Dourados – MS segunda, 30 de novembro de 2020
Dourados
37º max
23º min
Imaculada-Desk
Imaculada-Mobile
Saúde

Má alimentação é ‘nova epidemia’ e agrava crise da Covid-19

A nutricionista Daiana Andrade dos Santos destaca a ansiedade como pré-causa para a má alimentação

26 Out 2020 - 15h00Por Luiz Guilherme, Especial para O PROGRESSO
Má alimentação é ‘nova epidemia’ e agrava crise da Covid-19 - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Além da pandemia da Covid-19, outro problema de saúde tem alertado especialistas em todo mundo. A má alimentação pode ser considerada uma ‘nova epidemia’ que agrava ainda mais os casos positivos do Novo Coronavírus. Segundo a endocrinologista argentino-americana Mariela Glandt, que acaba de publicar o livro “Como comer nos tempos de Covid-19: Comece a Melhorar Sua Saúde Metabólica, muitas pessoas em todo o mundo têm desenvolvido a chamada Síndrome Metabólica”, isto é, quando um indivíduo desenvolve pelo menos três desses cinco elementos: pressão alta, açúcar alto, obesidade, triglicerídeos altos e colesterol bom baixo.

Em Dourados , a nutricionista clínica Daiana Andrade dos Santos Medeiros que destacou ainda a ansiedade como pré-causa para a má alimentação. “As pessoas passam mais tempo em casa e isso desencadeia crises de ansiedade, o que aumenta a ingestão de alimentos nada saudáveis como fast-food (comida rápida), maior consumo de carboidratos e doces. Uma coisa puxa a outra, a partir desse cenário, outras doenças começam a surgir, e isso ficou muito mais visível e frequente agora com a pandemia”, disse.

Engana-se quem pensa que alimentos e Covid-19 não têm nada em comum. Pelo contrário, para que a doença se desenvolva de forma mais ‘calma’ no organismo, o ideal é que o sistema imunológico esteja fortalecido. Mas além de alimentação saudável, é preciso levar em conta a qualidade dos alimentos, dando preferência aos orgânicos, produzidos sem agrotóxicos.

Geralmente, tudo que está perto das paredes dos supermercados são produtos ‘de verdade’, e os colocados no meio, são, na maioria das vezes, mais industrializados. Desta forma, o ideal, de acordo com a nutricionista, é que haja consumo maior de vegetais, carnes brancas e vermelhas, ovos entre outros.

Quanto ao livro citado no início da reportagem, a autora menciona que é preciso estar atento aos alimentos que apresentam baixo teor de gordura, isso porque, geralmente, esses possuem mais açúcar.

Alimentação x saúde mental

A má alimentação não provoca apenas problemas de saúde como diabetes, colesterol alto, por exemplo. Outro estudo com 12 mil voluntários analisou a dieta e o estilo de vida desses participantes, e chegou-se à conclusão que no início do estudo nenhum participante era diagnosticado com depressão, seis anos depois, 657 participantes haviam desenvolvido a doença.

Quem consumiu mais gorduras trans [gorduras presentes em alimentos industrializados e fast-foods], apresentaram até 48% de aumento no risco de depressão. Em contrapartida, pessoas que seguem dietas ricas em verduras, frutas, grãos sem processar, peixes e mariscos, poucas quantidades de carnes magras e laticínios, têm risco de depressão de 25% a 35% mais baixo.

Especialistas indicam, ao menos, três passos para controlar ou amenizar as crises de ansiedade além do consumo de alimentos saudáveis. São eles: identificar o problema que está provocando a crise, manter o controle da respiração, e praticar exercícios físicos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aumento de casos de Covid-19 coloca 31 municípios em grau de risco
MS

Aumento de casos de Covid-19 coloca 31 municípios em grau de risco

29/11/2020 13:06
Aumento de casos de Covid-19 coloca 31 municípios em grau de risco
Anvisa recebe pedido para análise da vacina da Janssen-Cilag
Covid

Anvisa recebe pedido para análise da vacina da Janssen-Cilag

28/11/2020 15:06
Anvisa recebe pedido para análise da vacina da Janssen-Cilag
Dourados confirma 118 novos casos de covid nas últimas 24h
Aumento

Dourados confirma 118 novos casos de covid nas últimas 24h

28/11/2020 14:30
Dourados confirma 118 novos casos de covid nas últimas 24h
Após aumento de internações em UTIs, decreto estabelece novo toque de recolher
Dourados

Após aumento de internações em UTIs, decreto estabelece novo toque de recolher

27/11/2020 15:01
Após aumento de internações em UTIs, decreto estabelece novo toque de recolher
Com 5.783 exames prontos, Secretaria de Saúde faz apelo para que municípios encerrem casos no sistema
Saúde

Com 5.783 exames prontos, Secretaria de Saúde faz apelo para que municípios encerrem casos no sistema

27/11/2020 13:50
Com 5.783 exames prontos, Secretaria de Saúde faz apelo para que municípios encerrem casos no sistema
Últimas Notícias