Dourados – MS domingo, 25 de julho de 2021
Dourados
34º max
16º min
Rural

Iagro estabelece normas para cadastro

28 Dez 2010 - 16h01
Medida é da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal 
 - Crédito: Foto :DivulgaçãoMedida é da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal - Crédito: Foto :Divulgação
Campo Grande (MS) - Considerando a necessidade e a importância da informação como base para a correta execução dos programas de defesa sanitária, a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal de Mato Grosso do Sul (Iagro), por meio da portaria nº 2.176/2010, estabelece normas para cadastro de estabelecimentos frigoríficos nas unidades locais da Iagro. A diretora-presidente da agência, Maria Cristina Galvão Rosa Carrijo, diz que a medida foi tomada para a atualização dos cadastros dos frigoríficos. “Sem o cadastro não é possível emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) para o abatimento”, alerta a diretora da Iagro. A portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) no dia 7 de dezembro.

De acordo com o documento, todos os estabelecimentos frigoríficos do Estado de Mato Grosso do Sul, sejam eles registrados no Serviço de Inspeção Municipal (SIM), Serviço de Inspeção Estadual (SIE) ou Serviço de Inspeção Federal (SIF), deverão, a contar da publicação da portaria, apresentar nas Unidades Locais da Iagro, do município onde o estabelecimento de abate estiver localizado, anualmente, até o dia 31 de janeiro. Ou ainda, quando houver alguma alteração (no documento) de Planilha de cadastro de frigoríficos (modelo anexo I – publicado no DOE), com declaração assinada e firma reconhecida.

A Iagro avisa que a não realização da atualização cadastral do estabelecimento no prazo estipulado na portaria acarretará na imediata suspensão de emissão de Guias de Trânsito Animal (GTA) para o referido estabelecimento frigorífico. E que, mensalmente, até o dia 10 (dez), os frigoríficos deverão encaminhar para a Iagro, relatório mensal de compra de animais para abate acompanhado do respectivo comprovante de pagamento bancário, conforme disposto no inciso III, do anexo I, da lei 3.826 de 21 de dezembro de 2009, encaminhando ainda para o e-mail arrecadaçã[email protected] planilha do movimento de abate conforme lay-out, que está especificado no anexo II (publicado no DOE).

Segundo a portaria, toda e qualquer alteração de cadastro de frigorífico somente poderá ser feito na Iagro Central, através da Gestoria de Defesa Sanitária Animal (GDSA).

Veja modelo do cadastro de frigoríficos no Diário Oficial do Estado, número 7.841, de 7 de dezembro de 2010 (pág.10), no site: www.imprensaoficial.ms.gov.br .

Deixe seu Comentário

Leia Também

Estiagem e geada causam 50% de perda nas lavouras de milho em Dourados
IMPRESSO

Estiagem e geada causam 50% de perda nas lavouras de milho em Dourados

há 8 horas atrás
Estiagem e geada causam 50% de perda nas lavouras de milho em Dourados
Rural

Com informação, orçamento familiar tem melhora de até 70% na rentabilidade

20/07/2021 16:00
Produção de Mudas de Seringueira é tema de capacitação gratuita do Senar/MS
Rural

Produção de Mudas de Seringueira é tema de capacitação gratuita do Senar/MS

14/07/2021 17:00
Produção de Mudas de Seringueira é tema de capacitação gratuita do Senar/MS
Rural

A pedido da Famasul, Governo de MS reconhece período crítico de estiagem e declara situação de emergência

13/07/2021 12:00
Saiba mais sobre o vazio sanitário da soja e calendário de semeadura em MS
Rural

Saiba mais sobre o vazio sanitário da soja e calendário de semeadura em MS

13/07/2021 10:00
Saiba mais sobre o vazio sanitário da soja e calendário de semeadura em MS
Últimas Notícias