Dourados – MS quarta, 17 de julho de 2024
10º
Saúde

Nova caderneta da gestante orienta contra Aedes

02 Mar 2016 - 09h14
Caderneta favorece a quantificação da atenção pré-natal. - Crédito: Foto: DivulgaçãoCaderneta favorece a quantificação da atenção pré-natal. - Crédito: Foto: Divulgação
O Ministério da Saúde acaba de lançar a nova Caderneta da Gestante, instrumento de acompanhamento do pré-natal dirigido aos profissionais de saúde e mulheres gestantes que usam os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). O documento inclui um cartão de acompanhamento do pré-natal para registrar as consultas clínicas e odontológicas, os resultados dos exames e vacinas, entre outras informações. Nesta edição, a caderneta traz, entre outras novidades, informações sobre prevenção e proteção contra o mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, o chikungunya e o vírus Zika.


O documento contempla as diretrizes de boas práticas na assistência ao pré-natal, parto e nascimento e as propostas da Estratégia Rede Cegonha, devidamente alinhadas à Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher. Trata-se de um instrumento interativo, que contém espaços para a gestante e seu/sua parceiro/a fazerem anotações e registrarem impressões sobre o momento que estão vivendo, além de ajudar a esclarecer as dúvidas mais frequentes.


Na nova caderneta, os profissionais de saúde poderão registrar todos os dados das consultas e informações clínicas da gestante, e será disponibilizada em todos os serviços de saúde que realizam pré-natal pelo SUS no Brasil. Para as gestantes e seus familiares, trata-se de um documento muito útil, uma vez que traz orientações sobre como será o acompanhamento pré-natal, informações importantes sobre os cuidados na gestação, sinais de trabalho de parto, fisiologia do parto humanizado e cuidados com o puerpério (período de 42 dias após o parto) e amamentação.


A caderneta favorece a qualificação da atenção pré-natal à medida que os procedimentos e condutas clínicas são realizados e avaliados, sistemática e periodicamente, em todas as consultas, junto com possíveis diagnósticos, que são devidamente registrados no documento. Isso permite um fluxo melhor de informações entre os profissionais, serviços de saúde e um cuidado mais adequado à paciente. Estão sendo investidos R$ 3,7 milhões para a impressão de 3.192.737 cadernetas e fichas perinatais, instrumento de registo do pré-natal que será anexado ao prontuário da gestante e servirá como espelho da caderneta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ministra comemora dados da imunização infantil
Saúde

Ministra comemora dados da imunização infantil

17/07/2024 12:00
Ministra comemora dados da imunização infantil
Bom controle glicêmico reduz o declínio da mobilidade em idosos com diabetes
Saúde

Bom controle glicêmico reduz o declínio da mobilidade em idosos com diabetes

17/07/2024 07:15
Bom controle glicêmico reduz o declínio da mobilidade em idosos com diabetes
Lei: Campanha de Combate ao Preconceito à Hanseníase em MS é publicada
ALEMS

Lei: Campanha de Combate ao Preconceito à Hanseníase em MS é publicada

17/07/2024 07:00
Lei: Campanha de Combate ao Preconceito à Hanseníase em MS é publicada
Comissão aprova criação de política para prevenir e tratar esporotricose humana
Saúde

Comissão aprova criação de política para prevenir e tratar esporotricose humana

há 15 horas atrás
Comissão aprova criação de política para prevenir e tratar esporotricose humana
 Veja como acessar novo serviço online de auxilio em demandas da saúde
TJMS

Veja como acessar novo serviço online de auxilio em demandas da saúde

há 15 horas atrás
 Veja como acessar novo serviço online de auxilio em demandas da saúde
Últimas Notícias