Dourados – MS domingo, 12 de julho de 2020
Dourados
32º max
17º min
Saúde

Pés saudáveis dependem de cuidados permanentes

09 Jul 2011 - 01h00
Ronald Mello durante atendimento a cliente: podologia é qualidade de vida - Crédito: Foto: Hédio Fazan/PROGRESSORonald Mello durante atendimento a cliente: podologia é qualidade de vida - Crédito: Foto: Hédio Fazan/PROGRESSO
Quem pensa que apenas tirar cutículas e pintar as unhas já garante a beleza e a saúde dos pés, se engana. A podologia, ciência que estuda os pés oferece técnicas simples e com resultados surpreendentes. Unha encravada, calos e calosidades são alguns dos problemas mais comuns e que podem trazer bastante desconforto e até ocasionar problemas mais sérios, como inflamações e infecções.

Por isso, o cuidado com os pés é muito importante e não deve ser deixado de lado. “As técnicas usadas na podologia trazem soluções simples e duradouras para deixar os pés sempre saudáveis e bonitos”, enfatiza o podólogo Ronald Mello, que faz atendimentos em sua sala de podologia anexa ao salão de beleza “Fios em Forma”, na Rua Onofre Pereira de Matos, 1.529 – Centro.


Os problemas causados por unha encravada ainda são os que mais levam as pessoas a procurarem um especialista. Quem tem, sabe a dor que o problema pode causar, muitas vezes impossibilitando até calçar um sapato.

O podólogo explica que após a unha ser desencravada é confeccionado um aparelho corretor, chamado de “órtese”, que é colocado sobre a unha. O aparelho atua por meio da tração da unha, deixando-a mais plana e impedindo que encrave. “Muitas vezes apenas a educação do corte correto da unha, que é feita de acordo com o formato do dedo, já traz resultados bastante satisfatórios”, esclarece Ronald Mello, que é formado pelo Instituto Brasileiro de Podologia do Rio de Janeiro (RJ).

Outros problemas bastante comuns, segundo o especialista que reside em Dourados , são a micose nas unhas, verrugas plantares (conhecida como olho-de-peixe) e fissuras nos pés, principalmente nos calcanhares.
Os calos são causados geralmente pelo uso de alguns tipos de calçados, como os de bico fino e salto alto.

As calosidades podem se formar em qualquer parte do pé que esteja sob pressão, como no calcanhar e na sola do pé. O tratamento consiste em identificar a causa do problema e elimina-lo e depois se faz uma higienização, desbaste do excesso de pele morta, lixamento com micro motor e hidratação.

DIABÉTICOS - Quando o assunto é saúde também é necessário lembrar dos diabéticos, que devem ter cuidados especiais com os pés, pois são mais vulneráveis a infecções. De acordo com Ronald Mello, o diabético, muitas vezes, acaba desenvolvendo três principais problemas que são: a neuropatia periférica, que é a perda gradual da sensibilidade dolorosa e térmica dos pés; a angiopatia, que a diminuição da circulação sanguínea nos vasos devido ao seu estreitamento ou obstrução.

Ele explica que quando sofremos algum ferimento no pé é através da circulação sanguínea que são levados nutrientes e oxigênio a região lesada para que seja promovida a cicatrização, mas quando a circulação do pé está comprometida, consequentemente, a cicatrização será mais lenta. Com isso poderá ocorrer uma infecção que dependendo do seu grau pode levar até mesmo a uma amputação do membro. E por último é a infecção, pois o portador de diabetes, é mais vulnerável a infecções nos pés. Esses três fatores: a neuropatia, a angiopatia e a infecção, constituem a tríade mais freqüente do pé diabético.

“O meu papel como podólogo é evitar que algum problema se instale nos pés do cliente diabético”, salienta o profissional.

Alguns dos tratamentos feitos pelo podólogo aos diabéticos é o corte técnico das unhas, remoção de calos e calosidades, desencravo das unhas e tratamento para que elas não voltem a encravar, além de fazer uma hidratação nos pés. O especialista também orienta o doente a fazer uma hidratação correta em casa, pois os pés das pessoas diabéticas devem estar sempre bem hidratados. O podólogo orienta ainda que os diabéticos mantenham um tratamento a cada trinta dias.

IDOSOS - Os idosos também são alvos de cuidados do especialista, pois essas pessoas têm a pele mais fina e sensível. “No Rio de Janeiro cheguei a fazer um curso de especialização em tratamento dos pés de idosos, porque requerem muitos cuidados”, acrescenta.

O podólogo Ronald Mello salienta que os valores cobrados em seus atendimentos são populares, as avaliações são gratuitas e os diabéticos têm descontos permanentes para qualquer tipo de tratamento. Outras informações sobre tratamentos pelos telefones (67) 3423-8755 ou 8141-0001.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem de 52 anos é a 44ª vitima fatal da Covid-19 em Dourados
Covid-19

Homem de 52 anos é a 44ª vitima fatal da Covid-19 em Dourados

12/07/2020 12:12
Homem de 52 anos é a 44ª vitima fatal da Covid-19 em Dourados
Médicos entram na mira do MPF após recusa em atuar nas UTI's da Covid em Dourados
SAÚDE

Médicos entram na mira do MPF após recusa em atuar nas UTI's da Covid em Dourados

11/07/2020 14:02
Médicos entram na mira do MPF após recusa em atuar nas UTI's da Covid em Dourados
Mato Grosso do Sul tem 153 mortes por coronavírus e 12.969 confirmados
COVID-19

Mato Grosso do Sul tem 153 mortes por coronavírus e 12.969 confirmados

11/07/2020 12:35
Mato Grosso do Sul tem 153 mortes por coronavírus e 12.969 confirmados
Mato Grosso do Sul atinge meta e vacina 90,78% do público-alvo contra Influenza
SAÚDE

Mato Grosso do Sul atinge meta e vacina 90,78% do público-alvo contra Influenza

11/07/2020 11:02
Mato Grosso do Sul atinge meta e vacina 90,78% do público-alvo contra Influenza
Estudo recomenda lockdown para frear número de óbitos por Covid-19 em Dourados
PESQUISA

Estudo recomenda lockdown para frear número de óbitos por Covid-19 em Dourados

11/07/2020 08:32
Estudo recomenda lockdown para frear número de óbitos por Covid-19 em Dourados
Últimas Notícias