Dourados – MS segunda, 22 de julho de 2024
22º
Sociedade

DPU e PNUD lançam painel sobre atuação em direitos humanos

Ferramenta foi desenvolvida no escopo do projeto DPU em linha com a Agenda 2030

17 Jun 2024 - 10h15Por Defensoria Pública da União (DPU)
DPU e PNUD lançam painel sobre atuação em direitos humanos -

A Defensoria Pública da União (DPU) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançaram o painel "Atuação do Sistema de Defensores e Defensoras de Direitos Humanos da DPU". Esta nova ferramenta de pesquisa unifica e apresenta informações sobre processos de assistência jurídica (PAJs) e processos do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), com base na atuação da Defensoria Nacional e das Defensorias Regionais de Direitos Humanos da DPU (DN-DRDH).

O painel tem como objetivo identificar questões sensíveis dos grupos em situação de vulnerabilidade e promover a proteção estratégica dos direitos humanos e a tutela coletiva dessas populações. Ele permite consultas por tema de atuação e grupo vulnerabilizado e fornece informações sobre a distribuição dos ocupantes do sistema DN-DRDH por ente federativo, com um recorte de gênero. Para o público interno da DPU, a ferramenta oferece acesso a uma área restrita com informações mais detalhadas e com a possibilidade de consulta individualizada dos processos e download das informações de interesse.

A ferramenta de pesquisa será atualizada permanentemente com os dados mantidos pela Defensoria Nacional de Direitos Humanos, contribuindo para a efetiva integração da atuação do sistema DN-DRDH com outras frentes da Defensoria Pública da União. Isso evita duplicidade de atuação e permite a replicação de resultados bem-sucedidos.

“O trabalho para a concretização desse painel começou há cerca de um ano, quando assumi a função de DNDH, e não teria sido possível sem o esforço de muitas pessoas envolvidas. Além dos pesquisadores do PNUD, muitos colaboradores de outras áreas e os próprios DRDHs participaram diretamente de seu delineamento”, explica a defensora nacional de Direitos Humanos da DPU, Carolina Castelliano.

Castelliano ainda destaca a importância do painel para a atuação estratégica em direitos humanos e para a sociedade. “O painel, sem dúvida, é um passo para avançarmos em uma atuação institucional mais qualificada e, de fato, coordenada no campo da promoção de direitos humanos. A possibilidade de consulta das demandas acompanhadas pelo sistema DN-DRDH, bem como os eventuais resultados, deve ser um instrumento de auxílio para a atuação dos demais defensores federais. Além disso, o painel democratiza o acesso a essas informações, possibilitando que qualquer pessoa possa consultá-las”, acrescentou a defensora.

O sistema DN-DRDH tem abrangência tanto nacional quanto regional, contribuindo para a construção de uma sociedade livre, justa e solidária, conforme a Constituição Federal. Essa atuação está alinhada com a Agenda 2030, relacionando os direitos tutelados pelo sistema aos objetivos sustentáveis da ONU.

Confira o painel aqui ou em "Dashboard" da Agenda 2030.

Agenda 2030

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável é um plano de ação global adotado por 193 Estados-membros das Nações Unidas, incluindo o Brasil, em 2015. O propósito central da iniciativa é erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir paz e prosperidade para todos.

A Agenda inclui 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas que promovem o desenvolvimento sustentável, ampliando e tornando mais ambiciosos os compromissos dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Parceria

A parceria entre o PNUD e a DPU foi firmada em dezembro de 2021 e vem se consolidando com importantes ações e resultados distribuídos entre três eixos de atuação:

  1. Estratégia para aplicação de mecanismos de Organização e Representação do Conhecimento (ORCO) Jurídico e Ciência de Dados na DPU: foco na aplicação de métodos inovadores para melhorar a organização e o uso de informações jurídicas e científicas.

  2. Laboratório de Inovação: formulação, implantação e avaliação de pesquisas nos temas da Agenda 2030, com base em evidências para promover os direitos humanos.

  3. Plano de Fortalecimento de Capacidades Institucionais da DPU: ênfase na atenção aos grupos socialmente vulneráveis, melhorando as capacidades da DPU para atender essas populações.

*A atuação da DPU descrita nesta matéria está baseada nos seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU:

16: Paz, Justiça e Instituições Eficazes

17: Parcerias e Meios de Implementação

Deixe seu Comentário

Leia Também

Novos conselheiros tomam posse no Conselho Estadual de Cultura de MS
Sociedade

Novos conselheiros tomam posse no Conselho Estadual de Cultura de MS

28/06/2024 09:45
Novos conselheiros tomam posse no Conselho Estadual de Cultura de MS
HU-UFGD empossa a nova gestão da Comissão de Ética de Enfermagem
Sociedade

HU-UFGD empossa a nova gestão da Comissão de Ética de Enfermagem

27/06/2024 14:00
HU-UFGD empossa a nova gestão da Comissão de Ética de Enfermagem
Novas penalidades para invasores de terra
Artigo

Novas penalidades para invasores de terra

27/06/2024 10:15
Novas penalidades para invasores de terra
IV Encontro Estadual sobre prevenção e erradicação do trabalho infantil em MS acontece na quarta
Sociedade

IV Encontro Estadual sobre prevenção e erradicação do trabalho infantil em MS acontece na quarta

26/06/2024 10:45
IV Encontro Estadual sobre prevenção e erradicação do trabalho infantil em MS acontece na quarta
MS tem 90 mil vagas para agendamentos do novo RG
Sociedade

MS tem 90 mil vagas para agendamentos do novo RG

26/06/2024 09:45
MS tem 90 mil vagas para agendamentos do novo RG
Últimas Notícias