Dourados – MS quarta, 16 de outubro de 2019
Dourados

Pesquisa aponta para contaminação na água de Dourados

16 Abr 2019 - 08h27Por Redação
Rio Dourados abastece o município através da Sanesul - Crédito: Hedio FazanRio Dourados abastece o município através da Sanesul - Crédito: Hedio Fazan

Realizado pelo Ministério da Saúde, a inédita pesquisa sobre a qualidade da água no Brasil apontou para uma grave situação em diversos municípios como em Dourados. De acordo com a publicação da investigação conjunta da Repórter Brasil, Agência Pública e a organização suíça Public Eye, uma em cada quatro cidades brasileiras apresentam um coquetel que mistura diferentes agrotóxicos.

Entre 2014 e 2017, as empresas de abastecimento de 1.396 municípios detectaram todos os 27 pesticidas que são obrigados por lei a testar. Desses, 16 são classificados pela Anvisa como extremamente ou altamente tóxicos e 11 estão associados ao desenvolvimento de doenças crônicas como câncer, malformação fetal, disfunções hormonais e reprodutivas. Entre os locais com contaminação múltipla estão as capitais São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza, Manaus, Curitiba, Porto Alegre, Campo Grande, Cuiabá, Florianópolis e Palmas.

“A situação é extremamente preocupante e certamente configura riscos e impactos à saúde da população”, afirma a toxicologista e médica do trabalho Virginia Dapper. O tom foi o mesmo na reação da pesquisadora em saúde pública da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no Ceará, Aline Gurgel: “dados alarmantes, representam sério risco para a saúde humana”. Ambas em entrevista para a Agência pública/Repórter Brasil.

Entre os agrotóxicos encontrados em mais de 80% dos testes, há cinco classificados como “prováveis cancerígenos” pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos e seis apontados pela União Europeia como causadores de disfunções endócrinas, o que gera diversos problemas à saúde, como a puberdade precoce. Do total de 27 pesticidas na água dos brasileiros, 21 estão proibidos na União Europeia devido aos riscos que oferecem à saúde e ao meio ambiente.

Em Dourados, foram 27 agrotóxicos encontrados, sendo 11 associados a doenças crônicas como câncer, defeitos congênitos e distúrbios endócrinos. 26 agrotóxicos detectados na concentração da água estão acima do limite considerado seguro na União Europeia.

Esses números também podem ser encontrados em outras localidades. Veja aqui 

Conheça os 27 agrotóxicos encontrados na água que abastece as cidades do Brasil clicando aqui 

Questionado sobre quais medidas estão sendo tomadas, o Ministério da Saúde enviou respostas por email reforçando que “a exposição aos agrotóxicos é considerada grave problema de saúde pública” e listando efeitos nocivos que podem gerar “puberdade precoce, aleitamento alterado, diminuição da fertilidade feminina e na qualidade do sêmen; além de alergias, distúrbios gastrintestinais, respiratórios, endócrinos, neurológicos e neoplasias”

A resposta, porém, ressalta que ações de controle e prevenção só podem ser tomadas quando o resultado do teste ultrapassa o máximo permitido em lei. E aí está o problema: o Brasil não tem um limite fixado para regular a mistura de substâncias.

 

Fonte: Agência Pública/Repórter Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS tem mais de 11 mil pedidos de remédio na Defensoria
Judicialização

MS tem mais de 11 mil pedidos de remédio na Defensoria

15/10/2019 17:30
MS tem mais de 11 mil pedidos de remédio na Defensoria
Dourados recebe seminário sobre vacinação das gestantes
Saude

Dourados recebe seminário sobre vacinação das gestantes

15/10/2019 17:00
Dourados recebe seminário sobre vacinação das gestantes
MS terá Rede de Enfrentamento e Controle da Obesidade
UFMS

MS terá Rede de Enfrentamento e Controle da Obesidade

15/10/2019 16:00
MS terá Rede de Enfrentamento e Controle da Obesidade
Hospital do Amor define local em Dourados e deve ser inaugurado neste ano
Saúde

Hospital do Amor define local em Dourados e deve ser inaugurado neste ano

14/10/2019 15:33
Hospital do Amor define local em Dourados e deve ser inaugurado neste ano
País tem 10,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva, diz estudo
Saúde

País tem 10,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva, diz estudo

14/10/2019 13:00
País tem 10,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva, diz estudo
Últimas Notícias