Dourados – MS sábado, 18 de maio de 2024
19º
Saúde

Fiocruz alerta para alta de 39,5% das síndromes respiratórias graves

Em uma semana, país registrou 7,7 mil casos da SRAG, diz Infogripe

09 Jun 2022 - 15h01Por Vinícius Lisboa, Agência Brasil
Uso de máscaras como medida de prevenção contra covid-19 volta ser recomendado pela Fiocruz - Crédito: Rovena Rosa/Agência BrasilUso de máscaras como medida de prevenção contra covid-19 volta ser recomendado pela Fiocruz - Crédito: Rovena Rosa/Agência Brasil

A média móvel semanal de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) cresceu 39,5% entre a primeira e a última semana de maio, segundo o boletim InfoGripe divulgado hoje (9) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Entre os dias 29 de maio e 4 de junho, foram registrados no país 7,7 mil casos da síndrome.

A Fiocruz informa ainda que, se for considerada apenas a população adulta, com 18 anos ou mais, a estimativa é que esse crescimento tenha sido de 88,7%. Entre as crianças, os casos se mantêm estáveis em patamar considerado alto e continuam mais associados ao vírus sincicial respiratório (VSR).

O estudo mostra que o SARS-CoV-2 está retomando espaço entre os casos de síndrome respiratória na população em geral. Na última semana de abril, a covid-19 respondia por 41,2% das síndromes respiratórias graves com teste positivo para algum vírus. Já na última semana de maio, o percentual chegou a 69%. Se forem considerados apenas os óbitos por SRAG viral, 92,22% foram causados pelo SARS-CoV-2 na última semana pesquisada.

O boletim aponta que, nas últimas seis semanas, há tendência de crescimento da síndrome em 24 das 27 unidades da federação. As exceções são Tocantins, Ceará e Pernambuco. Os pesquisadores acrescentam que, no Rio Grande do Sul, tem se observado aumento também nos casos positivos para Influenza (gripe) em diversas faixas etárias.

Vacinas e máscaras

O coordenador do InfoGripe, Marcelo Gomes, alerta que o momento é de retomar medidas preventivas contra o coronavírus e pede que a população não deixe de tomar as doses de reforço disponíveis para suas faixas etárias.

"É fundamental que a população retome certas medida simples e eficazes, como o uso de máscaras, especialmente no transporte público, seja ele coletivo ou individual - tais como ônibus, trem, metrô, barcas, táxis e aplicativos. E quem ainda não tomou a dose de reforço da vacina da covid, é preciso tomar. A vacinação é simplesmente fundamental", disse. "Ela é fundamental em todo o país porque esse cenário, que hoje é particular no Rio Grande do Sul, pode acabar refletindo nos demais estados nas próximas semanas".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campanha de vacinação contra dengue encerra primeira fase neste domingo
Dourados

Campanha de vacinação contra dengue encerra primeira fase neste domingo

18/05/2024 16:00
Campanha de vacinação contra dengue encerra primeira fase neste domingo
Prefeitura realiza atendimentos de saúde e vacinação no Jóquei Clube neste sábado
Dourados

Prefeitura realiza atendimentos de saúde e vacinação no Jóquei Clube neste sábado

18/05/2024 08:30
Prefeitura realiza atendimentos de saúde e vacinação no Jóquei Clube neste sábado
Domingo é último dia para primeira dose da vacina contra dengue
Dourados

Domingo é último dia para primeira dose da vacina contra dengue

17/05/2024 17:00
Domingo é último dia para primeira dose da vacina contra dengue
Anvisa defende manutenção de marco regulatório para cannabis medicinal
Saúde

Anvisa defende manutenção de marco regulatório para cannabis medicinal

17/05/2024 14:30
Anvisa defende manutenção de marco regulatório para cannabis medicinal
Respiração consciente: SES desenvolve projeto para servidores com foco no aumento do bem-estar
Saúde

Respiração consciente: SES desenvolve projeto para servidores com foco no aumento do bem-estar

17/05/2024 12:30
Respiração consciente: SES desenvolve projeto para servidores com foco no aumento do bem-estar
Últimas Notícias