid-19
Saúde

Ocupação elevada de UTIs pode aumentar média de vítimas de covid-19

06/03/2021 12:30
Ocupação elevada de UTIs pode aumentar média de vítimas de covid-19
Mulher é detida no HV após espancar bebê de 9 meses
Dourados

Mulher é detida no HV após espancar bebê de 9 meses

06/03/2021 11:16
Mulher é detida no HV após espancar bebê de 9 meses
Estudo identifica sequelas da Covid-19 na cavidade oral de infectados
EFEITO CORONAVÍRUS

Estudo identifica sequelas da Covid-19 na cavidade oral de infectados

05/03/2021 14:13
Estudo identifica sequelas da Covid-19 na cavidade oral de infectados
Últimas Notícias