Dourados – MS domingo, 09 de agosto de 2020
Dourados
32º max
15º min
Segurança e Saúde JBS
Saúde

Calor e umidade são vilões para o ouvido

22 Dez 2010 - 15h00
A infecção no ouvido é causada por bactérias e fungos
 - Crédito: Foto: ReproduçãoA infecção no ouvido é causada por bactérias e fungos - Crédito: Foto: Reprodução
DOURADOS - Sol e piscina. Uma combinação perfeita, mas não para os ouvidos. O calor e umidade, juntos e excessivamente, podem provocar inflamações e infecções no ouvido, problema mais conhecido como otite externa. Dor intensa e desconforto são alguns dos sintomas que atingem as pessoas nesta época de calor.

Portanto, são necessários alguns cuidados, como informa o otorrinolaringologista Marcelo Alfredo, do Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa, de Santo André. \"É uma inflamação que atinge os extremos da idade. As crianças, porque geralmente abusam em ficar mais tempo na água; e os idosos porque têm uma diminuição na resistência\", alerta o especialista.

Também conhecida como \"ouvido de nadador\", a infecção, na maioria dos casos, é causada por bactérias e fungos que penetram por meio de lesões na pele, que recobrem a orelha externa.

As causas são muitas e podem ser provocadas por trauma, pelo uso de objetos, assim como pelo próprio dedo, atritos, água contaminada, e até mesmo por remoção demasiada da cera, a qual protege o canal do ouvido. Exposição ao sol e má alimentação nesse período, diminuindo a resistência do organismo, também agrava o problema.

O médico avisa, também, sobre a manipulação do cotonete, que pode provocar ferimentos. O ouvido possui mecanismos de autoproteção, sendo necessária somente a higienização da parte externa da orelha, o que dispensaria o mesmo.

#####SINTOMAS

- Dor, coceira, secreção, inchaço e diminuição da audição são os principais sintomas da doença, que pode ser diagnosticada por um exame otológico, o qual permite visualizar o interior do ouvido. \"Ao notar um desses sintomas, procure um médico. Assim, caso seja diagnosticado o tratamento, já é feito com antibióticos e anti-inflamatórios para pingar no local. Dependendo do avanço da inflamação, a medicação é via oral\", afirmou o especialista. De acordo com o médico, o alívio já é notado no dia seguinte e a inflamação tende a desaparecer em, no máximo, cinco dias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sábado tem mutirão contra dengue em bairros de Dourados
Saúde

Sábado tem mutirão contra dengue em bairros de Dourados

08/08/2020 11:01
Sábado tem mutirão contra dengue em bairros de Dourados
Dourados tem mais de 4 mil recuperados de covid-19
PANDEMIA

Dourados tem mais de 4 mil recuperados de covid-19

08/08/2020 09:04
Dourados tem mais de 4 mil recuperados de covid-19
Hospitais públicos e privados serão obrigados a implantar Núcleo de Vigilância Epidemiológica
Covid-19

Hospitais públicos e privados serão obrigados a implantar Núcleo de Vigilância Epidemiológica

07/08/2020 14:08
Hospitais públicos e privados serão obrigados a implantar Núcleo de Vigilância Epidemiológica
Hospital das Clínicas de Campinas começa testes de vacina contra covid
Covid-19

Hospital das Clínicas de Campinas começa testes de vacina contra covid

07/08/2020 10:05
Hospital das Clínicas de Campinas começa testes de vacina contra covid
Brasil

Oposição critica veto a indenização para profissionais da saúde incapacitados

06/08/2020 19:39
Últimas Notícias