Dourados – MS terça, 18 de fevereiro de 2020
Dourados
35º max
23º min
Saúde

Farmacêuticos incentivam denúncias

08 Fev 2011 - 18h35
Representantes da Associação José Humberto Teixeira, Irene Junqueira, Natalia  Potrich e Racib Panag - Crédito: Foto: Hédio Fazan/PROGRESSORepresentantes da Associação José Humberto Teixeira, Irene Junqueira, Natalia Potrich e Racib Panag - Crédito: Foto: Hédio Fazan/PROGRESSO
DOURADOS – Profissionais que fazem parte da Associação de Farmácia de Dourados alertam a população quanto a venda ilegal de medicamentos no município, pedem que denunciem os maus profissionais e qualquer situação anormal.

Entre as principais irregularidades cometidas em Dourados está a venda ilegal de antibióticos, já que hoje o comércio desse tipo de medicamento só é permitido mediante a receita médica. Outro problema são os medicamentos falsificados, comprados no Paraguai, sem qualquer tipo de fiscalização sanitária, tornado-se fortes agentes de risco a saúde pública. “Como a pessoa pode saber se realmente são verdadeiros, se vão fazer efeitos se não existe uma comprovação da origem?”, ressaltou o presidente da Associação dos Farmacêuticos de Dourados, Racib Panage Harb.

Ele lembra que os maus profissionais de farmácias conseguem burlar as leis, colocando em risco a saúde da população. “Com a proximidade do Paraguai é mais fácil trazer medicamentos de forma ilegal, inclusive os de tarja preta e anabolizantes, vendidos abertamente em alguns estabelecimentos e inclusive em camelôs”, denúncia.

Por essa razão, os representantes da Associação de Farmacêuticos dizem que apoiam totalmente a ação da Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa), que desencadeou uma operação na semana passada em Dourados, com o apoio da Polícia Federal, vigilâncias sanitárias estadual e municipal, com respaldo do Conselho Regional de Farmácia (CRF). Os profissionais já solicitaram outras ações ostensivas.


Para a farmacêutica especialista em Indústria, Irene Junqueira, alguns profissionais ou donos de estabelecimentos podem ter se sentido prejudicados pela forma, considerada por alguns, como “truculenta”, mas é a forma que a polícia tem para fazer as fiscalizações, diz. “Em Dourados a situação estava tão insustentável com relação as irregularidades, que essa ação foi um “mal necessário”.

Os profissionais lembram que os fiscais da Anvisa não vieram em Dourados aleatoriamente. A Agência enviou os fiscais para o município justamente por causa do excesso de abusos praticados e ilegalidades, que são alvos de diversas denúncias por parte dos profissionais e entidades profissionais.
Em Dourados, dos 98 estabelecimentos farmacêuticos, 53 (que correspondem a 49%) estão regulares. Alguns, além de não terem registro na Anvisa, alvará de funcionamento, registro no CRF e ausência de um farmacêutico, ainda foram flagradas vendendo anabolizantes, remédios falsificados e mantendo caixa ‘dois’ para venda de medicamentos controlados.

Racib lembra que Vigilância Sanitária municipal fiscaliza os estabelecimentos irregulares e faz autuações, mas muitas vezes, alguns empresários buscam “respaldos políticos”, o que acaba inviabilizando o processo de regularização. “É uma luta que estamos travando há muitos anos em Dourados, mas tem melhorado muito”, destacou o presidente da Associação dos Farmacêuticos de Dourados. Panag Harb disse que os fiscais da Anvisa podem voltar a Dourados a qualquer momento, já que houve um respaldo favorável da população. No entanto, prosseguem as fiscalizações da Vigilância Sanitária. Denúncias podem ser feitas pelo telefone (67) 3424-0709.


Deixe seu Comentário

Leia Também

Número de suspeitos de coronavírus no Brasil cai para seis
Cotidiano

Número de suspeitos de coronavírus no Brasil cai para seis

14/02/2020 06:15
Número de suspeitos de coronavírus no Brasil cai para seis
Casos confirmados de dengue avançam em Dourados
SAÚDE

Casos confirmados de dengue avançam em Dourados

13/02/2020 16:11
Casos confirmados de dengue avançam em Dourados
Carnaval: Médico diz como doença do beijo pode ser evitada
SAÚDE

Carnaval: Médico diz como doença do beijo pode ser evitada

13/02/2020 10:50
Carnaval: Médico diz como doença do beijo pode ser evitada
Estudo experimental de vacina contra HIV é suspenso devido à ineficácia
SAÚDE

Estudo experimental de vacina contra HIV é suspenso devido à ineficácia

12/02/2020 17:34
Estudo experimental de vacina contra HIV é suspenso devido à ineficácia
Proibido, silicone industrial mata travestis em Dourados
ALERTA

Proibido, silicone industrial mata travestis em Dourados

11/02/2020 10:57
Proibido, silicone industrial mata travestis em Dourados
Últimas Notícias