Dourados – MS domingo, 12 de julho de 2020
Dourados
32º max
17º min
Sociedade

Com apoio da ONU no Brasil, Gâmbia entra em nova fase do programa de alimentação escolar

Esforço conjunto entre os escritórios do Programa Mundial de Alimentos da ONU no Brasil e em Gâmbia pode chegar a até 160 mil pessoas vulneráveis, a maior parte delas crianças de até 12 anos.

20 Fev 2020 - 11h30Por Nações Unidas Brasil
Alunos do jardim de infância saem de suas salas de aula para almoçar no pátio da Escola Básica de Muhammadan. - Crédito: WFP/Kebba JallowAlunos do jardim de infância saem de suas salas de aula para almoçar no pátio da Escola Básica de Muhammadan. - Crédito: WFP/Kebba Jallow

O Centro de Excelência contra Fome do Programa Mundial de Alimentos (WFP Brasil) visitou a Gâmbia para uma missão de duas semanas com o objetivo de auxiliar o país na próxima fase do programa nacional de alimentação escolar com foco em compras locais (HGSF, na sigla em inglês).

Igor Carneiro e Bruno Magalhães, oficiais de Programa do WFP Brasil, estão apoiando o escritório do WFP no país no processo de transição e expansão – sob a liderança de Wanja Kaaria, diretora e representante local do WFP.

Esse esforço conjunto dos escritórios do WFP no Brasil e na Gâmbia tem potencial para alcançar até 160 mil pessoas vulneráveis, a maior parte delas crianças de até 12 anos de idade em três regiões: Wester Division, Lower River e Central River.

Meninas em idade escolar e mulheres rurais são a maioria dos possíveis beneficiários, o que pode chegar a 85 mil pessoas.

Desde março de 2018, o WFP Brasil, o escritório nacional do WFP e o Governo da Gâmbia vêm promovendo o fortalecimento de um Grupo de Trabalho Multissetorial de alimentação escolar com foco em compras locais. Esse grupo busca ampliar a conexão dos modelos existentes para o programa de alimentação escolar no país com o setor agrícola.

Para isso, o WFP Brasil e o escritório local do na Gâmbia estão preparando diversos projetos de mobilização de recursos com fundos internacionais para financiar ações de fortalecimento da capacidade do país e de desenvolvimento de pequenos agricultores por meio da cooperação Sul-Sul, com foco em questões de gênero.

Esforço conjunto
Nas dimensões institucional e ambiental de alto nível desse processo, a representação do WFP no país, o WFP Brasil, juntamente com os ministérios da Agricultura (MoA), Educação Básica e Secundária (MoBSE) e Mulheres, Crianças e Bem-Estar Social compartilham a liderança desta intervenção-chave no programa de alimentação escolar.

Os esforços conjuntos dos três ministérios devem consolidar a coordenação apropriada para a entrega do programa e a coerência das políticas do planejamento de transição.

O Ministério da Agricultura (MoA), em particular, tem como objetivo apoiar a coordenação de todos os aspectos do planejamento estratégico para organizar a produção e envolver e capacitar pequenos agricultores e suas associações, para que eles possam suprir o mercado de alimentação escolar.

O Ministério da Educação Básica e Secundária (MoBSE) desempenha o papel de gerenciar o ambiente e os domínios organizacionais das ferramentas de política do programa de alimentação escolar existentes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsonaro anuncia Milton Ribeiro como novo ministro da Educação
POLÍTICA

Bolsonaro anuncia Milton Ribeiro como novo ministro da Educação

11/07/2020 08:02
Bolsonaro anuncia Milton Ribeiro como novo ministro da Educação
Dourados terá a primeira academia ao ar livre adaptada
Academia Adaptada

Dourados terá a primeira academia ao ar livre adaptada

10/07/2020 15:28
Dourados terá a primeira academia ao ar livre adaptada
JUSTIÇA

Mantida condenação de dono de animal que causou acidente com morte

10/07/2020 09:02
Cidades

Credenciadas ampliam vistoria veicular a partir de agosto

09/07/2020 18:30
Conselho pede estudo que confirme contaminação nas academias
Dourados

Conselho pede estudo que confirme contaminação nas academias

09/07/2020 17:17
Conselho pede estudo que confirme contaminação nas academias
Últimas Notícias