Dourados – MS terça, 11 de maio de 2021
Dourados
30º max
17º min
Vacinação 2
Rural

Custo do milho safrinha está menor

04 Mar 2011 - 22h42
Milho safrinha consorciado está com valor 2,7% menor - Crédito: Foto: Gessi CecconMilho safrinha consorciado está com valor 2,7% menor - Crédito: Foto: Gessi Ceccon
DOURADOS - Para 2011, a estimativa do custo de produção do milho safrinha 2011, em cultivo solteiro e consorciado com brachiaria ruziziensis, está menor que no ano passado em Mato Grosso do Sul. Essa foi a conclusão a que chegaram Alceu Richetti e Gessi Ceccon, pesquisadores da Embrapa Agropecuária Oeste, empresa vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O milho safrinha solteiro está 3,7% mais barato em 2011, com um custo de produção estimado em R$ 913,70. Já o consorciado está com valor 2,7% menor, estimando-se em R$ 952,11. Segundo Richett, o preço dos insumos utilizados este ano está menor que em 2010.

Para saber a quantidade e o preço mínimos que o milho safrinha, solteiro e consorciado, podem ser vendidos para se obter lucro, foi realizada uma análise de sensibilidade, que é feita após a conclusão do custo de produção. Para não ter prejuízo, o produtor precisa colher uma quantidade mínima de 60,9 sacas de milho solteiro por hectare. Se for consorciado, é necessária a produção de 63,5 sacas por hectare para obter um lucro mínimo.

Outra análise feita pelos pesquisadores é a de benefício/custo, em que se verifica o índice de eficiência do sistema de produção. A eficiência é a divisão da receita pelo valor atual dos custos e o resultado deve ser superior a 1. Na análise econômica com base na variação de preços do milho consorciado, estima-se que o valor da saca deve ser vendido acima de R$ 13,60 para ser eficiente. Já o milho solteiro pode ser vendido a partir de R$ 13,05.

Os pesquisadores chegaram à conclusão que “o custo de produção do milho safrinha em consórcio, quando comparado ao solteiro, é maior em 4,2%, correspondendo a 2,6 sacas de milho por hectare. Isto é devido ao uso da semente de braquiária”. Eles lembram ainda que há benefícios advindos do consórcio, como a proteção do solo contra a erosão, os ganhos na produtividade da soja e o enriquecimento do solo por agregação de matéria orgânica gerada pela braquiária.


A pesquisa completa pode ser consultada na página da Embrapa Agropecuária Oeste pelo link http://www.cpao.embrapa.br/publicacoes/online/zip/COT2011163.pdf

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rural

Desembolso do crédito rural atinge R$ 201 bilhões em dez meses

10/05/2021 10:00
Com 98% asfaltada, MS-379 já diminui em 40% os custos do escoamento da safra
Rural

Com 98% asfaltada, MS-379 já diminui em 40% os custos do escoamento da safra

06/05/2021 19:00
Com 98% asfaltada, MS-379 já diminui em 40% os custos do escoamento da safra
Aberta campanha de vacinação de bovinos e bubalinos em Mato Grosso do Sul, contra a febre aftosa
Rural

Aberta campanha de vacinação de bovinos e bubalinos em Mato Grosso do Sul, contra a febre aftosa

04/05/2021 16:00
Aberta campanha de vacinação de bovinos e bubalinos em Mato Grosso do Sul, contra a febre aftosa
Começa a campanha nacional de vacinação contra febre aftosa
IMUNIZAÇÃO

Começa a campanha nacional de vacinação contra febre aftosa

02/05/2021 10:51
Começa a campanha nacional de vacinação contra febre aftosa
MS colhe 13 milhões de toneladas de soja e bate recorde de produção
Safra

MS colhe 13 milhões de toneladas de soja e bate recorde de produção

28/04/2021 12:00
MS colhe 13 milhões de toneladas de soja e bate recorde de produção
Últimas Notícias