Dourados – MS segunda, 20 de setembro de 2021
Dourados
40º max
24º min
Saúde

Mortes por dengue caem 44%

07 Jul 2011 - 14h32
Mortes por dengue caem 44% -
Fonte: G1


No primeiro semestre deste ano, os casos graves de dengue – com febre hemorrágica e complicações da doença - causaram a morte de 310 pessoas no Brasil, segundo levantamento divulgado nesta quarta-feira (6) pelo Ministério da Saúde. O número é uma redução de 44% em relação ao mesmo período do ano passado, quando morreram 554 pessoas no país.

De janeiro ao início de julho de 2011 foram registrados 8.102 casos graves da doença - redução de 45% em relação aos 14.685 dos primeiros seis meses de 2010.

A maior parte dos casos confirmados e de mortes pela doença neste ano está concentrada nas regiões Sudeste e Nordeste. No primeiro foram registrados 4.719 casos e 142 mortes. No Nordeste ocorreram 1.767 casos e cem mortes.

A região Sul teve o menor número de casos: 301. As regiões Sul e Centro Oeste registraram 13 mortes cada. Na região Norte foram 769 casos e 40 óbitos.

Aumentos nos estados
Apesar da redução no total nacional, Rio de Janeiro e Ceará tiveram elevação no número de casos e de mortes. No Rio, os aumentos foram, respectivamente, de 58,9% e 157,6%. No Ceará, o número de casos graves aumentou 569% e o número de mortes 1.100%.

O Rio foi o estado com mais casos graves - 3.232 -, seguido pelo Espírito Santo, com 862 casos, e o Ceará, com 582 casos. O Rio também registrou o maior número de mortes (85) no primeiro semestre de 2011. No Ceará ocorreram 60 óbitos e em São Paulo 41 mortes no período.

O número de notificações da dengue foram 715.666 de janeiro ao início de julho deste ano, contra 874.793 no mesmo período do ano passado. Segundo o ministério, houve uma redução de 18% nas notificações.

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, disse que a redução no número de casos e mortes ocorreu por causa do avanço “na atenção aos pacientes mais graves e com risco de morte”. Segundo ele, houve “uma série de iniciativas que tornaram o sistema sensível, o que permitiu orientar a assistência nos estados e municípios com informações em tempo adequado”.

Segundo o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, as ações de vigilância serão reforçadas não somente nos estados com aumento de casos e mortes, mas em todos os estados. “Não podemos baixar a guarda, mesmo nos estados que tiveram redução de mortes e casos”. De acordo com Padilha, o segundo semestre de 2011 será um período preparação e treinamento das equipes médicas para evitar aumento de casos em 2012.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com 277,3 mil doses de vacinas recebidas nos últimos dias, MS vai estocar 80 mil doses de Coronavac, diz secretário
Saúde

Com 277,3 mil doses de vacinas recebidas nos últimos dias, MS vai estocar 80 mil doses de Coronavac, diz secretário

20/09/2021 16:30
Com 277,3 mil doses de vacinas recebidas nos últimos dias, MS vai estocar 80 mil doses de Coronavac, diz secretário
Taxa de contágio cai e MS registra 337 novos casos no final de semana
Saúde

Taxa de contágio cai e MS registra 337 novos casos no final de semana

20/09/2021 15:45
Taxa de contágio cai e MS registra 337 novos casos no final de semana
MS atinge imunidade de rebanho e tem média móvel de óbitos estável
Covid

MS atinge imunidade de rebanho e tem média móvel de óbitos estável

20/09/2021 15:00
MS atinge imunidade de rebanho e tem média móvel de óbitos estável
Ministério da Saúde lança Plano Nacional de Expansão da Testagem para Covid-19
Covid

Ministério da Saúde lança Plano Nacional de Expansão da Testagem para Covid-19

17/09/2021 14:00
Ministério da Saúde lança Plano Nacional de Expansão da Testagem para Covid-19
Secretaria de Estado de Saúde mantém vacinação de adolescentes em Mato Grosso do Sul
Vacinação

Secretaria de Estado de Saúde mantém vacinação de adolescentes em Mato Grosso do Sul

16/09/2021 16:37
Secretaria de Estado de Saúde mantém vacinação de adolescentes em Mato Grosso do Sul
Últimas Notícias