Dourados – MS quarta, 19 de junho de 2024
19º
Meu Detran
SAÚDE

“Não é ético e nem contribui para o enfrentamento da crise”, avalia secretário sobre pedido de EPI’s a Dourados

24 Mar 2020 - 08h20Por O Progresso
Secretário Estadual de Saúde Geraldo Resende, Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e Secretária Municipal de Saúde Berenice Machado,. - Crédito: Cido CostaSecretário Estadual de Saúde Geraldo Resende, Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e Secretária Municipal de Saúde Berenice Machado,. - Crédito: Cido Costa

Após denúncia de O PROGRESSO por falta de equipamentos de proteção individual aos servidores da saúde de Dourados, que estão atuando de frente à crise do novo coronavírus, a Secretaria Municipal de Saúde emitiu nota à imprensa anunciando pedido dos itens ao Governo do Estado. 

A medida adotada pela pasta local não agradou o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende, que avaliou a publicidade da solicitação como postura antiética. Em entrevista ao O PROGRESSO nesta manhã (24/3), Resende afirma que esse tipo de conduta “não contribui para o enfrentamento da crise”. 

“Não se faz pedidos via imprensa. Há um fluxo de solicitações e a secretaria de saúde de Dourados sabe como  encaminhar. Atendo aqui pedidos de 79 municípios e ninguém vem a mim através da imprensa. Isso é não é ético e não contribui para o enfrentamento da crise”, afirmou o secretário. 

Geraldo está nesta manhã em videoconferência com o presidente da República Jair Bolsonaro, tratando sobre as estratégias de combate ao avanço do novo coronavírus no País. Em Mato Grosso do Sul, 21 casos da Covid-19, infecção causada pelo vírus, já foram confirmadas e outros 70 estão em investigação. 

“O país todo está com falta desses materiais. Nós estamos solicitando também ao Ministério da Saúde, mas estamos fazendo isso pelas vias adequadas, não vindo através da imprensa. Assim como na esfera federal, estamos recebendo os pedidos dos 79 municípios e atendendo conforme for possível”, afirmou. 

DENÚNCIA

Ontem (23/3), reportagem de O PROGRESSO revelou que agentes comunitário de saúde e de combate a endemias estão completamente desprotegidos na atuação nos bairros. Sem máscaras, luvas e álcool gel, esses servidores estão expostos ao vírus e colocando em risco tanto a própria vida e a família, quanto aos pacientes atendidos nas casas. Muitos desses pacientes são idosos, principal grupo de risco à Covid-19.

Além disso, na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) também há falta desses itens. 

Procurada pela reportagem, Berenice afirmou não ter tempo para dar entrevistas e posicionamentos. Horas depois foi divulgada a nota afirmando o envio de ofício ao Governo do Estado solicitando os seguintes itens:

500 caixas de máscaras N-95

2000 caixas de máscaras cirúrgicas

500 aventais impermeáveis

1000 mascaras View Sheld

2000 óculos para procedimentos

1500 caixas de luvas amanho G

2500 caixas de luvas tamanho M

1000 caixas de luvas tamanho P

10000 toucas

15000 Propé

5000 capotes descartáveis

15000 unidades de álcool gel 70%

1000 galões de sabão neutro

5000 fardos de papel toalha

5000 trach care

1800 máscaras de 02 com reservatório para ventilador

1800 filtros HEPA

1800 filtros HME

8 aparelhos de ar condicionado de 28 mil ou 30 mil BTUs

20 capinógrafos

2000 unidades de tubos endotraqueal 7.0 – 7.5 – 8.0

100 termômetros infravermelhos

200 oxímetros digitais de dedo

30000 ampolas de Dipirona EV

15000 ampolas de Digesan

20000 unidades de soro de 500 ml

20000 unidades de soro de 1 litro

10 mil unidades de soro de 250 ml

10 mil unidades de soro de 100 ml

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governo de MS publica edital de abertura de processo seletivo para o Hemosul
Saúde

Governo de MS publica edital de abertura de processo seletivo para o Hemosul

18/06/2024 22:15
Governo de MS publica edital de abertura de processo seletivo para o Hemosul
Aprovados no concurso público em MS são convocados para posse
Saúde

Aprovados no concurso público em MS são convocados para posse

18/06/2024 21:30
Aprovados no concurso público em MS são convocados para posse
Plataforma orienta profissionais que atendem pacientes com malária
Saúde

Plataforma orienta profissionais que atendem pacientes com malária

18/06/2024 20:30
Plataforma orienta profissionais que atendem pacientes com malária
Brasil se aproxima de 6 milhões de casos e 4 mil mortes por dengue
Saúde

Brasil se aproxima de 6 milhões de casos e 4 mil mortes por dengue

18/06/2024 12:00
Brasil se aproxima de 6 milhões de casos e 4 mil mortes por dengue
Profissionais de saúde de MS têm artigos publicados na 1ª edição da Revista Jurídica  da Ebserh
HU-UFGD e Humap-UFMS

Profissionais de saúde de MS têm artigos publicados na 1ª edição da Revista Jurídica da Ebserh

18/06/2024 10:45
Profissionais de saúde de MS têm artigos publicados na 1ª edição da Revista Jurídica  da Ebserh
Últimas Notícias