Dourados – MS domingo, 09 de agosto de 2020
Dourados
32º max
15º min
Segurança e Saúde JBS
DOURADOS

Aventais de “sacos plásticos” colocam em risco vida de agentes de saúde

01 Jun 2020 - 09h10Por O PROGRESSO
Aventais de “sacos plásticos” colocam em risco vida de agentes de saúde -

A situação dos profissionais da saúde em Dourados é bastante crítica durante esses dias de enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Sem investimento relevante na aquisição de equipamentos de proteção individual, servidores estão utilizando sacos plásticos para proteção, quando deveriam utilizar aventais de TNT. E se não bastasse a precarização dos materiais, os itens ainda estão sendo racionalizados, o que limita os servidores na troca adequada durante o período recomendado. Ir ao banheiro, por exemplo, é impossível devido o risco de contaminação. 

A denúncia é do Sindracse (Sindicato dos Agentes de Saúde Comunitários e Endemias de Dourados). Conforme relatado ao O PROGRESSO, nas unidades básicas de saúde, quem tem realmente comprado os itens de proteção são os próprios servidores. Da Secretaria Municipal de Saúde é enviado apenas duas máscaras para cada equipe, composta por seis agentes, assim é preciso fazer sorteio. O uso deve ser feito durante cinco dias e quem fica sem, precisa adquirir do próprio bolso. 

Jalecos, conhecidos também como capote, devem ser distribuídos um para cada profissional. A orientação dos especialistas é pela troca desses itens de proteção a cada duas horas, considerando as possibilidades de infecção, o que não ocorre em Dourados. Com esse racionamento, os servidores ficam impossibilitados de ir ao banheiro. 

“O jaleco é inteiriço, então durante as seis horas de escala é pra evitar ir no banheiro porque eu tenho que ter contato com ele, erguer, tirar, e pode estar contaminado. Então quando se reclamou do jaleco, vieram os sacos de lixo. Essa é a situação de Dourados. Uma equipe comprou o TNT e mandou confeccionar os jalecos, que aí dá pra lavar. Os que vem da prefeitura, descartáveis são tão finos, e os de plástico é impossível, especialmente se tiver calor, pra quem fica no portão na unidade por exemplo”, afirma a diretoria do sindicato. 

Cerca de 250 agentes comunitários estão atuando nas barreiras sanitárias de Dourados. “E se reclamar tem ameaça velada porque alguns estão terminando estágio probatório”, afirma a denúncia sobre retaliação aos servidores que questionam as medidas irresponsáveis da gestão. 

Na UPA 24h (Unidade de Pronto Atendimento) e Hospital da Vida a situação não é diferente. Faltam equipamentos e os profissionais também sofrem com o racionamento interno. Não há possibilidade de trocas a cada duas horas, conforme recomendado, e isso coloca a vida desses servidores em risco. À reportagem, profissionais relataram medo de retornar para casa, expondo a família aos mesmos riscos de contágio. 

Nesta semana, O PROGRESSO Digital revelou que vários pacientes foram afastados do serviço na UPA e HV devido o contato com um paciente suspeito de infecção para o novo coronavírus. Inicialmente ele chegou na unidade 24h apresentando sinais de AVC (Acidente Vascular Cerebral). Em seguida foi transferido para unidade vermelha do Hospital da Vida. 

O filho que o acompanhava havia sido diagnosticado com coronavírus dias antes e omitiu a informação para a equipe clínica. Devido as estratégias de economia dos equipamentos, somente servidores que atendem pacientes com grau de insuficiência respiratória estão utilizando esses itens específicos para prevenir a Covid-19. No caso do paciente com sinais de AVC, não havia paramentação para coronavírus. Devido o contato com o filho, ele foi incluído no quadro de suspeitos, assim como os servidores que o atenderam. 

A Prefeitura de Dourados garante que não há falta de equipamentos. Em nota divulgada no portal da administração, o assessor especial da prefeita Délia Razuk (PTB), Alexandre Mantovani, afirma que o setor de compras da secretaria de saúde está comprometido em manter os estoques em dia, mas sem esquecer da Lei de Responsabilidade Fiscal. 

O problema é que na ponta essa afirmação é considerada “fake news”. Em perfil do sindicato dos agentes comunitário no Facebook, várias manifestações de repúdio provam o descaso da administração com os servidores. Nas unidades de atendimento, profissionais alegam que o que tem garantido a manutenção da paramentação são as doações de populares. 

A Prefeitura de Dourados já recebeu aporte de quase R$ 10 milhões para o enfrentamento da pandemia e deve receber ainda mais nos próximos meses. Um novo convênio com o Governo do Estado vai garantir seis repasses de R$ 1 milhão a partir de junho. O Governo Federal também sancionou a lei de ajuda aos estados e município. Dourados deve receber R$36.959.991,11 para garantir o enfrentamento da pandemia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sábado tem mutirão contra dengue em bairros de Dourados
Saúde

Sábado tem mutirão contra dengue em bairros de Dourados

08/08/2020 11:01
Sábado tem mutirão contra dengue em bairros de Dourados
Dourados tem mais de 4 mil recuperados de covid-19
PANDEMIA

Dourados tem mais de 4 mil recuperados de covid-19

08/08/2020 09:04
Dourados tem mais de 4 mil recuperados de covid-19
Hospitais públicos e privados serão obrigados a implantar Núcleo de Vigilância Epidemiológica
Covid-19

Hospitais públicos e privados serão obrigados a implantar Núcleo de Vigilância Epidemiológica

07/08/2020 14:08
Hospitais públicos e privados serão obrigados a implantar Núcleo de Vigilância Epidemiológica
Hospital das Clínicas de Campinas começa testes de vacina contra covid
Covid-19

Hospital das Clínicas de Campinas começa testes de vacina contra covid

07/08/2020 10:05
Hospital das Clínicas de Campinas começa testes de vacina contra covid
Brasil

Oposição critica veto a indenização para profissionais da saúde incapacitados

06/08/2020 19:39
Últimas Notícias