Dourados – MS sexta, 10 de julho de 2020
Dourados
26º max
10º min
Saúde

Brasil é referência mundial em aleitamento materno

03 Fev 2016 - 09h23
Com o leite humano, o bebê fica protegido de infecções, diarreias e alergias, cresce com mais saúde e  ganha peso mais rápido. - Crédito: Foto: DivulgaçãoCom o leite humano, o bebê fica protegido de infecções, diarreias e alergias, cresce com mais saúde e ganha peso mais rápido. - Crédito: Foto: Divulgação
O Brasil se mantém como uma referência mundial em aleitamento materno e ocupa posição de destaque em relação aos Estados Unidos, Reino Unido e China, entre outros países. A conclusão é da renomada revista científica britânica The Lancet.


Pela primeira vez, a publicação analisou dados de aleitamento materno de 153 países, e concluiu que mais investimentos em amamentação poderiam representar um acréscimo de US$ 300 bilhões à economia global e, mais do que isso, salvar a vida de pelo menos 800 mil crianças por ano em todo o mundo.


Em outubro de 2015 a The Lancet já havia anunciado que a redução na mortalidade infantil no Brasil foi 20% maior que a média mundial, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em um dos dois artigos sobre o Brasil publicados na nova série, é destacada a evolução histórica do País no tema do aleitamento: em 1974 as crianças eram amamentadas, em média, por dois meses e meio, e 32 anos depois este número subiu para 14 meses. Em 1986, apenas 2% das crianças de até 6 meses recebiam exclusivamente o leite materno e em 2008 essa taxa saltou para 41%.


O documento cita ainda a regulamentação da lei da amamentação, que limita a comercialização de substitutos do leite materno e incentiva a licença maternidade de 24 meses e os processos sistemáticos de certificação dos hospitais “Amigos da Criança”, assegurando padrões de qualidade e treinamento dos profissionais de saúde.


Os artigos mencionam também a rede de bancos de leite humano em mais de 200 hospitais que garantem a amamentação a milhares de crianças todos os anos. “Estamos satisfeitos com as nossas conquistas nessa área e vamos continuar avançando para promover um futuro ainda melhor e mais saudável às nossas crianças e mamães”, comemorou o ministro da Saúde, Marcelo Castro.


Crianças que são amamentadas por mais tempo têm melhor desenvolvimento intelectual (um aumento médio de 3 pontos no QI), o que pode melhorar o desempenho escolar. Além disso, a cada ano que uma mãe amamenta, o risco de desenvolvimento de câncer de mama invasivo é reduzido em 6%.


Com o leite humano, o bebê fica protegido de infecções, diarreias e alergias, cresce com mais saúde, ganha peso mais rápido e fica menos tempo internado. O aleitamento materno também diminuiu o risco de doenças como hipertensão, colesterol alto, diabetes, obesidade e colesterol. O benefício também se estende à mãe, que perde peso mais rapidamente após o parto e ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, o que diminui risco de hemorragia e anemia.


O leite materno também é capaz de reduzir em 13% as mortes por causas evitáveis em crianças menores de cinco anos, segundo a OMS. De acordo com a organização e a Unicef, cerca de seis milhões de crianças são salvas por ano devido ao aumento das taxas de amamentação exclusiva. O leite materno tem tudo o que a criança precisa até os seis meses, inclusive água.

Bancos de leite


O Brasil possui a maior rede de bancos de leite humano do mundo. Atualmente, conta com 218 bancos de leite e 161 postos de coleta distribuídos em todos os estados. Nos últimos quatro anos, o Ministério da Saúde já repassou R$ 3,2 milhões para custeio do serviço.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SES divulga novo mapa hospitalar de combate ao coronavírus
Covid-19

SES divulga novo mapa hospitalar de combate ao coronavírus

10/07/2020 16:51
SES divulga novo mapa hospitalar de combate ao coronavírus
Ministério da Saúde ultrapassa meta de vacinação do público-alvo
Vacinação

Ministério da Saúde ultrapassa meta de vacinação do público-alvo

10/07/2020 15:55
Ministério da Saúde ultrapassa meta de vacinação do público-alvo
Dourados terá a primeira academia ao ar livre adaptada
Academia Adaptada

Dourados terá a primeira academia ao ar livre adaptada

10/07/2020 15:28
Dourados terá a primeira academia ao ar livre adaptada
Mandetta: “Os governantes estão desistindo de salvar vidas”
Luiz Henrique Mandetta

Mandetta: “Os governantes estão desistindo de salvar vidas”

10/07/2020 14:31
Mandetta: “Os governantes estão desistindo de salvar vidas”
Mato Grosso do Sul tem 146 mortes por coronavírus e 12.261 confirmados
COVID-19

Mato Grosso do Sul tem 146 mortes por coronavírus e 12.261 confirmados

10/07/2020 10:05
Mato Grosso do Sul tem 146 mortes por coronavírus e 12.261 confirmados
Últimas Notícias