Dourados – MS domingo, 16 de junho de 2024
22º
Educação

Ano letivo poderá ter menos de 200 dias

07 Abr 2020 - 16h27Por Portal MEC
Ano letivo poderá ter menos de 200 dias - Crédito: Portal MEC Crédito: Portal MEC

As escolas da educação básica e as instituições de ensino superior poderão distribuir a carga horária em um período diferente aos 200 dias letivos previstos em lei.

O governo federal tomou a medida por conta da pandemia do novo coronavírus.

O ato tem caráter excepcional e valerá enquanto durar a situação de emergência da saúde pública.

A autorização consta na Medida Provisória 934, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, e publicada em edição extra de quarta-feira, 1º de abril, do Diário Oficial da União (DOU).

Para a educação básica, isso significa que as 800 horas da educação infantil, do ensino fundamental e do ensino médio poderão ser distribuídas em um período diferente aos 200 dias letivos.

A carga horária é definida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

"Essa flexibilização é autorizativa em caráter excepcional e vale tão e somente em função das medidas para enfrentamento da emergência na saúde pública decretadas pelo Congresso Nacional", observou o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Janio Macedo.

"A flexibilização deverá observar as normas dos respectivos sistemas de ensino", explicou.

A educação superior também conta com 200 dias letivos obrigatórios previstos na lei. A carga horária se aplica de acordo com as diretrizes curriculares dos cursos.

A flexibilização deverá seguir as normas dos respectivos sistemas de ensino.

"A principal mudança é para alguns cursos da área de Saúde, que poderão ter a conclusão antecipada. No caso de Medicina, pode haver abreviação do internato.

Para Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia, do estágio curricular obrigatório", disse o secretário de Educação Superior do MEC, Wagner Vilas Boas de Souza.

As instituições de educação superior poderão antecipar a conclusão do curso dos estudantes que tiverem cumprido 75% do internato em Medicina.

Para Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia, no caso dos alunos que já passaram por 75% do estágio curricular obrigatório.

O internato é praticado nos últimos dois anos de curso; o estágio curricular obrigatório, no último.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Enem: pelo menos 5 milhões se inscreveram para a edição de 2024
Educação

Enem: pelo menos 5 milhões se inscreveram para a edição de 2024

16/06/2024 19:00
Enem: pelo menos 5 milhões se inscreveram para a edição de 2024
'Despertando Conexões': projeto leva robótica a internos da Penitenciária Estadual de Dourados
Inclusivo

'Despertando Conexões': projeto leva robótica a internos da Penitenciária Estadual de Dourados

16/06/2024 09:00
'Despertando Conexões': projeto leva robótica a internos da Penitenciária Estadual de Dourados
MS tem mais de 65 mil candidatos inscritos ao Enem
Educação

MS tem mais de 65 mil candidatos inscritos ao Enem

16/06/2024 08:30
MS tem mais de 65 mil candidatos inscritos ao Enem
Universidade Aberta da Melhor Idade da UEMS completa 10 anos com ações do Junho Prata
Educação

Universidade Aberta da Melhor Idade da UEMS completa 10 anos com ações do Junho Prata

15/06/2024 08:00
Universidade Aberta da Melhor Idade da UEMS completa 10 anos com ações do Junho Prata
Educação Conectada: prorrogado prazo para adesão de escolas
Educação

Educação Conectada: prorrogado prazo para adesão de escolas

15/06/2024 07:30
Educação Conectada: prorrogado prazo para adesão de escolas
Últimas Notícias