Dourados – MS terça, 01 de dezembro de 2020
Dourados
33º max
23º min
Influx
Imaculada-Mobile
Educação

Professora conta histórias on-line para as crianças

Para se adaptar, professora da rede pública grava vídeos e sugere leituras em casa às crianças

23 Out 2020 - 14h27Por Gracindo Ramos, especial para O PROGRESSO
Professora conta histórias on-line para as crianças - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

“No meu ponto de vista, é inviável o trabalho na educação infantil sem um projeto de leitura. É por meio das histórias que a criança pode descobrir outros lugares, etnias e tempos. Passa a visualizar de forma mais clara sentimentos que têm em relação ao mundo. As histórias trabalham problemas existentes típicos da infância, como medos, sentimentos de carinho, curiosidades, perdas, dores e ensina diferentes assuntos”. É como atua a professora de educação infantil e séries iniciais da escola pública Jaqueline de Oliveira, de 49 anos, que realiza projetos de contação de histórias e estímulo à leitura para crianças.

Desde pequena, a literatura esteve presente na vida da Jaqueline. Ela vê o incentivo como algo primordial para a formação de leitores. Sua mãe, apesar de ter pouco estudo, contribuiu para que desenvolvesse gosto pela leitura. “Sempre, nos seus momentos de descanso, percebia ela lendo algo como revistas, jornais, livros e até bulas de remédio. Tenho certeza que esse foi um grande estímulo para que eu desenvolvesse aptidão pela leitura”, lembra. A docente diz que o projeto de leitura é chave para proporcionar aos pequenos, desde a tenra idade, o contato com os livros. Ela acredita que, quanto mais cedo uma criança tem contato com livros, mais cedo irá perceber o prazer que a leitura produz, com maior probabilidade de se tornar bom leitor.

Jaqueline lecionou na Escola Estadual Alício de Araújo, Escola Estadual Castro Alves e Centro Municipal de Educação Infantil Professor Mario Kumagai. Já trabalhou com séries de 1º ano (5 a 6 anos), 2º (6 a 7 anos), 3º (7 a 8 anos), séries iniciais do fundamental e também na educação infantil de turmas maternal II (3 a 4 anos) e berçário (1 a 2 anos). “Já tive diversas experiências e posso afirmar, com total convicção, que o desempenho das crianças, quando se trabalha a leitura constantemente, é um diferencial. Não só como um meio para aprendizagem de conteúdo, mas que o professor também proporcione esses momentos diariamente de forma prazerosa, para que as crianças possam explorar nos livros as sensações, descobrir outros mundos e soltar a imaginação. Através das histórias, elas podem desenvolver capacidade de resolver situações ao longo da vida”.

A professora enfatiza que na alfabetização a leitura e a contação de história são o centro do trabalho, essencial para obter benefícios. Ao incentivar a leitura, o professor também deve ter um conhecimento dos livros e autores que irá indicar para a faixa etária. A leitura pode ser estendida, da sala de aula para a casa. “O professor proporcionará o desenvolvimento de uma leitura autônoma, apresentando livros de qualidade aos alunos para que eles possam reconhecer o valor de cada história e desenvolver competências discursivas em diversas situações comunicativas e habilidades para leitura e escrita. Na alfabetização, apesar dos projetos terem duração de um ano letivo, isso pode ser estendido aos anos seguintes”, explica.

Dentro do possível, ela reitera que os projetos de leitura são estendidos para que as famílias também possam contribuir para o apreço das crianças aos livros, através de ferramentas como a ‘mala viajante’, a ‘sacolinha literária’, o ‘baú da leitura’ e outros estímulos que são elaborados para que familiares deem suporte aos pequenos, realizando a leitura, às vezes, com a simples finalidade de divertir e distrair. Isso contribui para o objetivo de formar leitores, pois desperta o gosto pela leitura e estimula o imaginário e a curiosidade.

*As imagens são de antes da pandemia.

Pandemia paralisou o projeto

“Este ano já havia planejado alguns projetos e outros estavam em andamento, mas infelizmente não foi possível desenvolve-los devido à pandemia. As escolas e centros de educação infantil tiveram de tomar as devidas atitudes necessárias para contra a covid-19. Então, o distanciamento social implicou muito na continuidade do projeto. Mas continuo a mandar atividades online que contemplam a leitura diária e também, às vezes, gravo contação de história para meus alunos, com muito amor e satisfação, porque eles sabem que a professora tem prazer em contar histórias”, esclarece sobre a adaptação das aulas ao isolamento social. 

“No atual momento, muitos são os desafios em dar continuidade aos projetos de leitura, visto que, infelizmente, muitos pais não tiveram estímulo e não desenvolveram na infância uma relação com livros e histórias. Acham complicado e difícil trabalhar isso com os filhos em casa. Até porque, muitas pessoas acham que para ser contador de histórias necessita de cursos, mas qualquer um pode ser um bom contador de história, desde que seja apaixonado pelas entrelinhas. Quando você gosta, você consegue passar aquilo com amor e satisfação e você quer que o outro prove como é bom”, complementa Jaqueline ao falar dos desafios para desenvolver o projeto. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Escola Capilé abre matrículas para o Ensino Médio Integral
Dourados

Escola Capilé abre matrículas para o Ensino Médio Integral

30/11/2020 17:07
Escola Capilé abre matrículas para o Ensino Médio Integral
Período de pré-matrícula da REE começa nesta segunda-feira
Educação

Período de pré-matrícula da REE começa nesta segunda-feira

30/11/2020 10:40
Período de pré-matrícula da REE começa nesta segunda-feira
Inep divulga diretrizes e procedimentos para o Encceja 2020
Educação

Inep divulga diretrizes e procedimentos para o Encceja 2020

27/11/2020 11:39
Inep divulga diretrizes e procedimentos para o Encceja 2020
UEMS abre inscrições ao vestibular para 54 cursos
Vestibular

UEMS abre inscrições ao vestibular para 54 cursos

26/11/2020 17:28
UEMS abre inscrições ao vestibular para 54 cursos
Educação

Candidatos infectados por covid-19 terão nova chance de fazer Enem

24/11/2020 11:19
Últimas Notícias