Dourados – MS terça, 15 de junho de 2021
Dourados
27º max
11º min
Rural

Milho brasileiro tem mais uma semana de alta

19 Jan 2016 - 09h48
Situação é fruto do aquecimento  das exportações. - Crédito: Foto: Claudio Fachel/Fotos PúblicasSituação é fruto do aquecimento das exportações. - Crédito: Foto: Claudio Fachel/Fotos Públicas
Os preços do milho registraram mais uma semana de valorização no mercado interno brasileiro. Em média, as cotações apresentaram alta de mais de 10%, conforme levantamento realizado por especialistas. Em Paranaguá, o valor subiu de R$ 38,00 a saca para R$ 44,00 nesta sexta-feira (15), um ganho de 15,79%. Em Campo Novo do Parecis (MT), o avanço semanal ficou em 13,64%, com a saca do cereal a R$ 25,00.


Nas praças paranaenses, de Ubiratã, Londrina e Cascavel, a alta foi de 11,11%, com a saca do milho a R$ 30,00. Já em Tangará da Serra (MT), a saca do cereal fechou a semana a R$ 26,00 e ganho de 13,04%. Em Jataí (GO), a alta foi menor de 3,57%, com a saca a R$ 29,00. Nas demais praças pesquisadas a semana foi de estabilidade.


Já no período comparativo de 7 a 14 de janeiros dos anos de 2015 e 2016, as cotações subiram em média 35,49%. No Porto de Paranaguá, a valorização é ainda mais expressiva e chega a 45,51%, no mesmo intervalo.
Os analistas destacam que a situação é decorrente das exportações aquecidas e que já ultrapassam 30 milhões de toneladas, que enxugaram a oferta excedente. Somente para o mês de janeiro, o volume comprometido chega a 5,5 milhões de toneladas, o que se somado ao acumulado poderá superar as 35 milhões de toneladas. Com isso, o país deixa para trás o volume recorde registrado em 2013, de 26,6 milhões de toneladas do grão embarcadas.


”O Brasil já se consolidou como grande player no mercado de milho. E conseguimos exportar no momento da entressafra mundial. Não dá para voltar atrás, temos boas relações comerciais com o Irã e para esse ano há perspectivas favoráveis para países da África, como, por exemplo, a África do Sul, que terá que importar bons volumes do grão para suprir as perdas registradas em sua produção decorrentes do clima irregular”, diz Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting.


O ministro da Agricultura da África do Sul, Senzeni Zokwana, informou que o país deverá importar entre 5 milhões a 6 milhões de toneladas de milho esse ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com alta no mercado internacional, saca do milho no MS valoriza 130% em um ano
Rural

Com alta no mercado internacional, saca do milho no MS valoriza 130% em um ano

14/06/2021 15:00
Com alta no mercado internacional, saca do milho no MS valoriza 130% em um ano
Rural

Região Sul-Fronteira de MS é destaque no manejo biológico da soja

10/06/2021 09:00
Abate de bovinos no primeiro trimestre tem menor nível desde 2009
Rural

Abate de bovinos no primeiro trimestre tem menor nível desde 2009

08/06/2021 18:00
Abate de bovinos no primeiro trimestre tem menor nível desde 2009
Rural

Novo sistema dinamiza as análises do Cadastro Ambiental Rural traz benefícios aos produtores rurais em MS

07/06/2021 18:00
Rural

Governo fixa ações para avaliar importação de produtos agropecuários

24/05/2021 19:00
Últimas Notícias